top amazon primeday
Notícias

Os principais destaques do MWC 2018

O Mobile World Congress 2018 terminou após cinco dias repletos de novidades e protótipos. Confira quais foram os destaques do evento.

Avatar do membro Rafael Oliveira

Rafael Oliveira

2 de mar de 2018

0 comentários

O WMC (Mobile World Congress) 2018 chegou ao fim. Tivemos muitas novidades esse ano, algumas animadoras e outras nem tanto. O setor de smartphones teve como destaques os novos aparelhos da Samsung, Sony e Asus, as novas linhas da Alcatel e protótipos animadores.

Confira conosco os principais destaques do evento, realizado nesta semana em Barcelona.

Samsung lança Galaxy S9 e S9 Plus

A Samsung anunciou o Galaxy S9 e Galaxy S9 Plus, seus smartphones topos de linha que trazem o novo processador Snapdragon 845, leitor de digitais reposicionado e câmera com abertura variável.

Por fora os aparelhos são muito semelhantes aos seus antecessores, mas é no hardware que as diferenças podem ser notadas. Além do novo conjunto de CPU e GPU, a linha S9 conta com tela melhorada — que já é considerada a melhor em um smartphone — alto falantes estéreo da AKG e câmera reimaginada.

Galaxy s9 cores

É na fotografia que está o grande chamariz do celular, pois o mecanismo de abertura variável é inédito na linha S. Com ele, o smartphone pode alternar automaticamente entre as aberturas de diafragma f/1.5 (para ambientes com pouca luz) ou f/2.4 (para cenas muito iluminadas), proporcionando assim as melhores fotos possíveis em cada ocasião.

Em setores como bateria e memória RAM não houve mudança. Estes detalhes deverão fazer quem já tem o S8 pensar duas vezes antes de fazer a troca pelo modelo recente, assim como quem tem o S7 pensar seriamente em dar um upgrade nesse quesito em 2018.

Sony: Xperia XZ2 e XZ2 Compact redesenhados

A Sony prometeu redesenhar seus smartphones topo de linha em 2018 e cumpriu a promessa na MWC, mostrando ao público os Xperia XZ2 e XZ2 Compact, com bordas muito menores e sem leitor de digitais na lateral.

Além do leitor de digitais que foi para a traseira, a Sony abandonou a tela 4K (que serve apenas para gastar bateria) e equipou os aparelhos com tela FHD+ (2160 x 1080) de 5.7 polegadas (XZ2) e 5 polegadas (XZ2C) e proporção 2:1.

sony xperia xz2 cores

O processador também é o novo Snapdragon 845. As demais especificações incluem 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento, câmera de 19 megapixels capaz de filmar em 4K e ultra slo-mo. Infelizmente, não há mais conector para fones de ouvido.

Um dos diferenciais do XZ2 é o Dynamic Vibration System, tecnologia que faz o aparelho vibrar junto com a mídia que está sendo reproduzida, para maior imersão do usuário. Infelizmente o XZ2 Compact não conta com essa tecnologia nem com carregamento sem fio, uma vez que sua traseira é de plástico — apenas o modelo maior conta com traseira de plástico e suporte à tecnologia Qi.

Zenfone 5 (e família) presentes no evento

A Asus é outra grande fabricante que esteve presente no evento para apresentar sua nova linha de smartphones, o que inclui o Zenfone 4 (intermediário premium) Zenfone 5Z (topo de linha), Zenfone 5 Selfie (para fotos) e o Zenfone 5 Max (M1) com bateria gigante.

Nos dois primeiros modelos a Asus optou por adotar o polêmico entalhe que divide o visor, semelhante ao do iPhone X. Com isso ela conseguiu cobrir 90% da área frontal do aparelho com a tela IPS de 6.2 polegadas. Se essa é uma decisão acertada e o que o público realmente deseja, veremos no futuro.

O Zenfone 5 conta com processador Snapdragon 636, 4 GB ou 6 GB de RAM, 64 GB de armazenamento e 3.300 mAh de bateria. Suas câmeras traseiras estão cheias de funções executadas por IA para lhe ajudar com as fotografias. A câmera frontal tem 8 megapixels e abertura f/2,0.

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

O Zenfone 5Z tem especificações parecidas com diferença no processador que é um Snapdragon 845, a RAM de até 8 GB de os 128 GB de armazenamento interno. Não se sabe se ele virá ao Brasil.

O Zenfone Selfie (apresentado lá fora como Zenfone Lite) tem como destaque as duas câmeras duplas — sim, há duas atrás e duas frontais!

Como é de se esperar, ele terá especificações medianas, o que inclui processador Snapdragon 630 ou 430, versões com 3GB/32GB e 4GB/64GB. A bateria é de 3.300 mAh e a tela FHD+ (2160 x 1080) tem proporção 18:9.

Zenfone 5 Selfie Cores

Por fim, o Zenfone 5 Max (M1) é o representante com bateria grande de 4.000 mAh e configurações simples. Por dentro encontramos processador Snapdragon 425 ou 430, até 3 GB de RAM e até 32 GB de armazenamento interno. A câmera traseira é dupla e a tela tambem tem proporção 18:9, porém resolução apenas HD+ (1440 x 720 pixels).

As versões dos smartphones que vierem ao Brasil serão lançadas apenas no segundo semestre. O preço de cada uma ainda será anunciado.

Nova linha 5, 3 e 1 da Alcatel

A Alcatel apresentou três novas séries com 5 linhas diferentes, todas com preço baixo e diferentes variações do mesmo modelo, como é de se imaginar. Eles serão lançados ainda esse mês, mas não há previsão de chegada dos aparelhos no Brasil.

A série Alcatel 5 é a mais cara delas, porém o preço passa longe do de qualquer marca conhecida por aqui. Aqui temos tela de 5.7 polegadas com resolução HD+ (1440 x 720) e proporção 18:9. Os aparelhos são equipados com processador MediaTek MTK6750, 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento interno e bateria de 3.000 mAh.

A câmera frontal é dupla, com sensores de 13 e 5 megapixels que usam tecnologia de reconhecimento facial 2D. A câmera traseira tem 13 megapixels e abertura f/2,0, abaixo dela temos um leitor de impressões digitais.

Alcatel Smartphones 2018

A série Alcatel 3 conta com os representantes 3, 3X e 3V, todos com especificações semelhantes, diferentes tamanhos e suporte à tecnologia Face Key (reconhecimento facial) da Alcatel.

O Alcatel 3 tem tela de 5.5 polegadas com resolução HD+ (1440 x 720 pixels) e proporção 18:9, processador MediaTek MT6739, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento, câmera comum na traseira e leitor de impressões digitais.

O 3X tem tela de 5.7 polegadas com resolução HD+ (1440 x 720 pixels) e proporção 18:9, processador MediaTek MT6739, 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento interno, leitor de digitais e câmera traseira dupla.

O 3V tem tela de 6 polegadas com resolução FHD+ (2160 x 1080 pixels) e proporção 18:9, câmera traseira dupla, processador Mediatek MT8735A, bateria de 3.000 mAh, leitor de digitais 2 GB de RAM e 16 ou 32 GB de armazenamento.

Por fim, o Alcatel 1X é o smartphone mais simples sendo lançado pela empresa. Ele tem processador MediaTek MTK6580, 1 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. A tela de 5.3 polegadas tem proporção 18:9 e resolução 960 x 480.

A câmera traseira tem 8 megapixels e a frontal 5 megapixels. Algumas variantes do smartphone, que rodará Android Go (falaremos mais a seguir), terão leitor de impressões digitais. Não se sabe quais delas chegarão ao Brasil.

Android Go

Também vimos na MWC várias companhias lançando novos smartphones com Android Go. Trata-se de uma versão mais leve do Android 8.1 Oreo feita para rodar em celulares com 1 GB de RAM ou menos e com aplicativos pré-instalados que ocupem menos espaço e usem menos data.

Além da Alcatel, Nokia, ZTE, Micromax e General Mobile também anunciaram smartphone com o sistema operacional. Só será possível ver o diferencial do Android Go na vida útil dos aparelhos após algum tempo, mas é possível ver o esforço do Google para que o sistema rode bem em celulares simples feitos para mercados emergentes onde a internet é lenta ou muito cara para se usar muito.

android go apps

O sistema operacional conta com versões leves de apps que temos em nossos smartphones, como o Gmail Go, YouTube Go, Facebook Lite, entre outros.

Os dispositivos que trazem Android Go são realmente simples e acessíveis — dentre os anunciados, o mais caro deles custa US$ 130. Embora sejam direcionados a regiões da India e África, smartphones do tipo serão vendidos em várias partes do mundo, incluindo EUA e Brasil.

O notebook com webcam no teclado

Um dos desafios das fabricantes de smartphones é diminuir as bordas na parte frontal do aparelho e lidar com a câmera frontal, que precisa ocupar certo espaço. Parece que isso é algo que fabricantes de notebooks também enfrentam com telas e webcams, enquanto a Lenovo coloca a câmera abaixo da tela, a Huawei resolveu colocá-la no teclado.

A empresa apresentou na MWC o MateBook X Pro. Logo de cara ele chama atenção por sua espessura e peso minúsculos, e a tela que ocupa 91% da área dedicada a ela.

As bordas realmente são quase inexistentes e a interface é dominada por uma tela de 13.9 polegadas com resolução de 3000 x 2000 pixels e proporção 3:2.

Por dentro há processador Intel i5 ou i7 de oitava geração, placa gráfica Nvidia GeForce MX150 e bateria que promete durar até 14 horas. Por fora temos portas USB-C, USB-A, botão power com leitor de impressões digitais e webcam posicionada no teclado, entre as teclas F6 e F7.

Vivo APEX: dominado pela tela

E falando de câmeras que ocupam lugar na frente do aparelho, a fabricante de smartphone chinesa Vivo parece ter encontrado a solução para criar um smartphone com frente totalmente coberta pela tela: tirando a câmera frontal de lá.

A empresa apresentou o protótipo do Vivo APEX, um smartphone com câmera frontal retrátil que aparece em apenas 0,8 segundo quando acionada, leitor de digitais sob o visor que ocupa quase metade da tela e, claro, display que domina quase toda a parte frontal.

O conceito parece ser interessante para quem não tira selfies sempre, e também para quem tem dificuldades em desbloquear o smartphone — o APEX conta com uma área gigante que reconhece as digitais. Os alto falantes foram removidos, dando lugar à tecnologia Screen SoundCasting, que utiliza vibrações da tela para transmitir o som.

Apesar da ideia ser animadora, é bom lembrar que trata-se apenas de um protótipo que pode ou não tornar-se real no futuro. Caso siga adiante, o projeto ainda pode sofrer diversas alterações até chegar ao público como produto final.


Essas foram as principais novidades apresentadas durante a MWC 2018. Para quais delas vocês ficaram mais empolgados?