Campanha Super Deals - Aliexpress
Guias de Compra

Nokia 5.3 é bom? Conheça o intermediário da Nokia produzido no Brasil

O O Nokia 5.3 é bom como aparelho intermdiário e possui configurações mais interessantes que o Nokia 2.3.

Avatar do membro Vinicio Rolim Lira

Vinicio Rolim Lira

17 de dez de 2020

0 comentários

Compartilhe:

O ano de 2020 marcou a volta da Nokia ao Brasil, ou se preferir a chegada da nova Nokia ao mercado nacional. O primeiro aparelho da empresa finlandesa que chegou ao Brasil foi o Nokia 2.3, bastante básico e com proposta de preço acessível. No início de novembro a empresa trouxe o Nokia 5.3, modelo intermediário que vai além da nostalgia da Nokia, sendo produzido no país devido à parceria da marca com a brasileira Multilaser, mas será que é o Nokia 5.3 é bom o suficiente para fazê-lo voltar a ter um Nokia?

Design e tela

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

O aparelho da Nokia foge dos módulos com ângulos retos dos conjuntos de câmeras da maioria dos smartphones e apresenta em sua traseira um conjunto de câmeras circular e logo abaixo do módulo está o leitor de impressões digitais, enquanto na lateral,  além dos botões de volume está um botão dedicado ao Google Assistente.

A inovação existente na traseira não é encontrada na parte frontal que é mais tradicional e até certo ponto um pouco superada com notch central em formato de gota e um queixo na parte inferior da tela e que recebe o nome da marca. O display do Nokia 5:3 é IPS de 6,5 polegadas, porém a resolução é apenas HD+, inegavelmente um ponto negativo para a proposta do aparelho e sua faixa de preço. 

Desempenho

O principal fator que posiciona o Nokia 5.3 como um intermediário é a sua capacidade de processamento e desempenho. Não trata-se de um intermediários premium como Galaxy A71, mas o processador Snapdragon 665, mesmo chip presente no Moto G8 Plus e no Redmi Note 8, aliado aos 4GB de RAM e 128 GB de espaço interno fazem do Nokia 5.3 um aparelho com boa fluidez, usabilidade e espaço interno de sobra para uso convencional.

Embora não esteja imune a travamentos ou engasgos, o Nokia 5.3 possui configuração suficiente para abrir e rodar a maior parte dos aplicativos sem dificuldade. Já para jogos, o mais indicado é optar por títulos menos exigentes ou jogos mais pesados configurados para rodar em qualidade gráfica mediana. 

Câmeras 

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Embora estejam distribuídos de forma interessante, as câmeras do Nokia 5.3 estão um pouco abaixo da média de conjuntos ópticos de outros aparelhos da mesma categoria. O aparelho possui uma lente principal de 13 mp, uma ultrawide de 5 mp, uma câmera macro de 2 mp e um sensor de profundidade de 2 mp. 

Para 2020, uma câmera principal com apenas 13 mp é inferior à média, já que o sensor e poder de processamento não são os mesmos de aparelhos topo de linha que podem ter lentes principais de 12 ou 16 mp. O mesmo pode ser aplicado a lente ultrawide de 5 mp e principalmente a câmera macro de 2 mp, quantidade de pixels que já mostrou-se insuficiente em outros aparelhos como o Motorola One Macro, deixando a desejar em nitidez e definição. Já a lente frontal é de 8 mp e para vídeos o aparelho é capaz de registrar imagens com resolução máxima Full HD. 

Bateria

A bateria do aparelho da Nokia é de 4.000 mAh, capacidade dentro da média para os intermediários de 2020. De acordo com a Nokia, o smartphone possui tecnologia que otimiza a durabilidade ao direcionar o gasto energético para os aplicativos mais usados. A empresa ainda afirma que o modelo possui autonomia para até 2 dias de uso sem carregamento em condições convencionais de uso.

Um ponto negativo no tocante a bateria é a fonte de apenas 10w inclusa na caixa e que não deve proporcionar um carregamento tão rápido. 

Nokia 5.3: preço e viabilidade

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Ao analisarmos o Nokia 5.3 é necessário deixar um pouco de lado a saudosa Nokia que era líder global na venda de smartphones e sem o véu da nostalgia encontramos no Nokia 5.3 um bom aparelho intermediário que chegou ao Brasil com preço elevado para as suas configurações, R$1.899 e que atualmente já está mais acessível, cerca de R$1.500. 

Aqui no Promobit o Nokia 5.3 já figurou entre as promoções compartilhadas pela comunidade por R$1.100, valor que torna o smartphone uma ótima opção de comprar para quem não prioriza fotografia e busca um aparelho com bom desempenho e espaço interno para as tarefas do dia a dia.


Confira as melhores promoções de smartphone aqui no Promobit e economize na compra do seu novo celular. De modelos básicos aos aparelhos mais poderosos, ele pode ficar ainda mais barato aproveitando algum cupom de desconto, como um cupom Americanas.