Promobit
Promobit
Promobit Explica

O que é PIX: novo método de pagamento

O novo meio de pagamentos PIX, do Banco Central, traz novidades para os usuários e promete facilitar a hora de fazer transferências

O que é PIX: novo método de pagamento

15 de set de 2020

0 comentários

Compartilhe:

O PIX é uma nova maneira de fazer transferências e pagamentos que chegou em cheio esta semana no Brasil, com vários bancos já oferecendo o serviço e outros ainda para lançá-lo aos seus correntistas. Mas caso você ainda esteja com dúvida sobre o que é PIX, como ele funciona e quais suas vantagens, é só seguir com a gente que vamos te explicar tudo!

O que é PIX?

O PIX é uma iniciativa do Banco Central para facilitar transferências e pagamentos. Ele é um meio de pagamentos instantâneo que pode ser utilizado em qualquer momento do dia, inclusive em feriados, e realiza a operação em poucos segundos. Dessa forma, ele pode substituir TEDs e DOCs que possuem horários limitados.

Segundo o próprio Banco Central:

Para usar o PIX, será preciso que o pagador e o recebedor tenham conta em um banco, em uma instituição de pagamento ou em uma fintech – não necessariamente uma conta corrente, as transações também poderão ser feitas usando uma conta de pagamento ou poupança.

O dia e a hora da transação não importarão, nem se o solicitante e o recebedor da operação possuem relacionamento com o mesmo banco ou instituição. A liquidação será imediata, ou seja, o recebedor terá em poucos segundos os recursos disponíveis em sua conta.

compra na internet com cartão de crédito celular e notebook

Quais as principais vantagens?

Como já comentamos, uma grande vantagem é o pagamento ou transferência ser realizado instantaneamente, fazendo com que você não tenha que se preocupar com horário comercial, finais de semana ou feriados.

Outra grande vantagem é que, como é um método de pagamento, como o TED, todo mundo pode enviar ou receber dinheiro pelo PIX, não é necessário que as pessoas “assinem” um novo contrato ou qualquer coisa do tipo. Além disso, ele serve tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

Mas a principal vantagem do PIX é ele ser um serviço gratuito. Enquanto os novos bancos digitais costumam oferecer TEDs e DOCs gratuitos, ainda existem muitos bancos que acabam cobrando por esses serviços e os correntista acabam sofrendo ao pagar essas taxas. No caso do PIX, tudo será gratuito.

Como realizar uma transação com PIX?

O Banco Central abriu três opções de regulamentação para as transferências por PIX, que poderão ser feitas com os dados bancários de quem for receber (assim como no caso de TEDs e DOCs), informando uma chave PIX (que será única para cada usuário), ou por meio da leitura de um QR Code (esse código deve ser gerado por quem for receber a transferência).

O PIX entra em vigor no dia 16 de novembro e para quem optar pelas chaves para utilizar o serviço de pagamentos, o cadastro de chaves junto aos bancos e fintechs começa em 5 de outubro. Cada usuário pessoa física pode ter até cinco chaves por conta bancária, mas as chaves não podem se repetir em contas de bancos diferentes.


Fique pode dentro das novidades sobre bancos digitais e como economizar aqui no blog do Promobit! Acompanhe também nossas principais ofertas e cupons de desconto.

Veja também