Take a fresh look at your lifestyle.

Análise: testamos o novo Galaxy Note 10 Plus e ele é mesmo tudo isso

Sem nenhum grande defeito, o aparelhos destaca-se pela tela, desempenho e conjunto de câmeras.

Em uma bela tarde de outubro, chegou ao escritório do Promobit uma embalagem pequena, preta com detalhes azuis e leve, porém carregada de recursos e tecnologia, pois dentro da caixa estava o recém lançado Galaxy Note 10 Plus da Samsung. O aparelho recém lançado no Brasil segue a proposta da linha Note, focada em um público corporativo, usuários multitarefa e produtores de conteúdo.  

Nós recebemos para teste o modelo de 256GB de armazenamento e, como missão dada é missão cumprida, durante alguns dias o Note 10 Plus foi meu smartphone principal e um pouco mais, pois o aparelho foi colocado para trabalhar além do meu uso cotidiano. Muitas horas de séries, filmes, jogos, uso das câmeras, edições de fotos e vídeos, testes de carregamento e tudo mais a que se tem direito. Confira nossa análise completa sobre os recursos e usabilidades do novo Galaxy Note 10 Plus e, caso fique interessado no aparelho da Samsung, já adicione o smartphone à sua lista de desejos. 

Quer receber avisos sempre que aparecer Galaxy Note 10 em promoção?

Design

A família Note tradicionalmente possui linhas mais retas que os celulares da família S, mas no caso do Galaxy Note 10 Plus foi possível perceber traços mais próximos do também recente Galaxy S10. A tela com curva nas laterais é perfeitamente acoplada ao corpo de alumínio, deixando o aparelho praticamente sem bordas, o que diminui a sensação de ter em mãos um aparelho de 16 centímetros e tela de 6,8 polegadas, tamanho de tela próximo ao de um tablet pequeno. Embora possua dimensões avantajadas, a pegada do Galaxy Note 10 Plus é boa para maioria dos tipos de uso, mas pessoas com mãos pequenas podem ter algumas dificuldades para jogar ou tirar uma selfie usando apenas uma das mãos. Trata-se de um celular que, na maioria das vezes, será usado com as duas mãos.

 

O único elemento que faz com que a tela Amoled do aparelho não reine soberana é a presença do notch na parte superior central para abrigar a câmera frontal. Embora o notch seja pequeno e com menos bordas, não deixa de ser um recorte, impedindo que o display seja totalmente contínuo. A posição centralizada da câmera frontal não incomoda para assistir vídeos e para jogos, inclusive você até esquece que ele está por lá quando está consumindo algum conteúdo no celular. Já o leitor de impressões digitais que ficava na parte de trás no Galaxy Note 9 agora está parte frontal, sob a tela.

A parte de cima do aparelho não possui botões, apenas a gaveta para abrigar chip e cartão de memória. Já na lateral esquerda ficam os botões de volume e o botão de energia, que ao ser pressionado também aciona a Bixby. Sim, o polêmico botão exclusivo para a assistente virtual da Samsung presente no Galaxy Note 9 deixou de existir nos celulares da linha Note 10. A parte inferior concentra o alto falante com som estéreo de boa qualidade e volume potente, slot para a caneta S-pen e um conector do tipo USB-C, compatível tanto com o bom par de fones de ouvido quanto com o carregador, ambos presentes na caixa do aparelho.

O lado direito do Note 10 Plus é todo liso, fator que confunde um pouco no início, pois procurar o botão de energia ou de volume do lado direito foi uma ação intuitiva por muitas vezes, mas com o tempo a adaptação acontece. O modelo que recebemos da Samsung para testes possui a cor Aura Glow, efeito reflexivo que mistura cores, semelhante a um prisma, no melhor estilo capa do disco Dark Side of the Moon do Pink Floyd. O resultado final é bonito, mas deixa bastante marcas de dedo.

Leia mais:

Tela

A tela do Galaxy Note 10 Plus é certamente uma das melhores telas presente nos smartphones atualmente. O Display Amoled Dinâmico com resolução de 3040 x 1440 pixels possui proteção Gorilla Glass 6, que protege de arranhões, além do tamanho do display suficiente para que tudo seja visto em detalhes. O ângulo de visão da tela é amplo e a qualidade na definição dos níveis de contraste bastante destacada pela fabricante de fato está presente. Ao assistir uma série como Demolidor, com muitas cenas escuras e que exigem níveis de contraste apurados, foi possível perceber o alto nível de contraste e a intensidade da cor preta em tela.  

As cores também possuem tonalidades intensas e calibração muito boa, sem sofrer alteração significativa ao aumentar ou diminuir o nível de brilho da tela. Ou seja, o aumento de brilho da tela não significa uma imagem estourada ou com cores menos vivas e isso é ótimo para ambientes internos. Nos ambientes externos, o brilho também faz toda a diferença e possibilita visão da tela muito boa mesmo em condições de sol forte. Cerca de 60% da escala de brilho já é suficiente para ter boa visibilidade ao caminhar por aí. 

Confira as melhores promoções de smartphones

Desempenho 

O mínimo que se pode esperar de um smartphone premium é que o seu desempenho esteja entre seus pontos fortes e, de fato, com o Galaxy Note 10 Plus não houve surpresas durante os testes. Não que o aparelho tenha decepcionado, mas porque todas as altas expectativas sobre processamento, fluidez de uso e rapidez foram correspondidas. A proposta já citada de ser um celular que aguenta o tranco para usos muito intensos confirma-se na prática e o aparelho da Samsung não apresentou nenhum travamento ou engasgo durante o uso. A troca constante entre aplicativos, downloads simultâneos ao desempenho de outras tarefas, ouvir música enquanto cria-se notas animadas com a S-pen, edição de fotos em alta qualidade alternando entre Photoshop e Lightroom, edição de vídeos, jogos pesados como Unkilled e Dead Effect, nada abalou as estruturas do Galaxy Note 10 Plus que, durante a execução dessas funções, não chegou nem a esquentar.  

O aparelho, que em alguns países é equipado com o processador Snapdragon, no Brasil possui o chipset Exynos 9825 da própria Samsung que, aliado a câmara de resfriamento a vapor presente no interior do Note 10 Plus, visa permitir que o smartphone execute funções mais exigentes sem elevar a temperatura. Tudo isso mostrou-se verdade na prática, pelo menos não consegui notar nenhuma elevação de temperatura enquanto segurava o aparelho. 

O Note 10 Plus roda o Android 9 Pie e, diferente de versões antigas da mesma Samsung, o novo aparelho apresenta uma interface limpa, amigável, muito fácil de usar e principalmente de encontrar o que você procura entre as várias funcionalidades e aplicativos do aparelho. Outro ponto positivo é a possibilidade de escolher quais aplicativos nativos da Samsung o usuário quer manter no smartphone no momento da sua configuração inicial. 

Câmeras

As câmeras do Galaxy Note 10 são um capítulo à parte, tanto que muito em breve teremos um texto apenas sobre o conjunto óptico do aparelho com uma abordagem mais aprofundada, mas em uma análise sobre o aparelho como um todo não podemos deixar de relatar algumas impressões sobre o assunto.

 

Foto com a lente zoom e no modo automático

No quesito câmera, a Samsung percebeu que mandou bem e decidiu adotar a estratégia de não mexer muito em time vitorioso, já que o elogiado conjunto óptico apresentado no Galaxy S10 Plus, como câmeras de abertura variável e a facilidade na troca entre as câmeras permanece no Note 10 Plus, além de algumas pequenas evoluções. O Galaxy Note 10 Plus possui três câmeras traseiras, a principal de 12MP e abertura variável de f/1.5-f/2.4, uma câmera ultrawide de 16 MP com ângulo de 123° e abertura de f/2.2, além da câmera zoom com aproximação de 2x e abertura f/2.1. Em termos de números, a abertura da câmera zoom é um pouco maior que a abertura f/2.4 da mesma lente encontrada no S10 Plus, porém de nada adiantam os números e especificações se o resultado na hora do uso deixar a desejar. O que não é o caso. 

Foto com a lente grande angular

O aplicativo da câmera do Galaxy Note 10 Plus claramente foi pensado para o usuário médio que busca tirar fotos incríveis sem dificuldades. No modo automático, as principais funções estão lá, fáceis de encontrar, e os botões para alternar entre as três câmeras está bastante visível, deixando a diferença entre uma foto com ângulo muito aberto ou um retrato bastante próximo separada por apenas um toque na tela.

Além da qualidade das lentes e sensores, o poder de processamento do aparelho corrige irregularidades e deixa todas as fotos no modo automático “instagramáveis” apenas mirando a câmera e apertando o botão de captura, independente das condições de luz. Inclusive existe o modo “Instagram” para fotos já no formato do aplicativo e o modo “Food” que cria um foco seletivo e destaca o prato sobre a mesa. O Modo Noturno funciona tão bem que chega a não representar a real condição de luz em algumas situações, chegando a deixar uma foto tirada às 23 horas com aparência de foto tirada em um final de tarde nublada. Para fotos noturnas com iluminação mais próxima do real, é recomendado o uso do modo Pro da câmera, embora seja muito mais difícil de usá-lo em condições de pouca luz.

Foto com câmera no modo noturno

Falando em modo Pro, aos que preferem colocar a mão na massa, o modo manual da câmera é fácil de usar para quem tem algum conhecimento de fotografia, com todas as especificações detalhadas em números que permitem chegar à configuração desejada com exatidão. A câmera frontal é de 10 megapixel e a posição centralizada da lente não representou nenhuma dificuldade de enquadramento, enquanto as fotos de boa qualidade em boas condições de luz e modo retrato não é exagerado, embora eu, particularmente, não goste do efeito de nenhum desses melhoramentos em selfies. Ao menos no Note 10 Plus o efeito não é tão artificial.  

No quesito vídeo, o aparelho também apresenta ótimos resultados, registrando imagens em movimento na resolução 4k ou com estabilização ótica, mas resolução um pouco menor. Modos como Câmera Lenta e Timelapse também estão presentes, além do modo Foco Dinâmico, que funciona bem em fotos, mas que em vídeos ainda entrega nas bordas da pessoa em foco que tal tecnologia ainda precisa melhorar. 

S-Pen

Impossível falar dos celulares da linha Note sem destacar as canetas S-Pen. Todas as funcionalidade presentes no Galaxy Note 9 estão de volta na caneta do Galaxy Note 10, que ganhou alguns incrementos. Além de controlar slides ou fotografar com a caneta, o acréscimo de giroscópio e acelerômetro permite a S-Pen do Note 10 Plus ir além de apertar o botão da câmera sem encostar na tela do aparelho. 

s-pen

Por meio de gestos no ar com a caneta em mãos é possível transitar entre os modos da câmera apertando o botão lateral da caneta e rabiscando no ar para a direita ou para a esquerda. Movimentando a caneta para cima ou para baixo faz com que o aparelho alterne entre a câmera principal e a câmera frontal e o giro da caneta no sentido horário aciona o zoom da câmera, enquanto o giro no sentido anti-horário abre o ângulo da imagem.  Particularmente, a função zoom ao girar a caneta em sentido horário ou anti horário não aconteceu de forma simples e rápida em todas as tentativas. Houve momentos em que o zoom não foi proporcional a quantidade de giros, em outros foi possível perceber um atraso no tempo de resposta em relação ao gesto, fator que não aconteceu ao trocar entre câmera frontal e câmeras traseiras com a caneta, e também aconteceu do smartphone nem captar a movimentação da caneta. 

Existem outras funcionalidades, como a criação de animações com a caneta sobre a câmera para personalizar, criar fotos e vídeos criativos ou artísticos. Para quem não possui veia artística, o recurso é engraçado de início, mas é possível que com o tempo seja esquecido pelos donos do aparelho. Em compensação, o uso da S-pen na tela melhora muito a experiência em alguns aplicativos devido à maior precisão da ponta da caneta em relação aos dedos. Com a S-pen foi possível editar fotos no aplicativo Lightroom com exatidão muito maior e selecionar alguns ícones menores no calendário, por exemplo. 

O que continua muito útil e ainda melhor é a possibilidade de criar notas na tela do smartphone. Escrever no display do Note 10 Plus é agradável e fácil, além de ajudar bastante para anotações rápidas, recados de última hora e ideias que aparecem quando menos esperamos e que podem se perder se não forem colocadas no papel, ou melhor, na tela. O reconhecimento de escrita que converte o que está em letra cursiva para padrão de texto é muito bom. Minha letra não é das melhores e a conversão do que escrevi foi eficaz na maior parte das vezes. 

Anotações na tela com a S-Pen

Por fim, a bateria da S-pen não deixa ninguém na mão. Nos testes realizados de uso contínuo entre câmera, notas, e outros aplicativos a duração foi de quase uma hora. E ainda, a S-Pen continua a renovar sua carga a cada vez que é colocada novamente no slot dedicado na parte inferior do aparelho. 

Bateria

Com bateria de 4.300 mAh, o aparelho acompanha carregador rápido de 25w e é compatível com carregamento ultrarrápido de 45w, que é vendido à parte, e carregamento sem fio. Apesar de muitos modelos com configurações inferiores ao Note 10 Plus possuírem baterias com 4.500 mAh e até 5000 mAh, a autonomia do aparelho da Samsung é satisfatória, mantendo a média dos smartphones atuais de dar conta do recado durante 24 horas de uso comum, porém, devido ao valor do aparelho, fica a sensação de que a bateria poderia ser um pouco melhor.

Note 10 Plus
Carregamento sem fio do Galaxy Note 10 Plus

O uso constante de redes sociais e aplicativos de mensagem mais cerca de uma hora e meia de vídeos, uma hora de jogos na máxima qualidade, 2 horas de músicas e podcasts, e muitas fotos e vídeos foram suficientes para que, ao final do dia, a bateria estivesse com 25% de sua carga. Já o tempo de recarga com o carregador rápido de 25w que acompanha o smartphone levou 1 hora e vinte minutos para ir de 0 a 100%, enquanto o carregamento por aproximação usando o power bank Fast Charge de 10.000 mAh da Samsung demorou 2 horas e 40 minutos.  

Galaxy Note 10 Plus vale a pena?

Com a chegada do Galaxy Note 10 Plus a Samsung manteve no alto o nível da disputa entre os smartphones premium. O aparelho é o melhor lançamento da empresa no ano e entra forte no embate pelo melhor smartphone de 2019. A qualidade da tela é excelente para qualquer condição de uso, o desempenho irretocável e as câmeras permanecem de altíssima qualidade. Os recursos adicionais são interessantes, como a conversão de letra cursiva em arquivo de texto, o desenho de animações no display e o controle das câmeras com a S-pen, abrindo a porta para a evolução desses recursos no futuro. Porém, todas essas novidades ainda não foram capazes de transformar o anterior Galaxy Note 9 em um smartphone defasado. 

A capacidade de bateria poderia ser um pouco melhor, principalmente levando em conta a categoria em que o produto está inserido, mas está longe de ser um problema. Como ponto negativo, embora bastante previsível, está o valor do aparelho. O preço médio atual de R$5.400,00 para comprar o Note 10 Plus é um fator que torna o smartphones para poucos, mas caso o valor não pese no seu bolso a aquisição é mais do que recomendada. O Galaxy Note 10 Plus já apareceu por aqui por R$ 4.319,00 e deve estar ainda mais barato durante a Black Friday que acontece em novembro.


No Promobit você encontra os preços mais baixos da internet. Além de smartphones baratos, promoções de Tv e muito mais. Aproveitado algum cupom de desconto sua compra fica ainda mais barata. 

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!