Promobit
Promobit
Imagem do usuário Mickael Fernandes
22
Artigos e Matérias

Lançamento do iPhone 12 e Apple aumenta preços dos iPhones SE, XR e 11

por Mickael Fernandes (@mf)

13 de outubro de 2020 às 21:7

3

4

36

Salve, pessoal, como vão? Infelizmente não trago boas novas…

Hoje, 13/10, a Apple anunciou o novo iPhone 12 com câmeras melhores, suporte ao 5G e aumentou os preços oficiais dos produtos no Brasil. Além disso, há mais variações de cores e tamanhos, introduzindo o iPhone 12 Mini, iPhone 12, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max.

Os iPhone 12 mini e 12 chegam nas cores preto, azul, verde, vermelho e branco. Já os irmãos maiores virão nas cores azul, dourado, grafite e prata. Todos eles contam com IP68 (resistência a água e poeira).
Em suas caixas não virão mais fone de ouvido e nem carregador.



A menor variante agora possui tela OLED de 5,4” e o 12 possui o mesmo tamanho do 11/XR, 6,1”. Já o 12 Pro Max possui 6,7”. Todos os modelos agora acompanham tela OLED.



As versões Pro possuem câmeras triplas — lentes tele-objetiva, wide e ultrawide — e o sensor LiDAR, presente no iPad Pro, que serve para mapeamento de profundidade 3D.

Os modelos menores permanecem com dois sensores com lentes wide e ultrawide, tal qual iPhone 11.

Também temos a atualização do processador como é de praxe. Agora acompanha um Apple A14 Bionic com litografia de 5 nanômetros, prometendo 50% mais eficiência que os concorrentes na parte gráfica.

Não há informações sobre os valores dos smartphones no Brasil.

Seguem os aumentos:
- iPhone 11 64GB de R$4.999 para R$5.699;
- iPhone 11 128GB de para R$6.199;
- iPhone 11 256GB de para R$7.199;
- iPhone XR 64GB de R$4.299 para R$4.999;
- iPhone XR 128GB de R$4.599 para R$5.499;
- iPhone SE 64GB permaneceu em R$3.699;
- iPhone SE 128GB de R$3.999 para R$4.199;
- iPhone SE 256GB de R$4.499 para R$5.199;

Nos EUA, tanto o XR quanto o 11 tiveram redução de valores. Especula-se que o principal motivo do aumento seja o aumento do dólar, visto que aumentou R$1,50 desde o ano passado, pois no ano passado, com o dólar relativamente estável, houve redução do XR e 8 Plus, por exemplo.

Além dos iPhones, houve aumento também nos AirPods:
- AirPods 2ª gen. com estojo de R$1.349 para R$1.899;
- AirPods 2ª gen. com estojo wireless de R$1.679 para R$2.349;
- AirPods Pro de R$2.249 para R$2.999

Para terminar, o iPhone 11 Pro e Pro Max não serão mais vendidos no Brasil.

Particularmente gostei dos novos iPhones e minha expectativa se concretizou: tela OLED em todos. Infelizmente os valores não serão acessíveis, embora não esperasse que fossem.

E aí, pretendem comprarem ou trocarem seus aparelhos?

Compartilhe: