Campanha Aniversario Americanas
Promobit
Promobit
Promobit Explica

Vale a pena usar MicroSD para expandir a memória do celular?

Espaço interno insuficiente pode ocasionar mau funcionamento e cartão de memória pode ser uma saída

Vale a pena usar MicroSD para expandir a memória do celular?

29 de jul de 2022

0 comentários

Compartilhe:

Hoje em dia tem aplicativo para tudo quanto é tipo de função que se possa imaginar, as fotos estão com a resolução cada vez mais alta, sem falar nos vídeos para registrar os momentos especiais ou mesmo treinar aquela dancinha. Isso tudo vai aos poucos ocupando a memória interna do smartphone. Uma alternativa para expandir o armazenamento nos celulares Android é utilizar o MicroSD, o famoso cartão de memória. Confira o que pode melhorar no funcionamento do seu aparelho e se vale a pena aderir ao cartão de armazenamento portátil.

Quer receber avisos sempre que aparecer MicroSD?

A memória do celular

A memória dos smartphones é utilizada para guardar as fotos, os vídeos, músicas e arquivos em geral. Quando um aplicativo ou jogo é instalado, ele também vai necessitar de um espaço mínimo para ser executado perfeitamente. Além disso, os apps também precisam armazenar alguns dados de navegação. Por exemplo, as conversas no Whatsapp, as imagens de bom dia que recebe por lá, os áudios, tudo isso precisa ficar armazenado em algum lugar.

Outro ponto é que o sistema operacional já ocupa um pedaço da memória para poder ser executado. Então, se você possui um smartphone de 64GB, a memória disponível para seus arquivos será menor do que isso.

MicroSD no smartphone

Atualmente os smartphones precisam de no mínimo 64GB para comportar a média de aplicativos que usamos em nossa rotina sem preocupar-se com espaço a cada novo download. O problema é que nem sempre é possível guardar tudo, já que as fotos e vídeos, por exemplo, estão com resolução cada vez mais altas. E aí chega um momento que aparece a mensagem de espaço insuficiente. A saída é tentar utilizar um MicroSD para liberar espaço.

Somente o Android possibilita utilizar o cartão de memória, mas também não são todos os modelos. Para conferir o seu celular, basta olhar a mesma gaveta dedicada ao SIM card. Os aparelhos geralmente vem com uma gaveta híbrida, podendo ser usada por um chip da operadora e um MicroSD ou dois chips. Alguns modelos vem com a gaveta completa, com espaço para os três componentes.

Leia mais:

O que é possível salvar no MicroSD?

O MicroSD pode ser utilizado para salvar as fotos, os vídeos, os arquivos de áudio e documentos. Isso já faz uma enorme diferença no espaço disponível, já que uma grande quantidade de fotos ou vídeos costumam ocupar muito espaço e atrapalhar o funcionamento.

Para transferir seus arquivos da memória interna é só colocar o MicroSD no slot. Após isso, localize a pasta “Meus arquivos”, selecione a pasta que deseja e mova para o MicroSD. O Google também possui o aplicativo “Files” que ajuda nesse processo.

Já os aplicativos e seus dados precisam ficar no armazenamento interno do seu smartphone. Isso acontece porque eles necessitam também do processador e da memória RAM para funcionarem corretamente. E esses três componentes formam um circuito, onde um depende do outro. O MicroSD vai funcionar como uma espécie de memória externa.

Por que não consigo utilizar o MicroSD como memória interna?

Em algumas versões mais antigas do Android, o usuário conseguia usar um MicroSD como extensor da memória interna. O sistema operacional formatava o cartão de memória e o transformava para armazenar os arquivos em outro formato. Mas o problema é que se caso ele parasse de funcionar ou fosse retirado, o celular ficava todo desconfigurado. Além disso, mesmo os melhores modelos de MicroSD, não possuíam a mesma velocidade de atuação da memória interna, o que em alguns casos deixava o celular ainda mais lento. As chances de danificar o aparelho eram grandes.

Quer receber avisos sempre que aparecer smartphone?

Outras alternativas para recuperar memória

Mas e quem o celular não tem entrada para MicroSD ou precisa utilizar os dois chips? Nesse caso existem algumas alternativas para você liberar espaço em seu armazenamento interno.

Armazenamento em nuvem

Tente fazer backup na nuvem dos seus arquivos. O próprio Google oferece a função no Google Fotos utilizando os 15 GB de memória virtual disponíveis na versão gratuita. Após atingir esse limite é possível comprar mais armazenamento. As fotos e vídeos saem do seu armazenamento interno, mas ficam disponíveis, basta ter conexão com a internet para acessá-las. Essa é uma das melhores e mais seguras opções e você pode utilizar o serviço de nuvem que preferir.

Gerencie a memória

Existem diversos aplicativos, como o Files do Google, que mencionamos acima, que ajudam o usuário a gerenciar os arquivos dentro do celular e fazer a limpeza. Assim é possível encontrar os arquivos mais desnecessários como prints e imagens duplicadas, por exemplo, e apagá-los.

Vale a pena utilizar o MicroSD no celular?

Se seu aparelho tem o slot com entrada e você tem muitos arquivos, vale a pena sim investir em um MicroSD. Ao ajudar a esvaziar seu aparelho, o desempenho para jogos e aplicativos vai ser mais rápido e fluído. Além de liberar mais espaços para fotos e vídeos. Mas lembre-se de dar preferência para um cartão de memória original, para evitar que tenha algum problema no funcionamento e corra o risco de perder seus arquivos.


Agora aproveite para dar uma olhada nas promoções de smartphones aqui do Promobit. Aproveite também para deixar suas compras mais baratas com o cupom Multilaser e cupom Submarino.