Promobit
Promobit
Promobit Explica

Tirando dúvidas sobre a assistência técnica de smartphones

Buscar assistência técnica para seu celular com problema pode ser uma dor de cabeça. Aqui vão algumas informações para ajudar nesta questão.

Tirando dúvidas sobre a assistência técnica de smartphones

3 de jul de 2017

0 comentários

Compartilhe:

Ninguém está livre de ter problemas ou defeitos em seus smartphones, mas quando isso acontece e é hora de ver um possível (e necessário) reparo, nem sempre é possível evitar a dor de cabeça. Entretanto, antes de procurar a assistência técnica, é importante saber algumas informações básicas – e com isso escapar de desagradáveis surpresas.

Todas as fabricantes de smartphones com operação no Brasil tem a obrigação de a atender seus clientes em todos os municípios brasileiros, estando ou não o aparelho em seu período de garantia. Em cidades que não possuem lojas de assistência das marcas, os clientes precisam ser atendidos de forma remota – neste caso o comprador manda o dispositivo defeituoso pelo correio.

Entre as razões mais comuns de conserto de celular, estão problemas como tela quebrada (algo que a garantia não cobre), lentidão e problemas com a bateria, microfone, câmeras, placa interna e conector de energia, assim como casos em que o celular cai na água (outro problema não coberto pela garantia).

Aqui vai uma lista rápida de problemas não cobertos pelos fabricantes de smartphone – Temos um artigo mais detalhado sobre garantia.

 – Desgastes de uso

 – Infiltração de líquidos em geral

 – Danos físicos

 – Instalações indevidas

 – Defeitos causados por uso de acessórios não originais

 – Defeitos ou danos causados por fenômenos da Natureza

 – Reparos efetuados por assistências não autorizadas

Mas em quais casos vale a pena enviar o celular para reparos em uma assistência técnica autorizada? Nessas horas é preciso pesar os prós e os contras. Levando em consideração um dos problemas mais comuns, como a tela quebrada: o custo deste reparo, na maioria dos aparelhos, chega a custa a metade do preço de um telefone novo. Aparelhos da linha Moto G, uma das mais populares do mercado, chegam a custar 60% de um novo para trocar a tela. Ou seja, nem sempre compensa fazer isso em uma autorizada.

O mesmo acontece com o iPhone. Trocar a tela do modelo 6 Plus custa mais de R$ 1 mil – razão por que muita gente acaba optando por usar quebrado mesmo. Não é a toa que muita gente leva seus aparelhos para reparos em assistências não autorizadas, comprometendo muitas vezes a sua garantia.

Portanto, antes de qualquer decisão precipitada, é importante avaliar bem o problema de seu aparelho, fazer orçamentos. A gente sabe nem todo mundo tem o tempo pra isso e precisa de seu celular para ontem, mas para não perder dinheiro – e cabelos – é sempre bom buscar informação.

E por falar em informação, aqui vão os contatos das principais fabricantes de smartphone no país, tanto para buscar assistência técnica quanto tirar dúvidas:

Quantum

– Site: MeuQuantum (email, tira-dúvidas, chat e acompanhamento)

– Telefones: 3004 2244 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 777 2244 (outras localidades)

LG

– Site: Suporte LG (tira-dúvidas, email, chat e acompanhamento)

– Telefones: 4004 5400 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 707 5454 (outras localidades)

– App: LG Suporte

Lenovo/Motorola

– Site: Suporte Motorola (tira-dúvidas, fórum e acompanhamento)

– Telefones: 4002 1244 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 773 1244 (outras localidades)

– App: Ajuda do Dispositivo

Asus

– Site: Asus Suporte (tira-dúvidas, e acompanhamento)

– Telefones: 3003 0398 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 288 8888 (outras localidades)

– App: MyAsus

Microsoft

– Site: Suporte Microsoft (tira-dúvidas, e acompanhamento)

– Lojas de assistência: Pesquisar telefones

Samsung

– Site: Samsung (tira-dúvidas, chat e acompanhamento)

– Telefones: 4004 0000 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 124 421 (outras localidades)

Apple

– Site: Suporte Apple (fórum, tira-dúvidas, chat e acompanhamento)

– Telefone: 0800 761 0880 (todo o Brasil)

Veja também