Take a fresh look at your lifestyle.

Quanto é o IOF para saque no exterior?

Conheça mais sobre o Imposto sobre Operações Financeiras: o que é e como ele é cobrado em saque no exterior e em outros serviços de crédito

Você pretende viajar e está pesquisando sobre a moeda do país, câmbio e IOF para tentar calcular quanto vai gastar fazendo a troca de dinheiro? Para tentar te ajudar, neste artigo explicamos o que é o IOF, como ele é cobrado e quanto custa dependendo de cada caso.S

O que é o IOF?

Previsto na Constituição Federal desde 1988 (Artigo 153, V), IOF é a sigla para Imposto sobre Operações Financeiras. Essa taxa foi criada para o Governo Federal ter mais conhecimento e controle sobre a oferta e demanda de capital no país e regular essas movimentações.

Este imposto incide (ou seja, afeta) sobre operações de crédito, câmbio, seguro, títulos e valores imobiliários. No caso de cobrança por câmbio (o foco do nosso artigo), o controle acontece da seguinte forma: se a circulação lá fora está muito alta, a Federação pode aumentar a taxa a fim de diminuir esse fluxo e tentar fazer com que o dinheiro volte a ser investido no país. Quem tem autorização para alterar diretamente o valor do IOF é o presidente da República vigente.

Quanto custa o IOF?

Isso vai depender da operação que você pretende fazer. Para quem está no crédito rotativo (quando você não paga a sua fatura total do cartão de crédito e financia uma parte para ser paga no mês seguinte) há uma cobrança de IOF de 0,38% sobre o valor atrasado, mais 0,0082% ao dia, até que a dívida seja quitada, além dos juros. Essa mesma regra vale para o uso do limite do cheque especial.

Se você optar por fazer empréstimos ou financiamentos, o IOF já estará embutido nas parcelas. As taxas são as mesmas: 0,38% sobre o valor do empréstimo e uma porcentagem diária de 0,0082% até o prazo total de pagamento. Imóveis residenciais são os únicos isentos do IOF.

Em seguros, também é cobrado o IOF. No seguro de vida, a cobrança é de 0,38%. Já no de bens, o valor é de 7,38%.

Agora, no caso de investimentos, como Tesouro Direto e CDB (Certificado de Depósito Bancário) você pode estar sujeito ao IOF se tirar o dinheiro em menos de trinta dias após o depósito. Se sacar a quantia um dia depois de investir, a taxa é de 96%. A cobrança vai reduzindo dia a dia e chega a zero para resgates feitos após trinta dias ou mais. A poupança bancária é isenta dessas regras.

O IOF para saque no exterior

Já quando são realizados saques no exterior por meio de cartões de crédito, a taxa é de 6,38%. Ou seja, se você for para fora do Brasil e sacar o valor de R$100 reais (a serem transformados na moeda correspondente) vão ser cobrados R$6,38 de IOF na fatura do cartão, mais a taxa de saque, que varia dependendo da sua bandeira. Este mesmo valor de 6,8% se aplica a compras feitas no exterior com cartão de crédito ou pré-pagos ou compras feitas no Brasil em sites estrangeiros.

Já se você optar por comprar moedas estrangeiras em espécie sem sacar, a taxa de IOF baixa para 1,1%, o que se torna mais barato e, consequentemente, mais vantajoso.


Agora que você já sabe o que é o IOF e como ele funciona, que tal aproveitar nossas promoções de passagens aéreas para fazer a viagem dos seus sonhos? Também dê uma olhada nos cupons de desconto para garantir as melhores compras!

O que você achou desse post?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!