Take a fresh look at your lifestyle.

Fim do roaming internacional no Mercosul: o que muda para você

Acordo para fim da cobrança de roaming foi assinado ontem (17), durante a Cúpula do bloco econômico. Veja o que a decisão muda para você.

0

Os países signatários do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) assinaram ontem (17) um acordo para o fim da cobrança de roaming internacional no bloco do Mercosul, para ligações telefônicas e uso de dados. A assinatura foi feita durante a 54ª cúpula do Mercosul em Santa Fé, na Argentina, e já está confirmada pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), agência reguladora de telefonia no Brasil. Confira as mudanças que esse acordo traz para você e para suas viagens internacionais. 

Leia também:

O que é roaming?

Antes de saber quais serão as consequências que a assinatura do acordo trará, é importante entender exatamente sobre do que ele se trata. Imagine que você mora em São Paulo e está viajando para a Argentina. Naturalmente, você tem permissão de utilizar as linhas telefônicas e participar da transmissão de dados móveis dentro da sua cidade, mas não consegue fazer isso em outro país, pois não tem autenticação.

O roaming acontece quando a sua operadora pede autorização para pegar emprestada a infraestrutura de telefonia de outro país, para que visitantes, como você, possam utilizá-la e ter os serviços funcionando.  Este tipo de serviço é extremamente caro atualmente e, na maioria das vezes, torna-se mais vantajoso que o viajante compre um chip de uma operadora local quando chega ao seu destino.

celular barato

O que muda com o fim da cobrança de roaming internacional?

O acordo assinado ontem prevê justamente o fim da cobrança de roaming em ligações e uso de dados entre o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai. Logo, quem for viajar para esses países não pagará as tarifas de utilização deste serviço. 

A operadora Oi, por exemplo, atualmente cobra R$189,90 por dia pelo uso de 1G de internet na Argentina, ou então R$99,90 por mês por 500MB. Cada SMS enviado tem custo de US$1,29, enquanto os recebidos são gratuitos. Já quando falamos em ligações, 50 minutos em chamada custam R$59,90 e minutos adicionais fora desse pacote custam US$1,94 cada. 

Se a medida for realmente adotada (a partir de agora ela precisa da aprovação do Congresso e parlamento de cada país membro do Mercosul e passará a valer após 30 dias desta decisão) e seguir as práticas da União Europeia (que não cobra roaming internacional entre os países membros desde junho de 2017), o viajante pagará os mesmos preços por ligações, SMS e internet móvel da operadora que já é cliente, independentemente de onde estiver.

Todo o acompanhamento deste processo e da decisão final será feito pelos órgãos reguladores de telefonia de cada país membro do Mercosul. No Brasil, a responsável por isso é a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). 


Quem acompanha as promoções de passagem aérea do Promobit paga mais barato em qualquer viagem, seja para dentro do Mercosul ou fora dele. Não se esqueça de dar uma olhada também nas promoções de pacotes de viagem, para economizar ainda mais. 

Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!