Take a fresh look at your lifestyle.

O que aconteceu com os celulares Nokia e como eles voltaram ao mercado?

A Nokia já foi líder mundial na venda de celulares e em 2020 voltou ao Brasil com o Nokia 2.3

A Nokia é uma empresa  de tecnologia de origem Finlandesa que já foi a líder global no mercado de celulares e por aqui remete a tempos de aparelhos inquebráveis, jogo da cobrinha e smartphones com design arrojado rodando Windows Phone. Mas o que aconteceu com a Nokia para que ela desaparecesse do mercado? Confira como a Nokia perdeu a hegemonia e agora retorna ao mercado nacional. 

Quer receber avisos sempre que aparecer Nokia 2.3 em promoção?

De fábrica de papel a gigante da tecnologia

A Nokia é uma empresa finlandesa que surgiu em 1865 na cidade de Tampere, criada por Fredrikk Idestam para fabricar papel. Em 1868, quando Leo Mechelin juntou-se ao amigo Fredrik Idesta para ampliar a empresa ao abrir uma nova fábrica na cidade de Nokia, a empresa recebe o nome da cidade. A marca quase encerrou as atividades durante a Primeira Guerra Mundial e precisou adquirir fábricas de produtos de borracha, de cabos e produtos eletrônicos, sendo este passo a entrada da Nokia no ramo da tecnologia. 

A primeira empreitada da empresa no ramo de telefonia móvel foi através de telefones para automóveis, um artigo de luxo para poucos, mas o grande crescimento aconteceu quando o então líder da União Soviética, Mikhail Gorbatchov, foi fotografado em um evento utilizando um aparelho recente da Nokia, o Mobira Senator, um embrião dos celulares. 

O auge da Nokia no mercado de celulares

A empreitada no mercado de telefonia móvel deu mais do que certo e além de líder global em vendas de celulares que ainda deixam saudades, a empresa também investiu em pesquisas e desenvolvimento de novas tecnologias como o padrão de chip GSM, celulares com peças cambiáveis e teclado com letras e números que possibilitou a criação das mensagem de texto. 

Entre os aparelhos que foram sucesso de vendas estão Nokia 8110, Nokia 3110, também conhecido como o famoso celular indestrutível, e o Nokia 1100, que era conhecido como um celular extremamente acessível. Em 1998 a empresa apresentou ao mundo seu sistema operacional, o Symbian, que no início deu muito certo e estava presente também em aparelhos Sony e Samsung.

Leia mais:

Nokia não acompanha as mudanças do mercado e fica pra trás

Em uma época que a palavra Android remetia apenas a um robô com formas humanas e IOS era uma sigla sem significado, o Symbian reinava absoluto como sistema operacional de celulares, porém algumas falhas de segurança, bugs e a crescente concorrência nos anos posteriores fizeram com que a Nokia fosse perdendo relevância no mercado com o passar dos anos.

Entre as tentativas de retomada estão a chegada do ex-executivo da Microsoft, Stephen Elop, para o cargo de CEO da empresa. Posteriormente a Nokia firma uma parceria com a Microsoft e passa a comercializar aparelhos com Windows Phone. Em 2013, a Microsoft desembolsou 17 bilhões e adquirir toda a área mobile da Nokia. A fusão entre as duas empresas resultou em inúmeros aparelhos e durou 18 meses, quando o nome Nokia deixou de estampar os aparelhos da Microsoft. 

Algumas análises levam a crer que a queda da Nokia foi devido aos problemas recorrentes de seu sistema operacional Symbiam, que não acompanhou a evolução tecnologia dos aparelhos que passaram a exigir mais desempenho e o fato do Symbian não ser tão amigável para o desenvolvimento de aplicativos 

Outro fator que influenciou na derrocada da Nokia foi as mudanças no mercado proporcionadas pelo iPhone da Apple, que deu fim ao teclado físico, ampliou o uso da tela sensível ao toque e inovou na forma de adquirir aplicativos através da app Store. A Nokia tentou acompanhar as mudanças, mas os movimentos de mercado aparentemente não foram eficazes. 

A volta dos celulares Nokia

Vale lembrar que a Microsoft adquiriu apenas a divisão mobile da Nokia original e que as outras divisões, Nokia Networks e Nokia Technologies, permanecem com suas atividades até hoje. Já o setor de celulares Nokia foi adquirido pela HIF Mobile Ltd em parceria com a HDM Global, sendo a segunda uma empresa formada por ex-funcionários da Nokia original. 

Os novos celulares da Nokia voltaram a ser vendidos em muitas partes do mundo, agora com sistema operacional Android e no início de 2020 a Nokia voltou ao Brasil em parceria a Multilaser. O primeiro modelo do retorno é o Nokia 2.3, mas a chegada de novos aparelhos da empresa não está descartada. 


Confira no Promobit as melhores promoções de smartphone. Modelos das principais marcas podem ficar ainda mais baratos com o cupom Submarino.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!