Take a fresh look at your lifestyle.

4 Dicas para identificar produtos naturais

O que precisa ficar de olho na hora de comprar alimentos e suplementos naturais.

0

A preocupação com a saúde e bem-estar tem levado cada vez mais brasileiros a dar preferência a produtos naturais. O movimento tem sido tão forte que chamou atenção das grandes empresas, que passaram a investir em alternativas mais “saudáveis” de seus produtos, como no caso da Coca-Cola Life, versão do refrigerante produzido com Stevia, um adoçante natural.

O problema maior é que, além dessas versões mais “saudáveis”, muitas empresas acabam se apropriando desse movimento e utilizando o rótulo de produto natural, sem que essa seja uma realidade. Para garantir que você está realmente comprando produtos naturais, observe esses quatro pontos que separamos.

frutas naturais

1 – Fique atento à lista de ingredientes

Quando retirar um produto da prateleira, vá direto para a lista de ingredientes. Nessa parte do rótulo, você consegue ver quais os nutrientes que os alimento ou suplemento realmente possui e o peso de cada um em sua composição. A ordem importa muito aqui, pois, ela indica a concentração de uma determinada substância. Por exemplo, se o rótulo de um suco apresentar os seguintes elementos: água, açúcar, conservantes e polpa de fruta concentrada, significa que o ingrediente menos abundante na bebida é a fruta.

2 – Cuidados com a pseudociência

É bastante comum sermos expostos a propagandas de produtos que se apropriaram de nomes científicos “populares” no momento, mas que pouca gente realmente entende o que significa, apenas para vendar mais. Há pouco tempo atrás, a moda da vez era ser quântico, o que de forma alguma tinha relação com o efeito anunciado.

Sempre que ouvir que um alimento ou suplemento natural possui benefícios extras porque passou por determinado processo, pesquise o que é esse método e se ele realmente pode cumprir o que foi prometido.

3 – Processos importam

Embora muitas empresas usem esse atributo apenas para chamar atenção dos consumidores, a forma como o alimento ou suplemento é processado tem um grande impacto no produto final. Um exemplo disso é o Whey Protein, que pode ser obtido por dois processos: filtragem e hidrólise, sendo que, no último, a capacidade de absorção do suplemento é significativamente superior ao primeiro.

Mas claro, como comentamos anteriormente, sempre pesquise sobre o processo e como ele poderá contribuir para melhorar a qualidade do que pretende comprar.

4 – Certificado de orgânico

Quando for comprar produtos orgânicos, fique atento ao selo que atesta que o alimento cumpre as normas da Anvisa para ser enquadrado nessa categoria. O órgão criou uma etiqueta que traz todo o histórico da cadeia de produção relativa a um produto, atestando que ele não foi exposto à agrotóxicos em nenhum momento.

No caso da compra direto de pequenos produtores, é possível que eles não tenham esse certificado, pois o selo aumenta consideravelmente os seus custos. Mas nesses casos, isso não significa que os produtos não são naturais.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!