Campanha Joga no Carrin Aliexpress - Warm Up
Promobit
Promobit
Guia de compras

Vale a pena importar airfryer?

Confira no nosso levantamento o que deve ser levado em consideração na hora de importar uma airfryer para o Brasil

Vale a pena importar airfryer?

4 de dez de 2021

0 comentários

Compartilhe:

Queridinha de muitos e cada vez mais popular, a fritadeira elétrica, ou airfryer, vem se tornando item indispensável na cozinha, principalmente para quem quer praticidade e versatilidade na hora de preparar os alimentos e dispensa a utilização de óleo na hora de fritar ou assar de salgados à legumes.

Não é difícil encontrar uma airfryer que cabe no seu bolso, já que existem inúmeras opções de fritadeiras elétricas disponíveis nos mercados nacional e internacional, das mais simples às mais sofisticadas. Ou seja, os modelos variam dos mais analógicos aos mais digitais, cheios de funções e mais robustos. Isso faz com que os preços variem bastante e algumas pessoas pensem, inclusive, em importar esse eletroportátil tão badalado. Mas, será que vale a pena importar uma airfryer?

Analisamos cinco pontos importantes para você se atentar na hora de comprar uma airfryer fora do Brasil e se certificar se está ou não fazendo um bom negócio. Vamos lá!

Quer receber avisos sempre que aparecer fritadeira elétrica?

5 pontos que você deve considerar na hora de importar uma airfryer

Se está em dúvida se deve ou não investir em uma airfryer importada, separamos alguns pontos importantes para você pensar, antes de trazer de fora uma fritadeira para chamar de sua. Vamos a eles:

1. Tempo de entrega

Comprar produtos provenientes de outros países pela internet consiste em importação. E por mais que existam vantagens em importar itens, o tempo de entrega é algo a se observar. Sendo assim, confira o prazo estimado pela loja ou pelo marketplace, desde a postagem até a entrega do produto em sua casa.

Lembrando que as mercadorias importadas para o Brasil podem chegar de três formas diferentes, tanto por transporte marítimo, quanto por vias aéreas por Correios ou por courrier. Geralmente o trajeto de navio tende a ser mais demorado, se comparado aos realizados por aviões, principalmente no caso de produtos vindos da China. Contudo, vale ressaltar que o tempo médio de entregas de encomendas originadas no exterior tem sido otimizado no país, de acordo com os Correios.

Leia mais:
15 melhores airfryers para comprar em 2021

2. Taxa de importação

O imposto de importação é uma taxa cobrada pela Receita Federal no momento em que uma mercadoria estrangeira é recebida no Brasil e passa pela fiscalização da Receita, no centro de distribuição que recebe o produto. Após a análise identificar que deve ser pago o imposto sobre o produto, o comprador é notificado através da internet ou por correspondência, devendo pagar as taxas para receber a mercadoria. O tributo possui função regulatória da atividade econômica.

Portanto em valores finais praticados em importações oficiais, através do Regime de Tributação Simplificado da Receita Federal, podem estar incluídos imposto de importação, ICMS, frete nacional, internacional, serviços alfandegários e outros.

Confira aqui no blog mais informações de como funciona a taxação de produtos importados, como calcular a alíquota, taxas que devem ser pagas em compras internacionais, isenções e como recorrer à cobrança indevida.

Quer receber avisos sempre que aparecer fritadeira elétrica mondial?

3. Voltagem do produto

Diversos produtos comercializados no Brasil são produzidos fora, por esse motivo, a voltagem já não é um problema tão significativo para o consumidor. Entretanto, antes de optar pela importação, verifique como funciona o sistema de alimentação da fritadeira elétrica que pretende comprar. Lembrando que, nos Estados Unidos a voltagem padrão é 120V e na Europa e Ásia, como por exemplo na China, a voltagem em boa parte é de 220V.

4. Modelo do plug

Em compras no Aliexpress, por exemplo, é possível escolher o plug de tomada antes de finalizar o pedido. Normalmente, são oferecidos quatro tipos de plugues, quando o envio vem da China: EUA, Eu Plug, UK Plug e Au Plug. Sendo o primeiro o padrão norte americano, que atende países como Estados Unidos e Canadá; o segundo, o padrão europeu, que atende países da Europa; o terceiro atende os países do Reino Unido e o último é um padrão dito universal, que abrange alguns países europeus e asiáticos, mas não o Brasil. 

Geralmente, o padrão que serve o Brasil é o europeu. Dessa forma, ao comprar qualquer produto originário da China, que peça para você especificar o plug, selecione Eu Plug. Do contrário, você precisará de adaptadores para conseguir conectá-los na tomada. 

5. Garantia 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), caso surja a necessidade de reparar  um produto comprado no exterior, que ainda está dentro do prazo de garantia, é necessário considerar um dos três seguintes pontos:

  • A marca é mundial e possui representante no Brasil;
  • O produto foi comprado através de importadora;
  • Não há representante da marca no país.

Ou seja, caso a marca seja mundial e possua representantes no Brasil, o produto deve ser reparado pela garantia, seguindo os princípios do Código de Defesa do Consumidor (CDC), ainda que adquirido fora do país. Se o produto foi adquirido através de importadora, essa deve ser responsável por providenciar o conserto. Já no último caso, ou seja, se o produto não possuir representantes no Brasil, não é possível aplicar à empresa o CDC.

A garantia do produto é diretamente com a loja responsável pela venda. O prazo mínimo, obrigatório por lei, é de 90 dias e você precisará entrar em contato com eles tendo a nota fiscal em mãos. De acordo com o CDC, para acessar seus direitos, o consumidor tem um prazo máximo de 30 dias para reclamação de bens não duráveis, e de 90 dias, no máximo, para bens duráveis, como eletrônicos. Os prazos começam a contar a partir do recebimento do produto e, caso ele tenha sido entregue por remessa internacional, é necessário considerar a data em que obteve o item em mãos. 

Portanto, a dica é, ao importar sua airfryer, opte por comprar em lojas e marketplaces confiáveis e sólidos no mercado internacional.

Quer receber avisos sempre que aparecer fritadeira elétrica midea?

Dica bônus!

Procure se informar  sobre os tipos de alimentos, recomendados pelos fabricantes, que podem ser preparados ou não nos modelos que tem interesse. Dessa forma, não correrá o risco de adquirir um produto que não dará conta de preparar tudo o que gostaria, quando decidir importar a sua airfryer. 


Agora que você já sabe quais os pontos devem ser levados em consideração na hora de importar sua airfryer, dê uma olhada nas nossas promoções de fritadeiras elétricas e ofertas internacionais para comprar a sua! Utilize um dos nossos cupons para economizar ainda mais!