Campanha Super Deals - Aliexpress
Promobit
Promobit Explica

Placa de vídeo externa para notebook vale a pena?

Será que um upgrade no computador portátil vale a pena? Confira as vantagens e desvantagens de utilizar placa de vídeo externa para notebook

Avatar do membro Bruno Braga

Bruno Braga

16 de jun de 2023

0 comentários

Compartilhe:

Muitos notebooks intermediários da atualidade já contam com configurações interessantes para o seu nível, como um bom processador, uma quantidade de memória RAM que não trará grandes dores de cabeça dentre outros fatores. Porém, praticamente todos os modelos dessa faixa de preço não possuem uma GPU dedicada, o que faz com que o aparelho não tenha poder de fogo o suficiente para rodar jogos e programas mais pesados. Para solucionar esse problema, muitas pessoas utilizam uma placa de vídeo externa para notebook, que é o que explicaremos aqui. Será que vale a pena ou é apenas uma solução a curto prazo? Continue lendo para descobrir. 

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Os notebooks que custam menos de 3.000 reais costumam contar com uma memória de vídeo integrada ao processador ou a placa mãe, por isso é chamada de “placa de vídeo integrada”. Para seu funcionamento, o sistema operacional utiliza parte da memória RAM do computador para o processamento gráfico, que junto ao fato das GPUs integradas serem apenas uma pequena parte misturada a outros componentes, faz com que placas de vídeo desse tipo possuam um desempenho bem limitado. E é aí que a placa de vídeo externa, também chamada de eGPU, surge como uma opção. 

Placa de vídeo externa funciona em qualquer notebook? 

Para utilizar a placa de vídeo externa da maneira mais simples e prática, é necessário que o notebook tenha uma porta USB-C do tipo Thunderbolt 3 ou 4, que se comunicará com o barramento necessário da placa mãe. Uma forma antiga de se instalar uma placa de vídeo externa em um notebook que não tem porta USB-C desse tipo era substituindo a placa Wifi do laptop por um adaptador PCI express, porém era um trabalho que levava muito mais tempo e cuidado, ao invés de simplesmente plugar em uma porta externa. 

Também é possível utilizar placas de vídeo externas em Macbooks, mas apenas nos modelos que possuem processadores Intel. Os modelos com M1 ou M2 não permitem essa conectividade. 

Como instalar uma placa de vídeo externa para notebook?

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

A estrutura necessária para o uso da placa de vídeo externa é bem simples e é facilmente encontrada em sites internacionais como Aliexpress, possuindo uma estrutura metálica, uma interface que adapta os conectores PCI para Thunderbolt, e tendo o espaço necessário para colocar tanto a placa de vídeo quanto a fonte que a alimentará. Também existem cases mais completos e robustos que se assemelham a um pequeno gabinete, porém esses cases são bem mais caros e devem ser comprados com atenção a fonte que vem nele para que seja apta a ser utilizada com a GPU escolhida.

Com tudo montado e posicionado, basta conectar a eGPU no notebook através do cabo Thunderbolt, ligar a fonte e o computador reconhecerá a peça, precisando ir ao menu do gerenciador de dispositivos para instalar os drivers necessários para o funcionamento da placa. Importante saber a versão do sistema operacional, se é 32 ou 64 bits, já que praticamente todos os drivers de placas e jogos atuais demandam um sistema 64 bits. 

Placa de vídeo externa para notebook compensa?

Para decidir se placa de vídeo externa para notebook realmente vale a pena, dependerá das suas necessidades e formas de uso. Considerando que o cabo Thunderbolt tem uma largura de banda pequena, fazendo com que a comunicação saia do notebook para ir até a placa e depois volte para a sua exibição no computador, é natural que aconteçam algumas quedas de performance, portanto, a GPU não conseguirá alcançar seu potencial máximo. Entretanto, isso é minimizado ao utilizar um monitor externo, permitindo um ganho de 15 ou mais fps em jogos

Para quem possui um notebook ultrafino ou modelos intermediários, a placa de vídeo externa pode compensar, por permitir utilizá-lo no dia a dia de forma comum, e nos momentos de jogatina basta conectar a placa ao computador e usufruí-la. Mas também pode ser um empecilho, já que muitas pessoas utilizam um notebook ao invés de desktop por possuir um espaço limitado, e o adaptador com placa e a fonte demandam um espaço a mais. Para quem possui notebooks mais básicos ou antigos, que não possuem porta Thunderbolt, a instalação será bem mais trabalhosa e complexa. E dependendo do quão antigo for, um upgrade apenas no processamento gráfico não fará tanta diferença assim. 

Por outro lado, caso você não possa investir em um notebook com placa de dedicada, e sua única alternativa seja a eGPU, o desempenho será superior em relação a uma placa de vídeo integrada em 100% das vezes. Mas é necessário bastante pesquisa prévia para escolher uma placa compatível com seu sistema junto de uma fonte apta a alimentá-la.


Aproveite os cupons de desconto da TerabyteShop e economize na compra de seus novos coolers!