Take a fresh look at your lifestyle.

Conheça mais sobre GPU e como escolher o melhor para o seu PC

GPU é o item principal das placas de vídeo e escolher o modelo corretamente pode ser a diferença entre uma jogatina incrível ou uma experiência frustrante

0

A diferença entre  CPU e GPU é uma dúvida frequente devido à semelhança entre as siglas, mas também por causa do funcionamento parecido dos dois processadores. Assim como acontece com o processador principal localizado na placa mãe, o GPU também funciona transformando energia em dados e enviando informações, mas com aplicação exclusiva para geração de imagens e aplicações gráficas. 

O GPU é o principal componente das placas de vídeo e por consequência, fundamental para quem busca melhor desempenho em jogos e ferramentas com recursos tridimensionais. Acompanhe a leitura e saiba como funciona o GPU e como escolher a melhor opção para você que pretende elevar a capacidade do seu computador. 

Leia mais: 

O que é GPU

As placas de vídeo são formadas por cinco elementos principais que são placa gráfica, memória, ventilador, dissipador de calor e GPU ou Unidade de Processamento Gráfico, que normalmente fica localizada no centro das placas de vídeo, conectada aos demais componentes. Podemos definir o GPU como o processador de uma placa de vídeo, um circuito integrado capaz de executar cálculos e processar dados com grande velocidade, mas no caso do GPU, com o intuito exclusivo de renderizar gráficos e imagens em 3D.

Este chip pode estar localizado na placa mãe dos computadores, conhecido como GPU onboard ou exercendo a função de processador principal de uma placa de vídeo dedicada, com o nome de GPU offboard. No caso do GPU presente na placa mãe ou placa de vídeo integrada é possível a utilização do monitor e a geração de imagens sem a existência de uma placa de vídeo instalada separadamente no computador e com dedicação exclusiva. Porém a GPU onboard é muito menos potente e capaz de renderizar apenas aplicações gráficas básicas. 

Para o caso de demandas gráficas maiores, mais pesadas, cheias de informações e detalhes é necessário o uso de um GPU offboard, presente em uma placa de vídeo instalada separadamente e que será responsável apenas por essa função, pois possuem sistema próprio com memória exclusiva, retirando a sobrecarga de funções da memória RAM do computador enquanto roda imagens em alta qualidade.  

Como funciona o GPU

GPU-Chip

Descrevendo de forma simplificada, o GPU da placa de vídeo envia informações sobre a imagem que deve ser processada para a placa gráfica e decide como usar os pixels em tela para representar esta imagem. Primeiro são determinados os contornos das figuras que posteriormente são preenchidos com cores luzes e texturas. Após a finalização da imagem ela é enviada para a tela e reproduzida em pixels. Todo esse processo acontece em fração de segundos e de forma constante enquanto o game está rodando. 

Apesar da capacidade do olho humano de enxergar imagens em movimento ser em média de 25 frames por segundo (FPS), ou a quantidade de vezes dentro de um segundo que uma imagem estática precisa ser projetada em tela, jogos mais pesados e com maior variedade de movimentação precisam rodar em uma velocidade maior, acima de 60 FPS para que a movimentação seja fluída. Neste cenário apenas a placa de vídeo presente na CPU não é suficiente e a busca por uma placa de vídeo dedicada começa. 

Como escolher uma GPU

A escolha de uma placa de vídeo para o computador pode ser complicada caso você não esteja familiarizado com alguns termos e dados, embora os números que determinam a capacidade da GPU não são os únicos fatores que devem ser levados em consideração no momento da compra. Nem sempre a melhor placa disponível será a melhor para o seu uso ou terá o melhor custo-benefício.  

Determine o que você precisa 

Pouco vai adiantar escolher a placa de vídeo com a melhor GPU existente caso o seu computador não seja compatível com esta placa ou não possua configurações suficientes para que a placa seja usada da melhor forma. Os demais componentes do seu gabinete devem ter potência equivalente para que todo o conjunto funcione de forma harmônica, pois nem a GPU mais potente funcionará da melhor forma se o processador e memórias do computador, por exemplo, não acompanharem o ritmo. 

Também é importante ter em mente qual tipo de aplicação gráfica pretende rodar em seu computador. Pois não são todos os casos que exigem placas de vídeo de grande desempenho. Muitas vezes um pequeno upgrade já é suficiente para o uso que pretende fazer, permitindo que o dinheiro que seria gasto apenas em uma placa de vídeo possa ser usado para melhoria de outros componentes do computador. Pesquise antes quais as configurações necessárias para o desempenho dos games que vai jogar ou da aplicação gráfica que fará uso. 

Configurações do GPU e da placa 

placa-de-video

Após determinar o uso que pretende fazer da sua placa é importante ficar atento às configurações do GPU e da placa de vídeo como um todo para saber se o modelo escolhido atende sua demanda. A potência do GPU é medida em MHZ e quanto maior o número melhor será a capacidade de processamento gráfico do chip, mas apenas esse dado não é o suficiente. 

Outro item importante é sobre a memória das placas de vídeo e aqui existe um detalhe que faz toda a diferença.  

A capacidade de memória interfere na quantidade de informações visuais que a placa consegue armazenar, porém nem sempre uma placa com grande quantidade de memória representa um grande negócio. Poucos são os jogos que exigem mais do que 1 GB de memória da placa, logo não adianta um modelo com muitos GBs de memória que não possua em seu conjunto um GPU de boa qualidade. O ideal é unir um bom GPU com alta frequência de MHZ a uma memória com bons barramentos e interface de bits capazes de transportar uma quantidade maior de dados.  

Outro item que deve ser levado em consideração é a capacidade máxima de resolução suportada pela placa, lembrando que quanto maior a resolução mais informações transmitidas em tela. A medida é feita em pixel e tomando como exemplo uma resolução grande de 1600 x 1200 pixels, o que significa que teremos 1600 pixel na horizontal e 1200 pixels na vertical, logo é necessário conferir antes se o monitor suporta a configuração máxima da placa de vídeo.   

Marcas e suporte para os jogos

Atualmente duas são as marcas de maior notoriedade quando o assunto é placa de vídeo, são elas  AMD e NVIDIA. Apesar de existirem modelos de outros fabricantes, neste caso, o indicado é optar entre as duas marcas devido a expertise que ambas possuem no ramo. Dentro do catálogo das duas marcas é possível encontrar opções de placas das mais simples às mais sofisticadas, o que torna a decisão final bastante pessoal, pois placas com especificações semelhantes das duas marcas acabam sendo equivalentes. 

As placas de vídeo mais novas são compatíveis tanto com os games antigos quanto com os lançamentos. O que pode não acontecer com GPUs de gerações anteriores, deixando na mão o comprador que pretende jogar o que existe de mais novo no mundo dos games. Pesquisar com antecedência se o jogo que tem em mente é suportado pelo modelo de placa que pretende comprar é sempre uma boa dica.

Tamanho

gabinete

Apesar de ser uma orientação aparentemente óbvia, ela deve ser levada em conta neste momento do processo de escolha, pois o modelo de GPU do seu interesse pode estar em uma placa que não cabe no gabinete do computador e perceber isso apenas no momento da instalação pode ser muito frustrante. Lembrando que placas de vídeo mais potentes produzem mais calor e precisam ser equipadas com sistema de refrigeração adequado o que irá aumentar o volume total do produto. 


Para melhorar a sessão de jogatina o Promobit tem as melhores promoções de placas de vídeo e headsets . E fique atento, pois a Black Friday está chegando e durante o período os games costumam ficar com ótimo preço.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!