Take a fresh look at your lifestyle.

Como escolher lustre para sala integrada de apartamento?

Reunimos algumas dicas para ajudar você a escolher um lustre para sala integrada de apartamento: um para a TV e outro para a mesa.

Uma das dificuldades que encontramos quando estamos saindo de uma casa para morar em apartamento é escolher os lustres para sala de jantar e TV, já que muito provavelmente eles vão estar no mesmo ambiente e precisam combinar, além de, é claro, iluminar muito bem o espaço pequeno. Para auxiliar quem está procurando esse tipo de iluminação, fizemos um guia sobre como escolher lustre para sala integrada de apartamento. 

Quer receber avisos sempre que aparecer Lustre em promoção?

Conheça os diferentes tipos de iluminação

Mesmo tipo de lustre iluminando a região da mesa e do sofá

O primeiro passo para escolher bem o lustre para sala integrada é conhecer os diferentes tipos de iluminação que existem. Afinal, uns são próprios para a sala de jantar, outros para o ambiente da TV, outros para corredores e paredes e, mais especificamente ainda, outros servem para bancadas, mesas de estudo e escritórios. 

Lustre 

Lustre para sala de jantar com lâmpadas expostas, o que garante mais iluminação

Entre os tipos de iluminação, o lustre é o mais sofisticado. Ele é suspenso e possui vários pontos de luminosidade, que podem ser conseguidos por meio de velas (isso acontecia antigamente e não é tão comum hoje) ou lâmpadas, amarelas ou brancas, de LED (são mais econômicas, por isso a opção). 

As opções de lustres são muito variadas e dependem bastante do material, que pode ser ferro (com globos de vidro), ferro com detalhes em madeira (os mais rústicos), cobre (os mais modernos) ou até cristais e vidro, como os mais clássicos. A escolha entre eles vai depender de que tipo de ambiente você quer criar, mas lembre-se que é necessário ter um lustre na sala de TV e outro perto da mesa de jantar, apesar de não ser necessário que os dois sejam tão sofisticados. Você pode optar por um lustre pendente para a sala de TV. 

Um lustre pendente é mais simples, geralmente com apenas um ponto de iluminação ou dois. Ele é muito bom para a sala de TV, porque direciona totalmente a luz para o centro. Estrategicamente, esse tipo de lustre possui um fio bem longo que acaba no ponto de luz, que pode ser envolvido pelos mesmos materiais que já citamos anteriormente. 

Arandela 

Modelo de arandela de uma lâmpada que fica muito bem em escritórios e quartos

Já a arandela é um tipo de iluminação lateral que funciona muito bem em corredores, banheiros, quartos (iluminando a mesa de cabeceira) e até escritórios. Ela fica presa à parede e possui um ou dois pontos de luz. Uma dica para se você precisar escolher esse tipo de iluminação é optar por suportes flexíveis, para que seja possível direcionar a lâmpada para onde você quiser.  

Luminária 

Luminária branca e flexível para escritórios

A luminária, bem mais simples, é de mesa e fica apoiada por uma base com uma chave de ligar e desligar. Ela é bem mais simples e mais utilizada em mesas de trabalho ou escritórios. É feita de ferro, mas pode ter várias cores: vermelho, amarelo, verde, preto ou branco. Também pode ser de cobre ou com detalhes específicos, como formato de lua, gatinho, uma letra do alfabeto ou até serem temáticas, como uma luminária de Star Wars. 

Avalie o que você quer iluminar 

Essa parte é importante, porque vai dizer quantas lâmpadas o seu lustre deverá ter. Por exemplo, se você for usar a mesa de jantar para trabalhar, além de fazer refeições, vai precisar que ela seja muito bem iluminada. Nesses casos, o melhor seria optar por um lustre de três lâmpadas. Mas, se esse não for o caso, dependendo do tamanho da sala, uma ou duas saídas de iluminação já são suficientes. 

Para fazer o cálculo da quantidade de lâmpadas de acordo com o tamanho do ambiente, considere a norma regulatória NBR 5413, que estabelece os valores de luminosidade mínima para iluminação artificial em interiores. Segundo essa norma, uma sala de jantar precisa ter 500 lx, ou seja, 500 luxes. Agora, pegue a área total da sala e multiplique pela quantidade de luxes. 

Vamos imaginar que a sala do seu apartamento tenha 15 metros quadrados. Então, 15 x 500 = 7.500. Mas, o que isso significa? Isso é a quantidade de lúmens que a sua sala precisa, que nada mais é do que a unidade de medida para a capacidade luminosa da lâmpada. Essa capacidade vai variar de acordo com a quantidade de watts consumidos pela lâmpada, assim: 

  • 270lm | 3W
  • 50lm | 6-9W
  • 800lm |  8-12W
  • 1100lm | 13-15W
  • 2600lm |  25-28W

Então, para uma sala de 15 metros, você pode estabelecer dois pontos de luz para lâmpadas que tenham entre 25 e 28W, adicionar duas lâmpadas que tenham entre 13 e 15 watts e colocar ainda duas lâmpadas que tenham entre 6 e 9 watts. Ou variar entre o consumo e a intensidade luminosa da lâmpada para chegar no valor de 7500. 

Mas, esse cálculo não deve ser o único fator a ser levado em consideração para garantir um ambiente bem iluminado na sala. Pense também na quantidade de luz natural que ela recebe através da varanda, por exemplo (se tiver) ou das janelas. As cores das paredes também podem escurecer ou clarear um ambiente, por isso não deixe de levá-las em consideração. 

Além disso, lembre-se que se você quer bastante iluminação, deve optar por lustres que deixem as lâmpadas o mais expostas possível, evitando assim possíveis sombras e bloqueios luminosos. 

Leia também: 

Para a mesa, um lustre suntuoso

Opção de lustre clássico que ilumina bem o ambiente por ter as lâmpadas expostas

O ideal para a sala de jantar é um lustre bastante sofisticado, que chame mais atenção do que o da sala de TV. Na maioria das vezes, ele vai ter mais do que uma saída de luz e ficar bem no alto, sem ter um fio muito longo suspendendo-o. 

Os lustres clássicos lembram bastante um candelabro de cristal com diversas ramificações. Já os rústicos são mais escuros e, uma opção é mandá-los fazer com detalhes em madeira de demolição. Nesses casos, o acabamento ainda assim é perfeito, mas a madeira em si apresenta algumas mudanças de tonalidade. Os lustres modernos são os que mais deixam a lâmpada exposta, pois muitas vezes se parecem com a estrutura de uma aranha ou possuem um aramado simples, mais elegante, que deixa a luz refletir. 

Para a TV, um lustre direcionado 

Lustre de três lâmpadas com detalhes em corda para a sala de TV

Já para a sala de TV, você pode escolher um lustre mais simples, que consequentemente será mais barato. Para que fique moderno e sofisticado ao mesmo tempo, pode ser de uma única lâmpada e imitar um globo (vazado ou não), ou então algo que se pareça com um vaso invertido. Para que o ambiente fique aconchegante, neste caso opte por luzes amarelas. 

Repare em que tipo de decoração e estilo você gosta 

O estilo e material do lustre vai depender muito do estilo de decoração que você gosta. Repare também nas cores dos móveis que você já tem ou vai comprar e que vão compor o ambiente. Isso dirá se o seu lustre para sala deverá ser mais rústico, moderno ou clássico. Aposto dizer que, na verdade, esse estilo vai se formando naturalmente e, quando você percebe, já está com a sala decorada toda de uma forma.  


Agora que você já sabe como escolher lustre para sala, dê uma olhada nas nossas promoções de móveis e decoração para comprar o seu! Com um cupom Americanas ou cupom Submarino para economizar ainda mais!

Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:
Alertas Webpush

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!