Take a fresh look at your lifestyle.

Aquecedor solar: como funciona e por que investir em um?

Utilizar um aquecedor solar vai garantir que você economize energia elétrica e colabore com o meio ambiente. Veja como ele funciona e porque é importante.

0

Se você está procurando formas de economizar a longo prazo e colaborar com o meio ambiente, uma opção é investir em um sistema de aquecimento solar, para utilizar a energia do sol para esquentar a água do chuveiro, da pia do banheiro e da cozinha, da sua banheira e até da piscina, se você tiver uma. Para esclarecer as dúvidas sobre esse assunto, reunimos informações sobre o que é esse sistema, as vantagens e desvantagens dele e como cada tipo de aquecedor solar funciona. 

Leia também: 

O que é o sistema de aquecimento solar?

O sistema de aquecimento solar é um tipo de tecnologia que permite transformar a energia do sol em energia térmica, para esquentar sistemas de água dentro de residências, indústrias e até comércios, como a água de piscinas, do chuveiro, da pia do banheiro e da cozinha. Diferentemente da energia solar fotovoltaica, a energia solar térmica não serve para transmitir energia elétrica para lâmpadas e eletrodomésticos, por exemplo. 

Vantagens do sistema de aquecimento solar

  • A energia térmica vinda do sol é limpa (não poluente), logo, é sustentável; 
  • O uso da energia solar como fonte térmica diminui a necessidade do uso de outras matrizes energéticas. Assim, se houvesse maior investimentos de indústrias, fábricas, estabelecimentos rurais, hotéis e da população num geral neste tipo de energia, a necessidade da construção de hidrelétricas (altamente poluentes), por exemplo, seria menor;
  • O uso da energia solar traz economia considerável à sua conta de energia elétrica, já que você não vai gastar com o consumo do chuveiro elétrico, por exemplo; 
  • Um sistema de aquecimento solar é extremamente durável (a duração do conjunto de equipamentos varia entre 20 e 25 anos) e a há pouca necessidade de manutenção, se você considerar que é necessário apenas realizar a limpeza das placas solares periodicamente; 
  • Um sistema de aquecimento solar valoriza o imóvel quando for necessário vendê-lo; 

Desvantagens do sistema de aquecimento solar

  • Em regiões muito frias e com pouca incidência de luz solar, ou em dias de muita chuva, é provável que o aquecedor não receba energia suficiente para esquentar a água e você tenha que recorrer ao chuveiro elétrico;
  • A instalação e preparo da casa para o sistema de aquecimento solar são bem caros se você considerar que precisa ter os encanamentos e registros da casa preparados para recebê-lo, além de, claro, comprar o equipamento em si (que basicamente são placas coletoras solares e um reservatório térmico, também chamado de boiler). 

Aquecedor solar: como funciona o equipamento? 

Como adiantamos no tópico anterior, o aquecimento solar vai depender basicamente de dois aparelhos: placas coletoras solares e um reservatório térmico, também chamado de boiler, que vai garantir que a água chegue quente até o seu chuveiro, pia ou o que for. 

As placas coletoras ficam posicionadas em uma parte alta, acima do telhado, em uma área de maior incidência de luz solar possível. Elas são bem escuras e responsáveis por captar e absorver a luz do sol emitida durante o período todo do dia, seja ele pouco ou muito quente. Já o boiler tem a função de armazenar e manter a água em temperatura alta, para que você possa tomar banho a noite (quando já não há mais sol), por exemplo, sem problemas. Se pensarmos num passo a passo, o sistema funciona da seguinte maneira: 

  1. A água sai de uma caixa d’água principal alimentada com água fria constantemente; 
  2. Depois, passa ainda fria pelo reservatório térmico (também chamado de boiler);
  3. Quando sai do reservatório térmico (boiler), a água é levada pelas tubulações para as placas coletoras solares que, enquanto captam a energia solar, esquentam a água fria que passa por ali, por meio da tubulação de cobre;
  4. A água quente volta para o reservatório térmico (boiler), que a mantém aquecida durante bastante tempo. Isso acontece por conta do revestimento em cobre ou aço inoxidável presente no equipamento; ele ainda conta com cobertura de poliuretano sem CFC, o que garante isolamento térmico máximo. 
  5. A água aquecida sai do boiler e vai para a tubulação da residência que, para transportar essa água, deve ser preferencialmente de cobre também. 

Depois deste passo a passo, você pode estar se perguntando como as águas fria e quente podem estar presentes no boiler sem que a água fria prejudique a temperatura da que chega já quente para circular pela residência. Isso acontece por conta de um processo chamado termossifão, já que a densidade da água fria e da água quente são diferentes: dentro do boiler, a água quente é menos densa e se desloca naturalmente para cima; a água fria (mais densa) fica embaixo, o que facilita a sua entrada nos coletores solares. Assim, pode-se dizer que o contato entre água fria e água quente é bem pequeno e quase não altera a temperatura final.

Como saber quantas placas de aquecimento preciso ter em casa?

Para saber quantas placas de aquecimento instalar na sua casa e também qual deve a capacidade do boiler que você vai comprar, é necessário pensar no volume de água gasto na sua casa diariamente e em quantas pessoas moram nela. É seguro dizer que um boiler de aproximadamente 260 litros abastece tranquilamente os banhos diários de uma família de quatro pessoas. 

Aquecedor solar para piscina

O sistema de aquecimento solar para piscinas é bastante parecido com o de residências, mas ainda assim existe uma diferença. Enquanto nas casas existe o boiler para reservar a água quente, quem faz isso no aquecimento solar para piscina é nada menos do que a própria piscina. 

Basicamente, o sistema de aquecimento solar de uma piscina é composto pelas placas de aquecimento, uma válvula de controle de fluxo e um controlador de temperatura, em um sistema circular de movimento da água. 

Imagine que a água da sua piscina está fria. A válvula de controle de fluxo e a bomba vão liberar essa água para subir para o telhado por meio dos encanamentos, que será esquentada quando passarem pelas placas de aquecimento. Depois, a água já aquecida voltará para a piscina, que tem o papel de mantê-la quente. O controlador de temperatura vai trabalhar para medir a temperatura da água que está na piscina o tempo inteiro. Se houver variação de 5ºC ou mais nela, a água mais fria volta para as placas coletoras e é aquecida novamente. 

É importante reparar que, no sistema de aquecimento solar para piscina, as placas coletoras solares trabalham à seco e só são acionadas quando necessário. Por este motivo (e para não fazer as bombas trabalharem desnecessariamente), é interessante ter uma capa térmica de piscina, para usar a noite, quando não há mais sol. 

Aquecedor solar a vácuo

Já o aquecedor solar a vácuo é indicado para usos industriais ou para residências que tenham incidência solar muito baixa, pois ele pode atingir temperaturas de até 100ºC, enquanto os aquecedores residenciais ou de piscinas atingem no máximo 70°C. Quanto ao funcionamento, este modelo de sistema de aquecimento solar também conta com um boiler de armazenamento de água, mas o aquecimento dela é feito por meio de tubos de vidro à vácuo, não com placas como no modo convencional. 

Os tubos são o ponto central para o funcionamento deste aquecedor. Eles são feitos de boro silicato, um tipo de vidro extremamente resistente ao calor e a produtos químicos. Além disso, as paredes desses tubos são duplas: basicamente, uma fica dentro da outra e, na parede interna, a água vai circular; na externa, ocorrerá o vácuo, que garantirá a água quente. 

Dois são os modelos de aquecedor solar a vácuo mais populares no mercado: o modelo acoplado e o modelo modular. O sistema e funcionamento é o mesmo, mas um tem menos processos de circulação de água que o outro. 

Aquecedor solar a vácuo acoplado

Neste tipo de aquecedor, a água quente sai direto dos tubos de vidro a vácuo (lembrando sempre que a água quente é mais leve e fica naturalmente posicionada acima da fria, mesmo dentro do tubo a vácuo) e vai para o boiler, onde permanecerá em temperatura alta. 

Aquecedor solar a vácuo modular

Já neste outro modelo, há um participante especial: o Manifold, um tipo de canal que liga todos os tubos de vidro do sistema de aquecimento solar ao boiler. Ou seja, neste tipo de aquecedor, o boiler e os tubos a vácuo ficam posicionados separadamente e precisam ser ligados pela tubulação Manifold. Basicamente, a diferença entre um e outro é que neste segundo há uma tubulação a mais onde a água vai circular. 


Agora que você já sabe o que é e como funciona o aquecedor solar, o que acha de dar uma olhada nas nossas promoções de óculos femininos e promoções de óculos masculinos para aproveitar sua piscina com energia térmica?

Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!