avatar de 556138
5

E-mails de lojas a partir de ofertas que vi na Promovit

11 de Julho de 2020 ás 11:13

Estou recebendo emails de algumas lojas que nunca fiz compra, como Acer e Casas Bahia. Ambas as lojas entrei no site a partir de ofertas cadastradas aqui, mas não cheguei a criar conta, muito menos comprar.

Nos dias seguintes recebo e-mails dessas lojas com os produtos que visualizei aqui.

Não sei exatamente o que está acontecendo, mas quero uma resposta do Promobit e saber se tem mais gente passando por isso.

Não lembro de ter autorizado disponibilizar meu e-mail para ser vendido para servir de leads de vendas. Se for isso mesmo o que está acontecendo, seria extremamente frustrante e gostaria de sair dessa lista, caso contrário vou excluir minha conta.

Obrigado

@fabio_carneiro

julio_556138 primeiramente obrigado pelo post e pela dúvida. Queria comentar que eu passo pelo mesmo problema que você e tentarei explicar com uma visão pouco especializada sobre o mercado de e-commerce.

Queria iniciar dizendo que nós do Promobit não vendemos e muitos menos compartilhamos os dados de membros da nossa plataforma.

Atualmente existem serviços de e-mail retargeting ou remarketing que as lojas virtuais contratam para aumentar a conversão dos sites. Alguns desses serviços utilizam cookie pools, que é o compartilhamento de dados de navegação de usuário. Nós do Promobit somos lesados por essa prática que afeta negativamente nosso faturamento.

Caso queira saber mais, recomendo este artigo: https://www.infowester.com/res...itar-site/

Queria enfatizar que: Nós do Promobit não compartilhamos dados de navegação, não participamos de cookie pools.

Eu como consumidor também sofro bastante com isso e gostaria de recomenda que você entre em contato com o SAC e o RA destas lojas e abra uma reclamação informando que você não compactua com estas práticas.

responder
Reportar
@556138

entendi, não tá fácil, para nós, consumidores

responder
Reportar
@markonne_cirilo

julio_556138 É amigo. Bem vindo ao mundo digital. Isso é só o começo. Até seu provedor/operadora guarda seu histórico de acessos. Mas como disseram, dá para contornar, inclusive alterando o DNS do provedor. Você vai ter que ir descobrindo estas coisas sozinho pois são inúmeras as formas de coleta de dados, rastreamento. Tem muita, mas muita coisa a respeito para se fazer para ficar no mínimo aceitável a nevegação.

responder
Reportar
João Vitor Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@jvsilvictor

markonne_cirilo

Sobre a parte de provedores, seria sim possível coletar esse tipo e informação, porém seria algo totalmente ilegal além de requerer um processamento e armazenamento gigantesco para tanta informação.

Por lei, os provedores de acesso são obrigados a armazenarem, por ao menos 2 anos, apenas os históricos de conexão. No caso de PPPoEs, por exemplo, o usuário, a duração da conexão (os accttimes), o IP alocado para aquela conexão e alguns outros dados.
Já os provedores de conteúdo devem armazenar os IPs de origem, o horário e as portas de origem de cada conexão. Nunca a porta de destino.

Claro que existe uma coleta ou ao menos deveria existir, mas por critérios de segurança e não com o intuito de armazenar dados de usuários. Esse tipo de coleta de pacotes é por amostragem e serve para análise de tráfego, levantamentos estatísticos do consumo e detecção de ataques como DDoS, sem adentrar no conteúdo dos pacotes (que, por sinal, devem ser criptografados). Em resumo, me refiro ao trabalho com NetFlow.

responder
Reportar
@markonne_cirilo

Muita coisa pode ser feita.
Uma delas, que eu sempre faço e indico ao amigo Julio julio_556138 , é não fazer nada no navegador depois de ter acessado seu e-mail. Não faça buscas no Google, não entre aqui no site, não entre em fóruns, nada de nada.
Terminou de usar o navegador, limpa os cookies, históricos, temporários, encerra o navegador.
Logou em seu e-mail? Limpa os cookies, históricos, temporários, encerra o navegador.

Jamais faça pesquisas, buscas, entre em lojas ou navegue pela internet após ou no meio do percurso de ter acessado seu e-mail em algum momento. E-mail é para entrar uma única vez, já com temporários do navegador todos limpos. Ao terminar o acesso ao e-mail, sair do navegador, limpar o histórico novamente. Só então abrir o navegador e usar para outras coisas.

Resolve este problema. Comigo também já aconteceu. Depois deste procedimento nunca mais recebi absolutamente nada por e-mail relacionado a minha navegação.

Essa é a dica mais simples, a mais básica de como navegar pela internet.

responder
Reportar
João Vitor Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@jvsilvictor

markonne_cirilo

Existem navegadores que trazem nativamente alguns bloqueios de recursos utilizados para "identificação do perfil do usuário", tendo como intuito deixar a navegação um pouco mais anônima.

Exemplos disto, são o Brave e o Tor. O Tor sendo um pouco mais radial, adotando a "topologia" cebola para tornar praticamente impossível/inviável identificar o usuário. O Brave traz também esse recurso em suas opções, fazendo uso do Tor Sock.

Ambos navegadores sugerem o Duck Duck Go (atual Duck) como buscador, sendo uma alternativa ao Google. A proposta é ser tão eficiente quanto o Google mas sem coletar nenhum dado do usuário.

Fica a dica caso queira experimentar :D

responder
Reportar
@markonne_cirilo

jvsilvictor
Perfeito. Eu, aos poucos e para pesquisas mais básicas, estou usando utilizando o DuckGuckGo. Para pesquisas mais profundas, com mais opções, não tem jeito, tem que ser o velho tio Google. O Duck já melhorou bastante. Lembro que antigamente encontrar uma coisa qualquer pelo buscador deles era quase impossível, kkkk Banco de dados era horrível. Hoje já está bem melhor.

Pelo Tor eu não gosto de acessar meus e-mails nem nada relacionado a segurança pessoal. O uso dele é bastante útil prircipalmente para sites que bloqueiam a navegação nacional, além de embaralhar o nosso IP. Tem algumas músicas e vídeos no YouTube que são bloqueados para IPs brasileiros; então Tor neles, rsrs

responder
Reportar
João Vitor Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@jvsilvictor

markonne_cirilo

Era bem precário ! kkk De fato o Duck melhorou de forma muito significativa! A Google inclusive aparenta apoiar o projeto, de certa forma. Do jeito dela. Inclusive o domínio "duck.com" era da Google e foi cedido ao Duck... depois de umas brigas, claro. Esses domínios com certeza valem alguns milhões.

É um projeto bacana, tem muito o que evoluir ainda... porém, bem difícil de cumprir 100% seu papel já que o próprio usuário também não se ajuda. E o pior que as vezes é por necessidade. Como mesmo mencionou, coisas pessoais são inviáveis de acessar pelo Tor, por exemplo. Ou, há tipo de coisas que só o Google vai encontrar de forma eficaz...

O resumo é: não existe anonimato, infelizmente.

responder
Reportar
Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Adicionar Resposta

Avalie o Promobit

Qual a probabilidade de você recomendar o Promobit para um amigo ou parente?