avatar de mf
ADMIN

Conheça as principais famílias olfativas dos perfumes

15 de Janeiro de 2020 ás 11:38
Artigos
3
1

E aí pessoal, como estão? Depois de trazer algumas curiosidades sobre perfume e fazer uma contextualização geral, hoje gostaria de comentar sobre as famílias olfativas.

O perfume, por si só, é definido como “composição odorífera ou preparado aromático”. Mas o classificamos por notas separadamente, sendo elas as notas de cabeça ou topo; notas de corpo ou coração; e notas de fundo ou base. E dependendo do que o perfume realçar, dizemos que ele pertence a uma família olfativa.

A classificação se deriva da origem do perfume. Se viesse de flores, era floral; se era composto de óleos a partir de árvores, era “verde”; amadeirado se era proveniente de raízes e cascas (cedro, sândalo); e animal se continha óleos de origem animal (almíscar, algália, castor). Hoje em dia, há umas 9 famílias olfativas principais e suas derivações, dependendo da referência. Abordarei em torno de 11 famílias olfativas, sendo as seguintes notas:

AMADEIRADAS:

São tanto produzidas naturalmente (destilação e maceração) quanto sinteticamente em laboratórios por causa da sustentabilidade. Na mão de um bom perfumista, são bastante versáteis, pois podem ser intensas, “cremosas” ou únicas (como agarwood).
Patchouli e Vetiver são, na verdade, herbais, porém figuram este grupo porque seus cheiros são amadeirados. Os musgos também são exceção, pois são parasitas de árvores.

São essências formadas de: abeto, agarwood (oud), alder, alfarrobeira, amaranto, amendoeira, amyris, araucária, argania, áspen, bálsamo, bambu, baobás, belambra, bordo, buddha wood, buxo, cabreuva, carvalho, cássia, cedro, chloroxylon, cipreste, damiana, ébano, eucalipto, fágus, falsa érica, ficus, figueira, guaiac, jacarandá, lariço, liquen, macieira, malaleuca, mesquite, mogno, musgo de carvalho, nargamota, neem, nootka, ocotea quixos, oliveira, palo santo, papiro, patchouli, pau-brasil, pau-rosa, peumo, picea, pinheiro, pua-lulu, ravenala, ravensara, sândalo, salgueiro, sequóia, taiga, takamaka, túia, teca, tsuga, vetiver, vidoeiro, xanthorrhoea e muitas outras.

BEBIDAS:

São fragrâncias que remetem a famosas bebidas e drinks. Como curiosidade, a nota de coca-cola é criada a partir de sumo de lima, extrato de baunilha, canela, neroli, laranja, coentro e noz-moscada, proeminentemente. Algumas plantas produzem cheiro parecido com vinho (rosas) e gin (bagas do zimbro). Normalmente são misturadas a notas florais, frutadas ou gourmand para seduzir o olfato e paladar.

Absinto, água tônica, amaretto, bayleys, brandy, caipirinha, campari, capuccino, chá, champagne, chinotto, coca-cola, conhaque, cosmopolitan cocktail, curaçau, cerveja, daiquiri, gin, granadine, limonada, limoncello, mai tai cocktail, margarita, martini, mojito, piña colada, poncha, rum, saquê, sangria, tequila, vermute, vinho, vodka, whisky/whiskey.

CÍTRICAS:

É uma sub-família dos frutais, mas se tornou tão notória que virou umas das principais famílias olfativas. Geralmente as essências são obtidas por meio da pressão a frio para preservar seu frescor.
São notas refrescantes, efervescentes, costumam trazer prazer ao olfato, “limpam a mente” e provocam uma sensação de alegria, elegância e limpeza.
Formados por frutas cítricas ou matérias que possuem aromas cítricos, sendo elas: bergamota, calamansi, chinotto, cidra, citronela, clementina, fortunella, hassaku, laranja, limão, lúcia-lima, néroli, pomela, tangerina, toranja e yuzu.

ESPECIADAS:

É uma categoria conhecida porque muitas dessas especiarias são utilizadas na culinária. São consideradas quentes e curtas (intensas por um período), como a canela, e frias e longo prazo (dá uma sensação de resfriamento) como o cardamomo.

São as especiarias: açafrão, alcaçuz, alcarávia, anis, árvore-do-caril, assa-fétida, baunilha, café, canela, cardamomo, cinnamon, chutney, coentro, cravos, cumin, curcuma, endro, erva-doce, fava tonka, feno grego, flor de gengibre, gergelim, louro, mostarda, nigella, noz-moscada, pimentas, priprioca, semente de cacau, sumac, tamarindo, toscanol e wasabi.

FRUTAIS (ou frutadas):

Bem notórias ultimamente, costumam ser refrescantes e ter um “aroma suculento”.

São formadas por: abacaxi, abóbora, açaí, acerola, ameixa, amêndoa, amendoim, amora, argan, avelã, azeitona, banana, beterraba, caimito, caqui, carambola, caju, cassis, castanha, cenoura, chirimoia, chuchu (rs), côco, cupuaçu, damasco, figo, framboesa, garcínia, goiaba, gogi, graviola, groselha, guaraná, jabuticaba, jaca, kiwi, lichia, longan, maçã, macadâmia, malte, mamão, manga, melancia, melão, mirtilo, morango, nectarina, nozes, passas, passiflora, pecan, pepino, pêra, pêssego, pistache, pitaia, pitanga, romã, ruibarbo, soja, tayberry, tomate, uva, yamamomo.

FLORAIS:

São notas ricas, muitas vezes naturais, e algumas remetem a banana (Ylang-ylang), vinho (rosas frescas), cânfora (tuberosas). Algumas flores são bem difíceis de se extrair uma essência, sendo necessário a sintetização em laboratório e outras requerem tantas flores que tornam a produção pequena e ficam restritos a perfumes de nicho e artesanais. Costumam apresentar um toque romântico e influenciam nas emoções, visto que fazem parte da aromaterapia.

Entre elas, temos: acácia, açafrão, acerola, beladona, bico-de-papagaio, bromélia, calêndula, camélia, camomila, cicuta, cinco-chagas, cravo, dente-de-leão, erva de São João, flor de algodão, flor de café, flor de tabaco, frésia, gardênia, gerânio, giesta, girassol, heliotrópio, hibisco, hortência, íris, jacarandá, jacinto, jasmim, junquilho, Inmmortelle, lavanda, lírios, lótus, magnólia, margarida, mimosa, narciso, orquídeas, osmanthus, papoula, peônia, petúnia, rosas, sabugueiro, tuberosa, tulipa, violetas, vitória-régia, Ylang Ylang e mais uma infinidade, coloquei as mais conhecidas.

GOURMAND:

Está muito em voga atualmente, é uma construção dos aromas da indústria alimentícia, especialmente os doces e sobremesas, e justamente por isso costumam produzir fragrâncias doces. São notas cujo cheiro dá vontade de comer, rs. Também são conhecidas por produzirem emoções de diversão.

Algumas das notas são: açúcar mascavo, agave, algodão-doce, biscuit, brioche, cana, canela, caramelo, chantilly, chocolate, cookie, creme, cupcake, doce de leite, gianduia, halva, horchata, marmelada, marshmallow, marzipan, mel, merengue, manteiga, panacota, pipoca, profiterole, tâmara, tiramisu e torrone.

HERBAIS (plantas, ervas e fougeres):

Como curiosidade, notas de violeta são produzidas a partir de uma mistura de notas verdes.
Nesse grupo também está incluído uma nova tendência: notas de chá.

É composta pelas notas de: abacate, absinto, açoro, agave, alecrim, alga, angélica, arnica, artemísia, babosa, cáctus, caniço, cannabis, capim (gálbano), erva-doce, estragão, fêno, ginkgo, ginseng, grama, henna, hera, hortelã, junípero, manjerona, manjericão, mate, palmeira, pimenta verde, salsão, sálvia, samambaia, tomilho, trigo, urtiga e mais uma infinidade, coloquei as mais conhecidas.

NOTAS ANIMÁLICAS:

Aos protetores de animais e veganos, não se preocupem, hoje em dia a maioria das notas costumam ser sintetizadas em laboratórios.
O âmbar é uma secreção expelida naturalmente pelas baleias cachalotes e se concentram na superfície do oceano. É bastante utilizado na perfumaria e não promove qualquer prejuízo a natureza e aos animais, porém é relativamente raro, então também é produzido em laboratório.

São notas animálicas: almíscar, âmbar, ambreta, aspic, bacon, camurça, castóreo, caviar, cera de abelha, cetalox, civeta, conchas, couro, daim, geenet, hyracoidea, kephalis, leite e pele.

RESINAS E BÁLSAMOS:

Costumam ser base dos perfumes chamados orientais, pois são suaves e envolventes. Fixam florais. Tem algumas notas bastantes originais como o incenso, que promovem muita projeção. Combinam bastante com as notas amadeiradas.

São as notas de: alcatrão de hulha, amberwood, bálsamo, benjoim, birch tar, breu-branco, bushman candle, copaíba, copal, incenso, ládano, lentisco, mirra, mopane, myrica, olíbanoindiano, opoponax, resina de elemi, styrax e vinagre balsâmico.

SINTÉTICAS:

Neste grupo está incluído muito das notas animálicas, aldeídos, alumínio, areia, argila, asfalto, cânfora, cola, CO2, cumarina, eugenol, fumaça, gasolina, gelo, grafite, ferro quente, jeans, lava, óleo de motor, papel, peixe, plástico, sal, talco, tecido, vinil e outras notas estranhas e compostos químicos.

OUTRAS DERIVAÇÕES:

- Adocicadas ou orientais: notas orientais, âmbar, baunilha
- Aquáticas: notas marinhas, algas
- Aromáticos ou fougère: mistura de cítricos, especiados, ervas (alecrim, sálvia e tomilho) e lavanda
- Chipre: une aroma cítrico ao de musco ou amadeirados
- Couro: fumaça, madeira queimada, cedro, tabaco
- Fern: aromas terrosos
- Frescos: notas cítricas com notas naturais
- Orientais: ervas, especiarias (baunilha, cistus), aldeídos, resinas, madeiras e âmbar
- Ozônicos: são gelados, metálicos, representam a limpeza do ar

Fonte: Fragrantica


RESUMO


Como há bastantes detalhes e nem todo mundo quer ler ou têm tempo para tudo, nessa parte eu tento resumir de forma prática e mais objetiva alguns pontos.
A família amadeirada utiliza cascas de árvores como o carvalho e cedro. A cítrica tem como principais expoentes o limão e a laranja.  A especiada canela, cravo, noz-moscada e pimenta. O Jasmim e a Rosa são as flores mais utilizadas na família floral. A Gourmand está em tendência atualmente e, com elementos sintetizados, tenta reproduzir aromas da indústria alimentícia. A Herbal utiliza bastante capim, grama e hortelã. A proveniente de animais usa muito almíscar, âmbar e couro. A sintética substitui notas amadeiradas e herbais, também faz parte das famílias bebidas e gourmand. A oriental tem especiarias como a baunilha, canela, pimenta e ervas. Uma derivação comum é a Frougère, também chamada de aromática, constituída por especiarias, lavanda, patchouli e ervas como alecrim, sálvia e tomilho. Mais uma derivação, a família Chipre, é composta por musgo de carvalho, madeiras nobres e tangerina. Por fim, a família couro se utiliza de essências sintéticas como fumaça e cedro, tabaco.

É isso, espero que tenham gostado. Qualquer coisa comentem aí embaixo :D

@vaaleria

Parabéns pelo texto!!! =D

responder
Reportar
Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Adicionar Resposta

Avalie o Promobit

Qual a probabilidade de você recomendar o Promobit para um amigo ou parente?