Take a fresh look at your lifestyle.

Processadores Qualcomm: o que esperar de cada linha Snapdragon?

Saiba quais são as diferenças entre as séries de processadores Qualcomm e as capacidades de desempenho de cada uma delas.

Quem acompanha a ficha técnica dos smartphones sabe da importância do processador para o desempenho e capacidades do aparelho. No caso dos chips da Qualcomm existem algumas séries, 400, 600, 700, 800 e suas variantes, cada uma delas capaz de oferecer diferentes potencialidades. A Qualcomm está entre as maiores fabricantes de processadores do mundo e neste texto explicamos quais as capacidades de cada linha de processadores Snapdragon e o que esperar ao comprar um novo smartphone com processador Qualcomm.

Quer receber avisos sempre que aparecer smartphone em promoção?

A importância do processador

A analogia mais simples que pode ser feita com o processador do celular é que ele seria equivalente ao cérebro em smartphone, já que concentra todas as ações e realiza uma série de cálculos. Todas as funções solicitadas ao aparelho pelo usuário passam por ele, embora o processador não seja o único responsável pelo desempenho do aparelho. 

O processador também estabelece um teto para as especificações técnicas de um smartphone como a capacidade de resolução na gravação de vídeos, a quantidade de megapixels processadas em uma foto ou o suporte à conexão de internet móvel. Logo, pouco adianta ter um smartphone com câmera de 64 mp se o processador que equipa o aparelho suporta apenas uma câmera de 48 mp ou duas câmeras de 24 mp. 

Leia também:

Series 2: os básicos que estão obsoletos

Sony Xperia E1 era equipado com Snapdragon 205

A Serie 2 abriga os chips mais básicos para smartphones, porém a linha foi descontinuada pela Qualcomm em 2015, tanto que atualmente é raro encontrar aparelhos novos com processadores da linha 200. Caso depare-se com algum deles por aí, saiba que não dá pra esperar muita coisa, já que são chips dual core ou quad core. 

Composta pelos chips Snapdragon 205, 210 e 212, a linha comporta câmeras de até 8 mp e gravação de vídeos em HD. Para carregamento, os chips da linha 200 suportam no máximo o carregamento rápido em sua versão 2.0, já a velocidade máxima de download é de 150 mbps, bem abaixo da média atual. 

Snapdragon 400: processadores básicos atuais

Moto E7 Plus possui em seu interior o Snapdragon 460.

A linha 400 de processadores Snapdragon é atualmente a mais básica em produção pela Qualcomm e equipa aparelhos básicos mais recentes. A linha 400 já é composta em sua maioria por processador de oito núcleos e chips como o Snapdragon 460 já atingem a marca de 360 mbps em downloads. São processadores que rodam bem os principais aplicativos, mas que apresentam muita dificuldade em jogos. 

A Familia 400 é formada por processadores Snapdragon 429, 435, 439, 450 e 460. Os aparelhos com os chips da Series 4 podem ter câmera única entre 16 e 48 mp com foco seletivo e modo retrato. Os chips comportam ainda carregamento rápido na versão 3.0 e gravação de vídeos em até 1080p, sendo no caso do Snapdragon 460 em até 60 quadros por segundo. 

Series 6: processadores para smartphones intermediários

Redmi Note 8 com chip Sanpdragon 665.

A linha 600 já abriga chips para smartphone intermediários básicos e médios e, a partir daqui, já é possível encontrar smartphones com bom custo benefício, como o Moto G8 e o Redmi Note 8. A família 600 de processadores possui como principais chips os Snapdragon 665, 670 e o mais recente 690 com suporte ao 5G. Embora não seja o foco da Series 6, os processadores desta categoria já são capazes de rodar os principais jogos da Play Store. 

Na familia 600 é possivel encontrar velocidade de download entre 300 mbps e 2, 4 Gbps em 4G ou 2,5 Gbps com 5G no Chip Snapdragon 690, carregamento rápido entre 3.0 e 4.0. Já a capacidade fotográfica comporta câmeras únicas entre 24 e 48 mp, embora normalmente a divisão fique entre duas lentes na traseira sendo a principal em média de 16 mp. Aparelhos com chips da linha 600 costumam comportar também gravação em 4K e câmera lenta a 120 quadros por segundo. 

Series 700: último passo antes dos topo de linha

Galaxy A71 é equipado com Snapdragon 730

Lançada no início de 2018, a Series 700 possui processadores criados para atender uma demanda cada vez maior: a dos smartphones que não são intermediários clássicos, mas que também não podem ser considerados topo de linha, chamados por alguns de intermediários premium. Entre os smartphones equipados com chips da linha 700 estão o Galaxy A71, Motorola One Fusion e o Redmi Note 9s.

Ainda dentro dos chips Series 700 existem alguns modelos com características distintas, como os terminados com a letra “G” que identificam processadores otimizados para desempenho em games mobile como o Snapdragon 720G, 730G, 732G. A família 700 também já conta com processadores aptos a internet 5G como o Snapdragon 765G presente no Motorola Edge. 

De forma geral, a linha apresenta chips com processamento entre 2,2 e 2,8 GHz, velocidade de download de até 3,7 Gbps em redes 5G, câmeras mais poderosas e gravação em 4K. Os aparelhos com chip 700 costumam ser a última etapa antes dos smartphones topo de linha de cada ano. 

Serie 800: o que há de melhor em chips da Qualcomm

Esbanja desempenho com o Snapdragon 865.

Chegando aos processadores mais potentes da Qualcomm, a Serie 800 apresenta o que há de melhor em capacidade de processamento para smartphones Android. Os novos aparelhos premium costumam ser lançados com processadores 800 e alguns chips da serie 800 já alcançam o processamento de até 3,1 Ghz, mas abordando modelos mais comuns aqui no Brasil, temos o Motorola Edge Plus com Snapdragon 865 que atinge clock de até 2,96 Ghz. 

Embora os aparelhos não sejam mais lançados com câmera única, os chips da família 800 comportam sensores únicos entre 192 e 200 mp nos processadores mais recentes, daí a divisão capaz de suportar uma câmera 108 mp e ainda “sobrar” para outros sensores, além do suporte a vídeos em 8K. O máximo em carregamento rápido, GPU capaz de rodar o que há de mais avançado em processamento gráfico a cada geração, ampla quantidade de codecs de áudio, suporte a HDR entre outras potencialidade que fazem dos processadores Series 8 serem capazes de rodar de tudo com tranquilidade, dos games mais exigentes aos aplicativos mais demandantes.

O que há de mais potente e as inovações de cada geração chegam aos processadores da familía 800 e caso seu smartphone conte com um processador da Series 800, mesmo os mais antigos como o Snapdragon 845, se depender do chipset a vida útil do smartphone ainda será longa. 


Confira aqui no Promobit as melhores promoções de smartphones e economize na compra do seu novo aparelho. Sua economia pode ser ainda maior aproveitando o cupom Americanas ou cupom Submarino.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:
Alertas Webpush

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!