Take a fresh look at your lifestyle.

Roku TV, Chromecast ou Fire Stick: qual melhor para a sua TV?

Comparamos os três produtos em aspectos como preço, usabilidade e compatibilidade para que você escolha qual usar em sua TV.

Chromecast, Fire TV Stick e Roku TV são os nomes mais conhecidos quando o assunto sãos dongles para reprodução de serviços de streaming na TV. Os três são fáceis de usar e possuem ampla compatibilidade de aplicativos, mas qual escolher? Analisamos as soluções das três marcas para consumir conteúdo audiovisual online através da TV para saber se a melhor opção é o Roku TV, Chromecast ou Fire Stick. 

Leia mais:

Chromecast

O gadget do Google funciona espelhando o conteúdo de dispositivos móveis como smartphones e tablets em TVs. Desta forma, conteúdos que seriam vistos na tela do celular são espelhados para a tela da TV pelo Chromecast, sem exigir nenhuma instalação a mais na TV ou mesmo que a TV possua conexão com a internet. Atualmente o dispositivo do Google pode ser encontrado em duas versões, o Chromecast Ultra, que possui como grande destaque a reprodução de conteúdos em resolução 4K, e o Chromecast 3, versão atualizada com resolução Full HD em até 60 quadros por segundo.

 

O Chromecast não possui plataforma própria, nem menu, o que pode ser uma vantagem ou desvantagem, dependendo do objetivo de uso, mas é inegável que em termos de quantidade de aplicativos compatíveis ele leva vantagem, sendo difícil encontrar um aplicativo de mídia que não possa ser espelhado na TV com o dispositivo do Google. O Chromecast 3 possui resolução Full HD, enquanto o modelo 4K exige que a TV seja compatível com a mesma  resolução. 

No dispositivo do Google não existe nenhuma interface, plataforma, local de navegação ou campo de pesquisa, restringindo-se a espelhar a tela do smartphone ou um aplicativo por vez na tela da TV. Algumas funcionalidade menores, como ligar a TV por comando de voz, são possíveis através do Google Assistente, mas essas e outras tarefas serão realizadas no smartphone e não no Chromecast.  

Fire TV Stick

Principal concorrente do Chromecast no Brasil, o Fire TV Stick é o dongle da Amazon que também possui a proposta de oferecer uma melhor experiência smart em sua TV. Porém, existem diferenças consideráveis entre eles, a começar pela presença de um controle remoto próprio no Fire TV Stick. O controle é bastante simples e ajuda bastante a navegar pela plataforma do Firestick, o Fire O.S, e essa é outra diferença relevante entre o dispositivo da Amazon e do Google.

Enquanto o Chromecast apenas espelha o que está em reprodução em outro dispositivo, o Fire TV Stick e o Roku, como veremos a seguir, possuem processamento e armazenamento internos próprios, além de sistemas operacionais que executam a interface do produto. O Fire TV Stick funciona como uma espécie de mini computador plugado à TV,  com menus, ferramentas e instalação de aplicativos. 

Toda a experiência de usabilidade acontece no Fire O.S, sistema operacional da Amazon baseado no Android TV. Os conteúdos do Prime Video, serviço de streaming da Amazon, ganhou amplo destaque na plataforma, inclusive melhorando a experiência de uso dos assinantes do serviço, porém, caso você não seja assinante ou não seja o serviço que mais use, pode ser um pouco mais difícil encontrar conteúdos de outros serviços no Fire OS. Embora boa parte dos conteúdos estejam disponíveis para download na loja de aplicativos da plataforma, alguns apps famosos ainda não estão por lá, como HBO GO e Globo Play. 

A versão dongle da Amazon disponível no Brasil é a mais básica, com 1GB de RAM e 8GB de armazenamento. Outros modelos são mais potentes da Amazon contam com resolução 4K e compatibilidade com comandos de voz através da assistente virtual Alexa, porém eles ainda não chegaram ao país.

Roku TV

A Roku está presente oficialmente no Brasil apenas como sistema operacional de um modelo de TV da AOC, com a mesma plataforma existente em seus vários modelos de aparelhos, que vão de streaming sticks à TVs Box, fazendo sucesso nos Estados Unidos e em parte da Europa. As possibilidades de uso por lá são maiores, pois os aparelhos além de possuírem plataforma e sistema operacional Roku OS, assim como Fire TV Stick da Amazon, contam com entradas para pendrive e cartão de memória, reproduzindo os arquivos dentro deles. Os dispositivos da Roku também contam com controle remoto. 

Roku Streaming Stick + que ainda não está disponível no Brasil

Até é possível importar os dispositivos da Roku, mas muitos dos aplicativos dentro deles não irão funcionar em território brasileiro, tornando a experiência frustrante. Focando no que está ao nosso alcance, as TVs da OAC equipadas com Roku TV, são aparelhos de entrada e apostam no funcionamento intuitivo e integrado do sistema Roku O.S para conquistar o usuário. 

O sistema operacional funciona integrando os diferentes serviços de streaming e tratando cada aplicativo na plataforma por assuntos como filmes, séries, música, informação entre outros. A segmentação das opções dentro da plataforma Roku resulta em buscas com respostas mais precisas e informativas, assim ao pesquisar sobre um filme ou um ator específico, o retorno será sobre quais filmes o ator atuou, em quais serviços de streaming está cada obra ou em qual aplicativo de aluguel de filmes o título está mais barato.  

Qual é o melhor?

Como o leque de opções dos dispositivos da Amazon e Roku fora do Brasil podem não funcionar em sua totalidade com a internet brasileira, o comparativo entre as três marcas será baseado nas possibilidades atuais de cada empresa em território brasileiro, usando como critérios: usabilidade, compatibilidade, recursos e preço. 

Usabilidade

Para quem já está habituado a pelo menos um dos três sistemas analisados é provável que ache a usabilidade dos três bastante fácil e intuitiva, porém pensado em quem nunca fez usou Chromecast, Fire TV Stick e Roku (no Brasil como sistema operacional de uma Smart TV) é provável que fique mais familiarizado com aqueles que possuem controle remoto, fazendo com que o Chromecast perca essa disputa. 

Plataforma Roku S.O

Mantendo o embate apenas entre Roku e Fire TV Stick, além do Roku já estar instalado na TV, exigindo poucos toques no controle remoto para ser usado, a plataforma em si funciona melhor e entrega resultados mais completos e diretos. Já o Fire OS privilegia a visualização de conteúdos do Amazon Prime Video,exigindo um trabalho maior para encontrar conteúdos de outros serviços. Desta forma, levando em conta apenas a experiência de uso quem possui a melhor experiência de uso é a Roku TV.  

Compatibilidade e aplicativos disponíveis

Quando o assunto é compatibilidade e biblioteca de aplicativos fica difícil concorrer com o Chromecast e toda a experiência do Google. Poucos são os aplicativos de mídia que não podem ser espelhados diretamente pelo dongle do Google, até porque é mais fácil para os desenvolvedores a criação de um aplicativo para Android do que um para cada sistema (Roku OS e Fire OS). De forma geral, os aplicativos dos principais players de mídia estão nos três serviços, porém algum mais específico é provável que só esteja na Play Store. Um bom exemplo disso é o Youtube que só passou a estar disponível no Fire TV Stick recentemente. Neste quesito a vitória é do Chromecast.

Outros recursos

Caso os aparelhos da Roku estivessem disponíveis no mercado nacional, não apenas como sistema operacional de smart TVs, é provável que a disputa entre ele e o Fire TV Stick fosse mais acirrada. Mas ao analisar apenas o que está em nossas lojas físicas ou virtuais, o Fire Stick Amazon leva vantagem por possuir espaço interno para baixar aplicativos diversos e jogos, além de compatibilidade com fones e controles de videogame sem fio via Bluetooth. Vantagem para o Fire TV Stick. 

Preço

O fato da Roku estar apenas em TVs, faz com que naturalmente o preço delas seja superior aos outros dois aparelhos deste comparativo. O modelo mais acessível com Roku TV é uma TV de 32 polegadas com resolução apenas HD que custa em média R$1.100,00. Já o Fire TV Stick da Amazon é vendido por aqui apenas em sua versão mais básica ao preço médio de R$ 250,00. A versão mais atual do dispositivo do Google, Chromecast 3 é vendido em média por R$180,00, sendo o dispositivo mais barato e vencedor desta disputa. Vencedor:Chromecast

Conclusão

Entre as três opções analisadas, o Chromecast é o aparelho que oferece mais opções de forma geral por um custo menor. Embora não seja o mais intuitivo para todos os usuários, pois é mais provável que pessoas mais velhas sintam-se mais à vontade com um controle remoto, não podemos dizer que ele seja difícil de usar. Já em termos de compatibilidade, o fato de o Chromecast apenas espelhar os aplicativos que estão na loja de apps do seu smartphone faz com que ele possuam uma biblioteca compatível maior, cabendo a você decidir quais aplicativos quer ter em seu celular. 

Os outros dispositivos são bastante promissores e com destaques relevantes. Quem busca incrementar a experiência de navegação na TV com alguns jogos e outros outras aplicações utilitárias como previsão do tempo estará melhor coberto com o Fire TV Stick da Amazon, enquanto o Roku TV entrega usabilidade e organização bastante fluida em smart TVs, com sistema de pesquisa refinado. 

A disputa entre as três marcas pode ficar mais acirrada com a chegada de versões mais potentes e completas de dispositivos da Amazon, como os compatíveis com a assistente virtual Alexa, suportando comando de voz. Assim como uma possível chegada de aparelhos físicos da Roku com suas aplicações que podem ser instaladas em qualquer TV, não apenas dentro de TVs específicas. Por enquanto, a melhor opção no geral é o Google Chromecast, mas movimentos futuros do mercado podem embaralhar as posições e dar mais opção ao consumidor.


Aproveite e confira as melhores promoções de TV no Promobit. Usando algum cupom de desconto sua compra fica ainda mais barata. 

O que você achou desse post?
+1
0
+1
0
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0
+1
1
Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!