Topbanner - Submarino
Promobit
Promobit
Imagem do usuário Mickael Fernandes
22
Artigos e Matérias

Por que o cheiro do perfume muda com a pele?

por Mickael Fernandes (@mf)

22 de novembro de 2019 às 19:48

35

2

0

E aí galera, tudo bem com vocês? Apareceu recentemente muitas ofertas TOPs de perfume e acredito que aparecerá ainda mais com a Black Friday. Vejo que um pessoal por aí está esperando algo, pelo menos, e para quem recebe a Promonews no e-mail viu que é a categoria mais esperada.



Nessas ofertas, muitas dúvidas sobre fixação e projeção são feitas e cada um responde de um jeito diferente, pois o perfume varia muito de pele para pele. E não só o desempenho, mas também a fragrância por si só, pois se mistura com o próprio cheiro da pessoa.



AFINAL, POR QUE O CHEIRO MUDA?



A pele tem oleosidade e composição diferente de pessoa para pessoa e isso é afetado diretamente pelos seus hábitos, alimentação, seu pH natural e genética. Também é afetado por stress, se você fuma ou ingere álcool e uso de medicamentos, por exemplo.



Outra coisa que interfere é a temperatura corporal. Algumas pessoas são mais “quentes” e outras mais “frias” e o perfume evaporará mais rápido no primeiro tipo.



As glândulas sudoríparas secretam suor e substâncias que se misturam a composição do perfume, alterando seu cheiro.



Não é diretamente relacionado a própria pessoa, mas a maneira como lava suas roupas (amaciante, sabão) e as guarda também influenciam no cheiro.



Ainda tem a questão de receptores olfativos. Segundo o Dr. Joel Mainland, biólogo molecular, muda pelo menos 30% do que uma pessoa cheira para outra — estudo publicado na revista Nature Neuroscience.



Por fim, ainda pode se misturar a desodorantes, cremes, pós-barba, etc.



Dica: se tem pele seca, use um hidratante/creme sem odor para usar o perfume, assim fixará mais. Peles mais oleosas tendem a ter maior fixação e se dão melhor com notas cítricas.

Compartilhe: