Take a fresh look at your lifestyle.

Qual a idade adequada para a criança ganhar um notebook?

Apesar de serem muito úteis para trabalhos, estudos e lazer, o uso de notebooks pelas crianças exige alguns cuidados de acordo com a idade delas.

Presentear uma criança com um notebook pode ser uma ideia repleta de boas intenções devido às possibilidades de uso da ferramenta para a aprendizagem, além de facilitar a execução de atividades escolares. Porém, assim como outros dispositivos eletrônicos equipados com telas, como celulares e tablets, o uso do notebook por crianças exige alguns cuidados, fazendo surgir o questionamento sobre qual a idade recomendada para uma criança ganhar um notebook.

Quer receber avisos sempre que aparecer notebook em promoção?

Com base em orientações de profissionais da área da saúde, tentamos solucionar a questão que não possui uma resposta exata, pois não existe uma regra, mas direcionamentos para orientar os pais sobre a escolha de comprar ou não um notebook para seus filhos.  

Crianças e telas, uma questão de bom senso

As orientações de profissionais da saúde sobre o tema possuem algumas variações entre os médicos de diferentes países, mas existe um consenso quanto aos riscos envolvidos em expor crianças a longos períodos em frente às telas dos eletrônicos como os notebooks. Pois, embora a aptidão dos pequenos com a tecnologia pareça algo positivo, o uso precoce e excessivo dos gadgets pode ser prejudicial ao desenvolvimento. 

Entre as consequências do uso demasiado de telas por parte das crianças estão: dificuldade de socialização, prejuízos ao sono, irritabilidade, atraso no desenvolvimento cognitivo e ansiedade. Entretanto, além de ser muito difícil privar o contato visual de qualquer ser humano com uma tela em pleno ano de 2019, a tecnologia também possui inúmeros aspectos positivos, inclusive para as crianças, sendo o tempo de uso uma das principais recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria. 

Leia mais: 

Tempo em frente as telas

No guia intitulado Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), podemos encontrar orientações gerais sobre a partir de qual idade e por quanto tempo crianças podem ficar em frente às telas. De acordo com o guia, crianças com até 2 anos não devem ser expostas a telas em suas rotinas, enquanto crianças com idade entre 3 e 5 anos podem fazer uso de telas por cerca de uma hora ao dia, com recomendação de uso fracionado ao longo do dia. 

Ainda de acordo com o guia, crianças menores de 6 anos devem ser ainda mais protegidas no ambiente virtual, como os games com algum grau de violência, por ainda não serem capazes de de distinguir totalmente a fantasia da realidade e crianças com até 10 anos não devem  consumir conteúdo audiovisual ou usar o computador sozinhas em seus quartos, ou seja, sempre com a supervisão de um adulto.  

Por ser um dispositivo maior e menos portátil que um celular, a ideia de presentear uma criança com um notebook acontece mais tarde, quando ela já está mais velha, provavelmente em fase escolar e talvez até alfabetizada. De acordo com as orientações da SBP, podemos afirmar que a partir dos 7 anos uma criança já pode usar um notebook, porém, o ideal é que seja com orientação constante de um adulto pelo menos até os 10 anos. Com essa característica de uso, é plenamente possível que a criança use o computador emprestado de um adulto, já que não irá demandar um uso tão específico e dedicado da máquina. Já a partir de 11 anos, a compra de um notebook para uma criança não esbarra em nenhuma orientação contrária dos profissionais da saúde.

Notebooks para crianças

Como já citamos, a tecnologia não é vilã do desenvolvimento infantil, podendo inclusive ser uma ferramenta importante para o aprendizado, desde que usada com sabedoria. Uma prova disso é a existência de notebooks projetados para crianças (não confundir com brinquedos que simulam os computadores, como o nostálgico Pense Bem), equipados com programas que estimulam o raciocínio e o aprendizado. Um exemplo é o Notebook Positivo Mobo Kids, que já esteve disponível no mercado nacional e também era usado por alguns alunos nas escolas públicas brasileiras. 

O Positivo Mobo Kids já saiu de linha e tinha a proposta de ser um notebook para crianças.

Porém, a proposta de notebooks voltados para o uso de crianças parece não ter vingado, já que deixaram de ser comercializados no Brasil. Uma opção viável de primeiro notebook para uma criança são aqueles com configurações mais simples, principalmente para as crianças mais novas ou que não irão jogar games muito pesados. 

Os Chromebooks possuem configurações modestas, normalmente 2GB de RAM e 16 GB de armazenamento, como o Chromebook Samsung, que já esteve disponível no Promobit por R$ 849,99, ou o Chromebook Acer N7, com 4GB de Ram e 32 GB de armazenamento e preço de R$1199 em promoção recente no Promobit. São computadores com configurações suficientes para uso básico e que são boas opções de primeiro notebook com preço mais acessível, mas para ter mais opções leia nosso texto sobre notebooks baratos que valem a pena.


As melhores promoções de notebook estão no Promobit. De modelos de entrada a máquinas mais potentes como os noteboks gamers, você pode pagar ainda mais barato aproveitando nossos cupons de desconto.

O que você achou desse post?
+1
0
+1
0
+1
1
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!