Take a fresh look at your lifestyle.

Dilema do estudante: fichário ou caderno, eis a questão

Listamos as vantagens e desvantagens de usar fichário ou caderno durante as aulas e indicamos para quais perfis esses dois tipos de material são indicados.

Quem vai à papelaria comprar os materiais escolares para a volta às aulas, principalmente quando está no ensino médio ou na faculdade, pode se deparar com a seguinte pergunta: usar fichário ou caderno? Eis a questão. Com o objetivo de resolver essa dúvida, analisamos os prós e contras de utilizar cada um desses materiais e respondemos para qual tipo de perfil um fichário ou um caderno é indicado. 

Leia também: 

Como uma pessoa que pertencente à área de humanas, quando estudo escrevo bastante e já tive os dois tipos de material: tanto o fichário, quanto o caderno. Basicamente, percebi que durante o ensino fundamental (principalmente a partir do 8º ano – equivalente ao que era a 7ª série antigamente) é o momento em que escrevemos mais, porque, além de infelizmente termos que copiar tudo o que está na lousa, às vezes, ainda escrevemos anotações extras sobre o que o professor está falando e sobre o que lemos nos livros. 

Depois, quando passamos para o ensino médio e depois, talvez, para a faculdade, escrevemos um pouco menos, porque o professor passa a literalmente só conversar conosco sobre o conteúdo e temos a liberdade de só anotar o que bem entendemos. Por isso, eu diria, resumidamente, que considero o fichário ideal para quem está no ensino fundamental II e o caderno uma boa pedida para quem está no ensino médio ou faculdade. 

Porém, não é só a quantidade de palavras que escrevemos que precisamos analisar na hora de escolher entre fichário ou caderno: nosso nível de organização e o quanto de praticidade queremos também ajuda a responder esse dilema. 

Confiram nossa seleção de livros online grátis!

Fichário: garante menor peso, mas exige organização

Lembro-me de que uma das principais vantagens que via em usar fichário era o fato de que eu não tinha que ter muitas folhas em branco comigo e por isso, carregava menos peso (eu levava somente a quantidade de folhas que usaria em um dia). Aliás, quando se usa fichário, geralmente, ele é carregado pelas mãos ou por uma alça (porque são muito grandes para caber na mochila) e então também livramos nossas costas de muito peso. 

Porém, confesso que é necessário ter bastante organização para usar um fichário (e eu não tinha). Isso porque as folhas são soltas, então é muito fácil perdê-las ou sem querer colocar na matéria errada. Além disso, recomendo comprar folhas grossas e de qualidade, porque ao longo do tempo o atrito entre as argolas de metal e os furos da folha pode fazer com que os furos aumentem ou a folha rasgue. Por fim, de tanto abrir e fechar as argolas, pode ocorrer de os dentes delas irem se separando aos poucos e não se encaixarem tão bem no final do ano. 

Mais opções de folhas e espaço para objetos diversos

Um outro fato é que não é porque você usa fichário que não pode ter aquelas folhas decoradas e cheias de desenhos dos cadernos. Mais legal ainda do que isso, é você poder variar os modelos de blocos de folhas e escolher uns diferentes dos outros para usar durante o ano. Assim, aquela indecisão de “qual desses será que eu levo?”, que pode acontecer quando usamos caderno, acaba. 

Além disso, a parte de trás da capa de alguns fichários possui zíperes e divisórias para posicionar lápis, borracha, canetas, post-its e outros materiais. Se você optar por um fichário com zíper, vai poder deixar lá também as provas e outros papéis (tomando o cuidado para não perder – uma ideia é furar a folha e deixá-la presa às argolas do fichário). 

Caderno: o clássico, para quem quer praticidade

Quando vamos comprar material escolar, o que aparece logo nas portas de entrada das lojas são aqueles estandes com vários cadernos (seja de uma, dez ou vinte matérias) e então já ficamos encantados com as capas e folhas, enquanto os fichários estão dispostos somente na área de papelaria. Assim, pode ser que a gente tenha sido um pouco condicionado a escolher mais cadernos a fichários. 

A grande vantagem que vejo no caderno é você poder carregar um objeto só para acomodar tudo o que você precisa durante o ano inteiro (e isso funciona muito bem durante a faculdade). Porém, se você escolher levar não um caderno só, mas vários de 96 folhas, pode ser que leve menos peso do que um caderno de 20 matérias todos os dias. 

Além disso, o caderno é bem menor do que o fichário e cabe na mochila. Você também não corre o risco de perder as folhas, mas se quiser emprestá-las para um amigo que não pegou a matéria do dia, vai ser mais difícil. Porém, a não ser que você arranque as folhas usadas, um caderno só pode ser usado durante um ano, enquanto o fichário pode ser usado outras vezes (basta que você compre folhas novas). 

Afinal, devo escolher comprar fichário ou caderno?

A resposta a essa pergunta é: depende. Recomendo o fichário se você: 

  • É organizado; 
  • Quer carregar menos peso durante o ano; 
  • Pretende usá-lo durante mais tempo do que só um semestre ou um ano letivo; 
  • Não usa transporte público ou usa só eventualmente, porque é bem ruim carregar a mochila e o fichário ao mesmo tempo quando o ônibus, trem ou metrô está cheio. 

E recomendo o caderno se você: 

  • Tem medo de se atrapalhar ou perder as folhas; 
  • Não se importa em carregar muitas folhas em branco inutilizadas e que fazem peso; 
  • Gosta do fato de que os cadernos já vem com a divisão de matérias definida; 
  • Não quer carregar nada na mão e quer o caderno para poder guardar na mochila. 

E aí, você escolhe fichário ou caderno? Para comprar qualquer um dos dois, não se esqueça de aproveitar as promoções de materiais escolares do Promobit e utilizar algum cupom de desconto Amazon para pagar mais barato! 

O que você achou desse post?
+1
0
+1
8
+1
0
+1
0
+1
1
+1
2
+1
0
Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!