Take a fresh look at your lifestyle.

O que é efeito bokeh e como ele pode melhorar suas fotografias?

O efeito bokeh que pode ser feito nas câmeras e smartphones ajuda a destacar o assunto principal nas suas fotos

0

Apesar de não ser um recurso novo na fotografia, o efeito bokeh popularizou-se com a transição das câmeras analógicas para as câmeras digitais com lentes intercambiáveis (que possibilita usar lentes diferentes na mesma câmera), barateando o acesso a equipamentos capazes de realizar o efeito. Celulares mais avançados e até alguns intermediários lançados nos últimos anos mostram-se capazes de realizar o efeito bokeh, apesar do resultado não ser tão satisfatório quanto nas câmeras DSLR e mirrorless, ainda dá um destaque bem legal para suas fotos cotidianas. 

O efeito bokeh é um ótimo recurso para fotografias noturnas de cidades e para destacar um objeto em uma imagem. Saiba como conseguir realizar essa técnica na sua câmera e no seu smartphone. 

Leia mais

O que é efeito bokeh?

Ao entendermos o significado da palavra bokeh fica mais fácil compreender sobre do que se trata esse efeito na fotografia. A palavra bokeh vem do japonês boke e pode ser traduzida como mancha ou borrão. O efeito bokeh é a ocorrência intencional do fundo da imagem fora de foco (“borrado” ou “manchado”) com o intuito de destacar aquilo que está em primeiro plano, mais próximo à lente e focado na foto. 

efeito-bokeh-fundo-desfocado
Contraste interessante entre o homem focado na imagem e o fundo desfocado e cheio de luzes da cidade

A técnica é muito usada por fotógrafos para remover distrações existentes na imagem e direcionar o olhar das pessoas para o assunto principal da fotografia, sendo recomendado o seu uso para fotos em ambientes externos, abertos ou com muitas luzes. Já que principalmente as luzes costumam ganhar o formato de pequenos círculos ao redor do objeto principal quando fotografadas em desfoque.

Como fazer o efeito bokeh nas câmeras?

Para realizar o efeito bokeh é muito importante utilizar uma câmera com grande diâmetro de abertura, pois graças a grandes aberturas como F/1.4, F/1.8 e F/2.4 mais luz chegará ao sensor da câmera e maior será a profundidade de campo. Resultando em um fundo mais desfocado e contrastante com o assunto da fotografia.

Em câmeras profissionais e semiprofissionais o efeito bokeh pode ser alcançado tanto no modo manual quanto no modo “prioridade de abertura” da câmera, já que o importante para chegar a um resultado satisfatório, além de usar grandes aberturas, é o uso de um número alto na configuração de velocidade do obturador. Assim aqueles pequenos círculos de luz na região em que será feito o desfoque, tão comuns em retratos desfocados, serão captados com maior definição.

lâmpada-efeito-bokeh
No efeito bokeh as luzes tornam-se bonitos círculos

É necessário também ficar atento à distância entre os elementos que serão enquadrados na imagem para que o objeto que será focado e a região desfocada sejam as pretendidas no momento do clique. Aproximar-se do objeto que pretende destacar na imagem ajuda a gerar o contraste visual entre o elemento nítido e o restante da fotografia, assim como mais distante do “fundo” da imagem você estiver no momento da fotografia, melhor. Mas é necessário ficar atento a distância focal das diferentes lentes existentes. Lentes teleobjetivas por exemplo pedem distâncias maiores do assunto principal que pretende focalizar.

Efeito bokeh nas câmeras de celular

camera-celular-efeito-bokeh

Atualmente os celulares mais avançados e até alguns intermediários são capazes de reproduzir o efeito bokeh, porém de maneiras diferentes. Modo retrato, blur, foco dinâmico, efeito de profundidade, muitos são os nomes para as técnicas que os diferentes fabricantes de celulares usam para designar a tecnologia que produz o efeito bokeh.

Existem os aparelhos que alcançam esse efeito graças a sobreposição de imagens feitas pelo seu conjunto de diferentes câmeras, mas com aberturas diferentes. Há também os celulares com lentes de abertura variável e os smartphones que são capazes de reproduzir a técnica em fotografias apenas com a tecnologia dos softwares. 

Abertura de lentes variável

Assim como seu antecessor, Galaxy S9, o Galaxy S10 possui câmera com abertura de lente variável entre F/1.5 e F/2.4, possibilitando ao usuário alternar entre uma abertura menor para fotos mais nítidas e a abertura de F/1.5 para que o sensor receba mais luz em ambientes mais escuros.  A abertura maior existente no aparelho em conjunto com o modo retrato são ideais para realizar o efeito bokeh

Celulares com mais de uma câmera

A técnica usada aqui é a de sobreposição de imagens. As duas câmeras com diferentes resoluções fotografam ao mesmo tempo enquanto o software do celular uni as imagens para proporcionar a sensação de profundidade, sendo possível ao usuário selecionar o grau de profundidade e desfoque na imagem que preferir. Exemplos de celulares com essa capacidade são o iPhone XS e os intermediários Zenfone 5 e Moto G6.

Efeito bokeh feito por software 

Devido à exigência maior por recursos de fotografia nos smartphones, é cada vez mais raro encontrar celulares com apenas uma câmera traseira, o que tornaria mais difícil alcançar alguns resultados como o efeito bokeh com essas configurações. Por esse motivo o Google Pixel 3, que possui apenas uma câmera na parte de trás do smartphone, chega ao desfoque nas fotografias no pós-processamento realizado pelo software do aparelho. Ao fotografar, o foco automático identifica o assunto principal e desfoca o restante da imagem de acordo com os contrastes entre luzes e o distanciamento entre os elementos.


Os amantes da fotografia encontram no Promobit os melhores preços em câmeras e smartphones para registrar todos aqueles momentos que são dignos de serem compartilhados nas redes sociais ou impressos e pendurados na parede.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!