avatar de rodrigo_almeida
19

Amazon vai começar a vender eletrônicos no Brasil

16 de Outubro de 2017 ás 17:29
Bate-papo
0
8

Há poucos dias o @Rafinho publicou no Blog do Promobit a notícia de que nessa semana a Amazon começa a vender eletrônicos no Brasil.


Esta notícia tem gerado grandes expectativas entre os consumidores e abalando o mercado do e-commerce brasileiro. Principalmente porque a Amazon vai iniciar a venda dos produtos eletrônicos com o modelo de marketplace (modelo em que a loja cede espaço dentro do seu site, para que outros lojistas vendam seus produtos), um modelo que tem crescido muito mundialmente e que nos Estados Unidos já é responsável por grande parte das vendas da Amazon americana.


Apesar de muitos e-commerces no Brasil já trabalharem com o modelo de marketplace, parece que eles estão com dificuldades de acertar a mão, existem muitas reclamações referentes a comunicação entre o consumidor e os lojistas de marketplace, quando ocorre algum problema na compra, as lojas que cedem o espaço afirmam que fazem a ponte entre o consumidor e o lojista, mas segundo os consumidores não é bem assim que acontece, o que acaba gerando uma certa desconfiança nos consumidores que desejam comprar um produto que é oferecido por um marketplace.


A Amazon com toda sua experiência nesse mercado, afirma que pretende adotar um sistema de avaliação periódico, para saber se ainda vale a pena manter aquele parceiro vendendo em seu espaço ou não, levando em conta as avaliações dos próprios clientes.


Eu particularmente estou animado com essa notícia, principalmente porque pela proximidade com a data da Black Friday, acredito que vai ter excelentes promoções da Amazon como a gente vê lá fora. Por toda a experiência que a Amazon tem no e-commerce, pode até ser que ela demore um pouco para acertar o seu modelo de negócios aqui no Brasil, mas quando acertar vai fazer outros varejistas gigantes se mover, e elevar o nível do e-commerce brasileiro. 


Bom, eu criei esse tópico para saber quais são as expectativas dos membros da comunidade sobre essa notícia, então se você também está animado ou nem tanto, deixe sua opinião para debatermos o futuro do e-commerce daqui pra frente!!


Eu mesmo já tive alguns problemas com Market Places (MPs) e as lojas cedentes realmente pulam fora. Normalmente não indico MPs para quem está começando a se aventurar nas compras onlines e, na grande maioria das vezes, nem para as pessoas mais experientes, a não ser que o MP seja de alguma loja oficial.

Particularmente também estou animado e torcendo para a Amazon. Li uma vez em algum lugar que mais da metade das vendas da empresa hoje já é composta por MP. Seu expertise será muito bem vindo, não acho que ela vai se adaptar ao "jeitinho" brasileiro ou será apenas mais uma e não terá destaque algum, além de ser melhor não perder um mercado como o Brasil.

Mas fico mesmo empolgado com a chance dela expandir os negócios e começar vender por conta própria. Que esse seja apenas mais um passo.

responder
Reportar
@rafaeloliveira

Tambem to animado com a noticia, mas tentando manter as expectativas baixas. Se a Amazon souber escolher direitinho os lojistas que vão vender eletrônicos no site e continuar com o ótimo atendimento que presta pra venda em livros também nesse segmento vai ser sensacional.

Outro ponto que me deixa curioso é em relação ao frete que será cobrado, não ficou claro ainda se os produtos serão entregues pelo lojista ou armazenados e entregues pela Amazon (fulfillment), mas acho que será a primeira opção pelo menos de início. Nas lojas geralmente o frete de vendas de marketplace é um absurdo de caro, então estou esperando que a Amazon adote regras parecidas com o que aplica aos livros ou até algo parecido ao que o Mercado Livre faz com o sistema de pontos ;)

responder
Reportar
@wilianp

O legal mesmo seria ela entrar como vendedora principal, sem esse "repasse", iria fazer as grandes do Brasil dançarem conforme a música. Mas, como sabemos, não é assim que funciona por aqui. Além dos impostos absurdos que a própria Amazon terá que pagar, isso é repassado pra nós, meros e pobres mortais.

responder
Reportar
@christiano_piccinin

Se for comprar desta forma eu prefiro ficar com o ML mesmo.

responder
Reportar
@brunobc

Pra quem tiver interesse, já inauguraram a parte de venda de eletrônicos. Só entrar no site e dar uma olhada.

responder
Reportar
@matheusnatzuka

Verdade, já inauguraram a venda dos eletrônicos.
Até agora, não encontrei nada de muito interessante....

responder
Reportar
@carlos_133140

Basicamente funciona como todas grandes redes com seus marketplaces, valores não teve nenhum diferencial para poder chamar a atenção dos possíveis compradores.

responder
Reportar
@blacksnc

Não sei como vão fazer mas o grupo B2W mudou parcialmente o sistema de MP deles. Agora eles recebem o produto das lojas externas no depósito deles e distribuem (provavelmente tem um custo adicional na venda, mas é vantajosos pois a loja não tem que lidar com a logística). No site aparece assim: Vendido por XXXX e entregue por Submarino (exemplo).

responder
Reportar
Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Adicionar Resposta

Avalie o Promobit

Qual a probabilidade de você recomendar o Promobit para um amigo ou parente?