Campanha Joga no Carrin - Aliexpress
Promobit
Promobit
Imagem do usuário Pedro
16
Análises e Reviews

Dell Inspiron 5402 - primeiras impressões

por Pedro (@pedro_569352)

5 de julho de 2021 às 5:55

671

9

102

Desde o fim do ano passado estava usando o antigo notebook da minha esposa, um Inspiron 7460-M10S, como meu segundo notebook, voltado para trabalhos mais simples ou externos, com mais portabilidade. Ele já tinha seus 4 anos de bons serviços prestados e então resolvi vende-lo e comprar um substituto. Segue relato (um tanto extenso...) sobre as minhas primeiras impressões sobre o Dell Inspiron 5402-M10S:

Comprado no site da Dell no dia 21/06 e foi entregue em 02/07, antes do prazo estimado (07/07).
Paguei R$ 4.388,00 acrescentando 1 ano de garantia em domicílio (era R$ 4.249,00 com 1 ano de garantia via correios).
A versão escolhida foi a mais básica, sem placa de vídeo dedicada:
. Processador: i5-1135G7
. Vídeo integrado: Iris Xe G7 (80EUs)
. Memória: 2x4Gb DDR4 3200MHz CL22 (marca Smart)
. Armazenamento: SSD M.2 2230 Nvme 256Gb (marca Adata)
. Tela 14" FHD IPS
. Windows 10 Home

Construção
O notebook tem uma boa construção, com tampa e deck do teclado/touchpad em alumínio. Possui teclado retro iluminado, desbloqueio por digital e câmera com resolução HD. É muito compacto e bem leve. A Dell especifica:
Altura da parte frontal: 16,74 mm
Altura da parte traseira: 17,90 mm
Largura: 321,30 mm
Profundidade: 216,20 mm
Peso: 1,40kg
O mecanismo que levanta a base e inclina o teclado é interessante. Pelo que pude notar realmente deixa o ato de digitar mais confortável e melhora a entrada de ar nas aberturas da base (a diferença de temperaturas durante benchmarks utilizando um suporte foi menor do que estou habituado a ver em notebooks sem esse mecanismo).

Portas/Conexões
Opções interessantes, acima do que é encontrado nos notebooks de entrada que temos em nosso mercado:
. 2 portas USB 3.2 de 1ª geração
. 1 porta USB 3.2 de 2ª geração Type-C com DisplayPort e Power Delivery
. 1 porta para headset (combinação de fones de ouvido/microfone)
. 1 porta HDMI 1.4b
. 1 slot para cartão microSD
. 1 porta do adaptador de energia
Acredito que essa porta USB-C, não sei se por marketing para diferenciar os modelos mais caros (XPS) ou se por alguma limitação, é na verdade uma porta Thunderbolt 4.0. Já havia lido em um fórum internacional o relato de um proprietário deste mesmo modelo fazendo esta afirmação e comprovo que o aplicativo “Centro de Controle Thunderbolt” vem instalado de fábrica constando esta informação (imagem).
Ainda não abri o notebook, mas, de acordo com o manual no site da Dell:
. Um slot para unidade de estado sólido PCIe de 3ª geração x4 NVMe (M.2 2230 ou M.2 2280)
. Um slot para unidade de estado sólido PCIe de 3ª geração x4 NVMe ou SATA (M.2 2230 ou M.2 2280)
O SSD M.2 que veio de fábrica é um Adata Nvme no formato 2230 (imagem), mais curto que os mais comuns 2280. Fiz alguns testes e o desempenho é bom, acima do que esperava (imagem).
. 2 slots para memória RAM - um ponto positivo é que a Dell não economizou nos pentes de memória, entregando-os com o clock suportado pelos processadores Intel de 11ª geração (3200MHz), ao contrário de outros fabricantes (Samsung Book e Asus VivoBook), apesar de que os novos Inspiron e Vostro 3000 também saem de fábrica com memórias de 2666MHz...

Desconfio que essa primeira entrada M.2 é, na verdade, PCIe 4.0. A se confirmar esta informação...
Um ponto importante é que o manual indica que o suporte para a fixação do segundo SSD não vem de fábrica (imagem). É necessário comprar essa pecinha para poder instalar o segundo SSD. Confirmarei a informação assim que abri-lo. Mais informações no link:
https://www.dell.com/community...-p/7828937









Teclado e Touchpad
Gostei do teclado em si, silencioso, possui teclas com bom curso e seu feedback é macio, mas sua cor (prata) prejudica bastante a visualização. Usar durante o dia com a iluminação ligada é impossível. Desligando melhora bastante. A noite a iluminação do teclado não atrapalha.
O touchpad possui bom tamanho (11,5 x 8 cm) para as dimensões do notebook, tem boa sensibilidade e liso, com um pouco de aderência ao deslizar em velocidades lentas para cliques precisos, mas seus botões integrados, no entanto, são muito esponjosos para meu gosto. Não afeta meu uso pois sempre que posso utilizo um mouse.

Tela
A tela é 14” FHD especificada pela Dell como WVA (Wide View Angle) que é exatamente o mesmo que IPS. As fabricantes mudaram esta identificação pelo fato do nome IPS ser patenteado pela LG. É uma tela IPS de entrada, com brilho e gama de cores baixos (o painel é especificado com 220-250 nits e 60%-65% sRGB) e com bom contraste 1000:1. Vai atender a grande maioria dos usos, sendo muito superior as telas TN.

Desempenho
Verificando no HWiNFO, o valor de PL1 (power de longa duração) é de 27W selecionando a opção Ultradesempenho no aplicativo Dell Power Manager (22W no modo Otimizado). O PL2 (power de curta duração) sempre é 18,75W. Nunca havia visto o PL1 maior que o PL2. Não sei se isso ocorre por algum bug do HWiNFO ou se por alguma peculiaridade do ajuste da Dell.
Só que não é bem assim que funciona...na realidade o power de longa duração é 18,75W e os valores maiores que aparecem como PL1 não vi sendo atingidos em nenhuma circunstância de uso.
Fiz alguns benchmarks e, durante a execução, caso o período de alta demanda do processador passasse de cerca de até 5 minutos (ou menos no caso do 3DMARK), o power ia baixando paulatinamente até os 15W sustentados. Isso tanto para tarefas de alta demanda apenas do CPU quanto para tarefas de alta demanda simultânea processador + vídeo integrado.
Tentei desbloquear os valores do power com ThrottleStop, mas estão bloqueados. Undervolt também bloqueado. Ainda não tentei com XTU.

Benchmarks
Todos os benchmarks foram realizados com esses parâmetros:
. Notebook como veio de fábrica, apenas atualizei os drivers da Dell e o Windows 20H2 (ainda não formatei).
. Temperatura ambiente de 23 °C.
. Notebook apoiado na mesa, sem uso de suporte ou base.
. Sem alterar a prioridade do software no Windows.

Cinebench R20 e R23 (imagens): os testes consistem na renderização de um cenário através da engine do software Cinema 4D. Esses testes extraem o máximo da CPU, tanto na opção single core quanto na opção multicore, sendo talvez as melhores ferramentas para se medir o desempenho bruto de um CPU.





3DMARK Night Raid (imagem): é um benchmark em DX12, mais leve, voltado para gráficos integrados, que permite medir o desempenho da máquina nos jogos. Dividido em 3 etapas:
- Teste gráfico 1 apresenta reflexos dinâmicos, oclusão de ambiente e efeitos de pós-processamento, usando renderização diferida.
- Teste gráfico 2: apresenta mosaico, sistemas de partículas complexas e um efeito de profundidade de campo. Ele usa renderização direta.
- Teste de física: o teste de CPU mede o desempenho usando uma combinação de simulação física, seleção de oclusão e geração de procedimento.



Resultados:
Cinebench R20: Single Core = 513 / Multi Core = 1656 com temperatura máxima de 85°C e média de 79°C.
Cinebench R23: Single Core = 1339 / Multi Core = 4261 com temperatura máxima de 86°C e média de 78°C.
3DMARK Night Raid: Geral = 11554 / Gráficos = 13643 / CPU = 6187 com temperatura máxima de 90°C e média de 72°C.
Essas temperaturas de pico, mais elevadas, só ocorreram devido a demora do cooler a entrar em ação.
O consumo máximo de energia do sistema foi cerca de 33W no 3DMARK Night Raid e cerca de 31W em ambos os Cinebench. O máximo que consegui atingir foi rodando Prime95, quando o power total do sistema foi de cerca de 35W.
O carregador é de 65W, provavelmente enviaram este modelo por economia de escala pois, certamente é o carregador das versões com placa de vídeo dedicada. Na documentação do site da Dell consta outro carregador com 45W que deve ser mais do que suficiente para esta versão.
As pontuações foram dentro do esperado, boas, considerando as limitações do Power (18,75W iniciais e depois 15W sustentados). Para comparação, o i5-8265U do notebook do meu irmão consegue executar todo o teste Muti Core do Cinebench R20 com 24W e atinge pontuações por volta de 100 pontos inferiores. Este Inspiron 5402 completa esse teste com 18,75W sustentados.

Ruído
O notebook é bastante silencioso. Seu cooler demora (até demais) a entrar em ação, priorizando o silêncio. No meu breve uso até agora só notei o som durante os benchmarks e mesmo assim depois de algum tempo rodando.

Bateria
A bateria possui 4 células de íons de lítio com capacidade de 53 Wh. Utilizei apenas uma vez para fins de teste o notebook na bateria com modo Otimizado no aplicativo Dell Power Manager, modo de energia do Windows em melhor duração de bateria, brilho da tela em 50% e iluminação do teclado desligada. No uso leve com Word, Excel e o Edge aberto com algumas guias simultâneas abertas consegui cerca de 07:30hs de duração.

Conclusão
Essa linha está situada acima do nível de entrada do nosso mercado em termos de construção, componentes e recursos. Para quem busca portabilidade, leveza, opções de upgrade, rapidez com ótimo desempenho para tarefas básicas a moderadas, por algo em torno de 4 mil reais (valores atuais, ok?!!!) eu considero uma ótima compra. Pra quem quer jogar esporadicamente nas horas vagas (eu não jogo no notebook), esse processador e seu vídeo integrado, mesmo limitados aos 15W, vai permitir jogar jogos antigos ou jogos atuais mais leves, claro, baixando qualidade e/ou resolução. Com limitações. Para tarefas mais pesadas, com altas cargas sustentadas como renderizaçãões ou análises complexas ele não vai servir.



Compartilhe: