Take a fresh look at your lifestyle.

5 livros para presentear no Dia das Mães

Fizemos uma lista com cinco opções de obras literárias para você presentear sua mãe leitora ou aspirante neste Dia das Mães.

O Dia das Mães vai ser comemorado no próximo domingo (10) e estamos na reta final para encontrar o presente certeiro para a data. Se você pretende dar um livro à sua mãe, mas ainda não descobriu qual, acompanhe nossas cinco dicas de livros e escolha a melhor para homenageá-lo. Todas as obras que escolhemos de alguma forma abordam a maternidade e a relação entre mãe e filho, seja ela natural, bonita ou conturbada. De algum jeito, você haverá de encontrar um pouco da personalidade da sua mãe nas obras. 

Leia também: 

Maternidade, de Sheila Heti

Maternidade

Em Maternidade, acompanhamos os escritos de uma mulher que está chegando perto dos quarenta anos, tem um companheiro, mas não gerou filhos. E, como parece que todas as mulheres ao redor dela já passaram por essa experiência ou querem passar, ela não para de pensar no assunto. Por isso, resolve escrever justamente o livro que lemos, até que tome uma decisão: ter ou não ter um filho. 

Os relatos da protagonista não são expostos de forma cronológica, mas dá para perceber que ela pensa sobre ser mãe ou não durante vários anos e isso traz diversas reflexões e crises existenciais para a personagem. Embora em alguns momentos os motivos para negar a maternidade pareçam simplistas, em outros eles são extremamente relevantes: como quando as mulheres não querem ser mães, mas adotam uma criança; quando elas não querem ser mães, mas contribuem com o mundo de outra forma, como com a arte e a escrita; quando as mulheres não querem ser mães, porque simplesmente não querem, etc. 

  • Serviço:
    Maternidade
    Autora: Sheila Heti
    Editora: Companhia das Letras
    312 páginas

Uma, Duas, de Eliane Brum

Uma Duas

Uma, Duas é o único romance escrito por Eliane Brum até agora, jornalista conhecidíssima por seus outros livros-reportagem, pelas suas reportagens especiais e colunas em jornais como El País e revista Época. Na narrativa, acompanhamos a relação entre mãe e filha de Maria Lúcia (a mãe) e Laura (a filha), que, na verdade, não se dão nem um pouco bem. 

Durante todo o livro e a partir da escrita visceral, profunda e forte de Eliane Brum, que consegue trazer toda a sensibilidade presente em suas reportagens, os leitores acompanham o drama e o convívio de uma filha que não sabe o que fazer com a mãe após ela ter ficado muito doente e precisar de ajuda constante. 

A questão chave do livro é que não conseguimos encontrar necessariamente um vilão ou a pessoa que seria considerada justa, já que a narrativa da autora é tão real que todos cometem erros e acertos, todos têm falhas e precisam ser perdoados por isso. Uma, Duas foi finalista dos prêmios Portugal Telecom, São Paulo de Literatura e Jornada Nacional de Literatura (Zaffari-Bourbon). 

  • Serviço:
    Uma, Duas
    Autora: Eliane Brum
    Editora: Arquipélago Editoral (2ª Edição – 2018)
    176 Páginas

A Filha Perdida, de Elena Ferrante

A filha perdida

Se você já ouviu falar em Elena Ferrante, deve ter sido por conta da tetralogia napolitana, as quatro obras mais conhecidas deste pseudônimo que até hoje não temos certeza absoluta de quem seja (mas, que quer ser preservado). Contudo, não deixe de considerar A Filha Perdida para presentear no Dia das Mães, um livro único de ficção que narra parte da vida de Leda. 

A personagem está aliviada pelas filhas terem ido morar com o pai no Canadá e decide tirar alguns dias de férias na praia. Porém, uma família específica que ela encontra a coloca em xeque de forma muito profunda, porque era justamente o meio materno que ela queria evitar. 

A família faz com que Leda, mesmo sem querer, acesse todo o seu histórico como filha e como mãe, e então temos acesso aos pensamentos e sensações de uma mulher que em alguns momentos fala amargamente das filhas, como se não as quisesse ter tido ou se arrependesse muito. Todas as personagens da narrativa são construídas de forma interessante e inteligente e em alguns momentos se contradizem, assim como os seres humanos (e as mães reais) fazem. 

  • Serviço:
    A Filha Perdida
    Autora: Elena Ferrante
    Editora: Intrínseca
    176 Páginas
Quer receber avisos sempre que aparecer A Filha Perdida em promoção?

Cartas para a Minha Mãe, de Teresa Cárdenas

Cartas para a minha mãe

Em Cartas para Minha Mãe, uma criança (que em nenhum momento descobrimos o nome) escreve cartas para sua mãe já falecida, para tentar lidar um pouco com a perda. Ela foi para a casa da tia e das primas, que não gostam dela nem um pouco, e em diversos momentos é hostilizada por ser negra, ter o nariz achatado e os beiços largos.  

Conforme a criança escreve as cartas, percebemos como vai evoluindo e encontrando pessoas em seu caminho com problemas parecidos e que a apoiam. Também é interessante ver a inocência e ao mesmo tempo a sabedoria dela ao lidar com determinados assuntos pessoais ou sociais. 

O livro também se torna um material interessante para conhecer um pouco mais sobre a religião afro-cubana, já que o assunto é citado em diversos momentos e Teresa Cárdenas nasceu em Cuba. 

  • Serviço:
    Cartas para a Minha Mãe
    Autora: Teresa Cárdenas
    Editora: Pallas
    112 páginas
Quer receber avisos sempre que aparecer Cartas para a Minha Mãe em promoção?

Mãe em Construção, de Lu Menezes

Mãe em Construção

Por fim, encerro a lista de livros para presentear no Dia das Mães com uma obra nacional bastante divertida. Na história, Gabi é uma mulher independente e vidrada em trabalho que descobre uma gravidez não planejada com o namorado Zé. Mas, ela não sabe nada sobre maternidade e tem que lidar com as interferências da sogra e cunhada sobre como deve se portar como mãe e o que deve fazer. 

Ao longo do livro, é possível descobrir como Gabi se adaptou à chegada do primeiro filho e com os outros dois que vieram depois. Como ela adequou sua rotina de trabalho como arquiteta (e aqui está a sacada do título, pois ao mesmo tempo que Gabi é arquiteta ela também é uma mãe em construção) e como descobriu que, embora nem tudo que planejamos esteja dentro do nosso acordo, saímos dos trancos e barrancos sempre melhores.  

  • Serviço:
    Mãe em Construção
    Autora: Lu Menezes
    Editora: Simonsen
    160 páginas
Quer receber avisos sempre que aparecer Mãe em Construção em promoção?

Quem compra livros pelo Promobit paga mais barato. Não esqueça de aproveitar nossas promoções de histórias em quadrinhos e promoções de e-books para encontrar o menor preço!
O que você achou desse post?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!