Campanha Super Deals - Aliexpress
Promobit
Promobit Explica

Como calcular o consumo de energia de um eletrodoméstico?

Saber como estimar seus gastos com eletrodomésticos é uma das melhores formas de economizar nas despesas domésticas

Avatar do membro Yolanda Moretto

Yolanda Moretto

14 de jul de 2023

0 comentários

Compartilhe:

Quando compramos um novo aparelho elétrico, é comum ficarmos tão atentos às configurações do próprio produto e seu funcionamento que podemos acabar esquecendo de prestar atenção em um detalhe muito importante: o consumo elétrico.

Saber quanto um eletrodoméstico consome (principalmente aqueles como a geladeira, que ficam ligados o tempo todo) é um ponto essencial para economizarmos nas despesas domésticas e termos certeza do quanto iremos gastar no final do mês. E falando em economizar, a Black Friday está chegando com grandes descontos e preços únicos, fique ligado no Promobit para aproveitar ao máximo!

Neste artigo, vamos explicar o básico para você calcular a média de gasto mensal de um eletrodoméstico da sua casa.

Compre agora a Geladeira Panasonic Inverter Frost Free na Amazon 

O que é o consumo de energia?

Para aparelhos que funcionam com base em energia elétrica, como os principais eletrodomésticos que utilizamos em nossas residências, o consumo de energia é a forma de identificar o quanto o aparelho “puxa” da rede de energia elétrica enquanto está funcionando.

Cada aparelho traz em suas especificações uma média de consumo, apresentada em watts (W) ou em watts-hora (Wh).

Por exemplo, a fritadeira elétrica da Philco Air Fry Saúde Inox PH consome 1,4 kWh (quilowatts-hora), enquanto uma lâmpada LED Elgin tem potência de 9w. Já chuveiros e geladeiras costumam ter consumos bem maiores, como 7800W o chuveiro Lorenzetti Acqua Duo 220V e 35,4 kWh/mês para a geladeira Panasonic NR-BT50BD3XB (que já foi considerada em nosso blog como o modelo com melhor custo-benefício. Confira as outras posições no nosso ranking de melhores geladeiras).

Como o consumo de energia é calculado?

A medida que mais nos ajuda a identificar o consumo (e, portanto, o gasto futuro) de energia elétrica é o quilowatts-hora (kWh). Sabendo o consumo em kW ou W de um aparelho e estimando, em horas, a quantidade de tempo por mês em que ele ficará funcionando, chegamos ao kWh.

Após termos essa medida, basta sabermos quanto é cobrado pelo consumo de energia elétrica em nossa cidade. Em São Paulo, por exemplo, a Enel (antiga Eletropaulo) cobra R$ 0,26046 por cada quilowatt-hora (kWh), na categoria B1 (“baixa tensão residencial”).

Utilizando os quatro exemplos de produtos citados mais acima (fritadeira elétrica, lâmpada LED, chuveiro elétrico e geladeira), vamos fazer um cálculo médio de gastos mensais. Vamos usar uma média de consumo e o preço da categoria B1 da Enel de Outubro de 2022 para São Paulo como base, mas fazer o calculo em sua casa basta saber qual a tarifa cobrada pela concessionáriada sua região.

Cálculo da fritadeira elétrica

Foto demonstrativa de receitas preparadas com airfryer
Fonte: Vonshef

Compre agora a fritadeira elétrica Mondial na Amazon

O modelo que escolhemos de fritadeira elétrica, o Philco Air Fry Saúde Inox PH, consome 1,4 kWh. Na hora de fazer o cálculo, é sempre importante ter a medida em kWh e não em Wh. Também precisamos de uma média de tempo de uso. Nesse caso, vamos estimar que a fritadeira seja utilizada duas vezes por semana, por um período de 30 minutos, o que significa 4 horas por mês, no total.

Então nossa conta seria: 1,4 Khw x 4 horas = 5,6 kWh/mês.

Considerando o preço de R$ 0,26046 por kWh, o gasto total no mês seria: 5,6 kWh x 0,26046 = R$ 1,46 por mês.

Cálculo da lâmpada LED

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Compre agora lâmpada LED Smart da Positivo na Amazon

Escolhemos um modelo de lâmpada LED que consome 9 watts. Vamos considerar que a lâmpada fique ligada 8 horas por dia. O consumo total da lâmpada, em um mês, seria: 9 x 8 x 30 = 2160 Wh.

Agora temos que passar esse valor para kWh. Como um quilowatts corresponde a 1000 watts, 2160 Wh ÷ 1000 = 2,16 kWh. Esse é o gasto total por mês.

Voltando a considerar o valor de R$ 0,26046 por 1 kWh, temos o preço de R$ 0,57 por mês na lâmpada de LED.

Cálculo do chuveiro elétrico Lorenzetti Acqua Duo 220V

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Compre agora o chuveiro Lorenzetti Loren Shower Ultra na Amazon

A potência desse modelo, conforme divulgado pela fabricante, é de 7800W. Geralmente o valor indicado pelas fabricantes se refere a uma hora de uso do aparelho. Vamos mudar a medida para quilowatts (7800 ÷ 1000) e teremos 7,8 kWh.

Seguindo nosso passo a passo, vamos estimar o tempo de uso do chuveiro por mês, sendo 4 banhos de 20 minutos por dia (pensando em uma família de quatro pessoas): são 40 horas de banho por mês.

Logo: 7,8 kWh x 40 horas = 312 kWh/mês. Colocando na conta o preço: 312 kWh x R$ 0,26046 = R$ 81,27 pelo uso mensal do chuveiro.

Cálculo da geladeira Panasonic NR-BT50BD3XB

Imagem exemplificando o trecho de texto anterior

Compre agora a Geladeira Panasonic Frost Free 425L A+++ na Amazon 

Vamos seguir o mesmo processo. Para facilitar, geralmente os fabricantes já passam o consumo em kWh/mês. No caso do modelo da Panasonic, o valor é 35,4 kWh/mês.

O preço final será: 35,4 kWh x R$ 0,26046 = R$ 9,22.

A diferença entre as bandeiras tarifárias 

Por regulamentação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), foi implementado no país o sistema de Bandeiras Tarifárias. A depender da capacidade dos reservatórios  e do cenário para geração de energia no país, o valor da energia elétrica pode mudar de acordo com a bandeira indicada, adicionando um valor fixo à cobrança da tarifa unitária cobrada pela operadora em Kw/h.  Entenda agora a diferença entre elas. 

  • Bandeira verde: sem alteração no valor
  • Bandeira Amarela: acréscimo de R$0,2989 em cada Kw/h consumido
  • Bandeira vermelha nível 1: acréscimo de R$0,06500 em cada Kw/h consumido
  • Bandeira vermelha nivel 2: acréscimo de R$0,09795 em cada Kw/h consumido

Pontos importantes

Todos os valores calculados acima como exemplo são uma média, com base nas informações fornecidas pelos fabricantes. Além disso, utilizamos um dos perfis de consumidores definidos pela Enel, o B1. Dependendo do seu perfil, pode ser cobrado um valor maior ou menor por kilowatts/hora. Não deixe de conferir o valor exato no site da Enel ou da responsável pelo abastecimento na sua cidade antes de fazer o cálculo.

Os valores também vão mudar dependendo do tempo de uso que você dará a cada equipamento, desde o tempo que a lâmpada permanecerá acesa até o tempo que você gasta no chuveiro (e também a temperatura do chuveiro, já que mais quente significa maior consumo de energia).

O formato de cálculo que indicamos é uma boa forma de você ter uma ideia aproximada do quanto seus gastos e esperamos que, com isso, você consiga economizar na hora de comprar novos eletrodomésticos e também na hora de pagar sua conta de luz.


Agora que você já sabe como calcular os consumos de energia de um eletrodoméstico, use esse conhecimento na hora que aparecer alguma geladeira em promoção, oferta de TV ou máquina de lavar barata aqui no Promobit.