avatar de andrea_alfinito
0

Quebraram a tela no meu celular na assistência técnica. E agora?

05 de Março de 2020 ás 08:57

Levei celular que não carregava numa assistência técnica e para abrir o aparelho para consertar foi informado que poderia quebrar a tela e realmente quebrou. O celular não está mais na garantia. Devo pagar o custo total pela troca da tela ou a empresa tem alguma responsabilidade também?

@erlandio_souza

Moça (editado), deixando de lado a parte legal, acho que vai do bom senso, pois como você mesmo relatou, foi avisado que poderia sofrer uma outra avaria, ou seja, você nesse momento ficou ciente e teve a oportunidade de desistir e procurar outra assistência, por outro lado, você tem o direito de receber seu aparelho no mínimo no estado anterior. Aconselho sempre buscar um acordo, que ao meu ver seria pagar a metade do valor da tela.

responder
Reportar
@markonne_cirilo

erlandio_souza

Foi o que pensei também. Foi avisado, autorizou o reparo e aconteceu de quebrar conforme aviso.

Só espero que esta assistência seja honesta. Assim como oficina mecânica, muitos dizem que precisa trocar tal peça, pegam a peça original pra si e colocam uma paralela (às vezes até uma outra usada dizendo que é nova).

Eu também iria pelo caminho do meio termo, se for possível negociar.

responder
Reportar

Poderia ajudar nesse caso Eduardo_Marim ? Isso muito me interessa, hehe.

responder
Reportar
@Eduardo_Marim

mf andrea_alfinito Olá Pessoal, Tudo bem? Vamos lá! Legalmente falando a empresa de assistência técnica que você contratou é responsável pela quebra, e o fato dele supostamente alerta-lo sobre o risco, não muda nada, eles são responsáveis pelo dano causado ao seu smartphone da mesma forma.

Ainda que tal fato estivesse previsto em contrato, NADA mudaria, dentro da área consumerista, empresas são vedadas de estipularem clausulas que desobriguem suas responsabilidades.

Art. 24. A garantia legal de adequação do produto ou serviço independe de termo expresso, vedada a exoneração contratual do fornecedor.

Art. 25. É vedada a estipulação contratual de cláusula que impossibilite, exonere ou atenue a obrigação de indenizar prevista nesta e nas seções anteriores.


Além do mais, o ato praticado pela prestadora de serviço em questão, é considerado prática abusiva, e pode gerar dano moral caso tentem se esquivar da obrigação do reparo. E por falar nisso, telas de smartphone são constantemente alvo de falsificação, e em seu caso, a assistência além de substituir por uma nova, é imprescindível que façam uso de componente original, fique atento a isso.

Caso se neguem a cobrir o prejuízo ou você entenda que o dano causado ao seu celular, mesmo que reparado, fará com que o valor de mercado diminua substancialmente, é possível por via judicial fazer uso da opção de um novo smartphone.

responder
Reportar
@adremovido_535841

Eduardo_Marim Caramba, muito completa sua informação! Obrigada mesmo pela ajuda, espero que ajude o autor do post e todo mundo que um dia precisar \o/

responder
Reportar
@erlandio_souza

Eduardo_Marim Muito bacana o ponto de vista da lei, mas ainda acho que o bom senso e um acordo entre ambas as partes ainda é o melhor caminho, melhor no sentido humano, algo que temos perdido ao longo... Sei que é uma situação delicada e que depende das duas partes.
Em fim, acho que sou paciente de mais, pois já fiquei 9 meses esperando por um conserto de uma impressora, que paguei pelo mesmo à vista, acabou que não teve concerto e sugeri receber outra no valor do conserto, tudo para evitar maiores constrangimento para as partes.

responder
Reportar
@vaporeon

erlandio_souza Você é realmente paciente demais mesmo. Esperar 9 meses por um conserto de um produto em garantia é demais. Além de falta de respeito com o consumidor, tu ficou 3/4 do tempo da garantia com o produto parado.

Evitar "constragimento" (na verdade você só taria cobrando por um direito seu!) nem sempre é ruim. Se fizeram contigo, com certeza não foi o primeiro e poderá não ser o último. Vejo que esse "constrangimento" poderia muito bem servir de exemplo pra empresa, afinal nem todas querem ficar com nome sujo por aí.

responder
Reportar
@markonne_cirilo

erlandio_souza

É nisso que dá pedir opinião do pessoal de área jurídica. Já vem com papo de lei, processo, contrato, indenização, danos morais. hehehehua

:)

Mas também a Andrea Alfinito não disse que tipo de assistência levou. Pode ser uma que não faz contrato algum e fica tudo só de boca. Tipo essas de portinha de garagem 1x1m.

responder
Reportar
@Eduardo_Marim

markonne_cirilo Esse "papo de lei" é o que rege o seu país, rs.

Não importa se ele realizou a manutenção na maior empresa de assistência técnica do Brasil ou no fundo do quintal de uma casa, contrato não é o papel, é o serviço prestado, se você compra uma bala no mercado, você acaba de realizar um contrato de compra e venda, ainda que não haja papel algum.

responder
Reportar
@Eduardo_Marim

clarice_garcia Obrigado Clarice, também espero que possa vir a ajudar caso alguém precise.

responder
Reportar
@ariadna_mello

Eduardo_Marim queria uma ajuda sua, levei meu aparelho para concertar a câmera traseira, um iphone 7 as demais funções tudo ok, levei a primeira vez tudo certo estava funcionando, mas poucas minutos depois parou novamente, voltei la, levaram la pra cima de novo. pediram 30min depois de 2 horas com com o celular entre idas i vindas descendo com o celular aberto para eu testar veio o cara e falou que tentaram colocar uma camera similar e não dei certo, que eu teria que esperar aparecer uma camera original ( tipo em uma carcaça) tudo bem disse que iria esperar, mas depois antes de ir embora tentei ligar mas meu celular estava buscando rede, então voltei ele veio falar o monte de ternos técnicos que eu não entendo, resumindo meu telefone foi so com câmera e voltou sem funcinar nada.

responder
Reportar
@Eduardo_Marim

ariadna_mello Olá Ariadna, a assistência deve arcar com o prejuízo que causou, tente de forma amigável faze-los solucionar o problema, se não conseguir parte direto ao JEC e os informe disso. Salve todos documentos que tiver que provem que no primeiro momento o defeito só estava presente na câmera, isso será o suficiente como prova.

responder
Reportar
@jaime_f

ariadna_mello oi sou técnico arrumo celular também isso aconteceu pois quando desmonta o celular tem vários cabos flat deve ter quebrado um deles responsabilidade do técnico e da lado

responder
Reportar
@jaime_f

jaime_f obs loja

responder
Reportar
@canal_new

Eduardo_Marim Boa Tarde Eduardo, o mesmo acontece quando queimam a placa mãe do celular e querem que o prejuízo fique com o consumidor.

responder
Reportar
@unkn_owne

Eduardo_Marim Olá, em relação ao serviço prestado por assistência técnica não autorizada - um rapaz que faz conserto de celular e notebook; no meu caso por ser de uma cidade pequena no interior.
Após 3 anos de uso, meu celular parou de aguentar a carga, ou seja, ele só ligava se estivesse no carregador (igual um notebook quando a bateria morre). Mesmo assim, era possível usar sem mais problemas.
Paguei pelo serviço de troca de bateria, o qual alegou também precisar trocar a tela pois a mesma já estava danificada, foi feito um "acordo de boca" com o valor a ser pago de R$ 300. Concordei em pagar por uma nova tela. Porém, após o "conserto" o celular começou a estufar a bateria e com isso quebrando a nova tela.
O técnico disse que iria colocar outra bateria, dessa vez chamando-a de "blindada", sem cobrar a mais. Ele de fato trocou, porém o mesmo problema aconteceu novamente, e dessa vez ele alegou que meu aparelho estava com problema na placa, a qual deveria ser trocada - com isso eu precisaria pagar a mais. Eu não concordei. Por fim, o aparelho teve uma outra tela quebrada e parou de funcionar por completo
Nessa situação, eu tenho direito a receber alguma indenização pelo dano ao aparelho, já que o mesmo estava funcionando antes da contratação do serviço? O valor pago pelo serviço? Ou até mesmo entrar em um acordo? Recapitulando, foi levado em um "técnico especializado" e não teve emissão de NF, mas tenho a fatura do cartão.
Obrigado pela atenção

responder
Reportar
@Eduardo_Marim

unkn_owne Olá, quanto ao fato de não ter NFe, contrato ou nada parecido, isso não irá importar para você, o serviço foi prestado é isso que vale. Você chegou a ter alguma conversa via whatsapp? seria interessante para se utilizar como prova. No mais, o correto é tentar sempre um acordo amigável, não havendo solução parta para o Juizado Especial Cível, lá será ressarcido pelo problema causado, quanto a indenização, está só será cabível se você conseguir demonstrar que tomou algum prejuízo extra pela falta do aparelho em mãos, causado pelo mal conserto da assistência técnica.

responder
Reportar
@jaime_f

unkn_owne oi amigo sou técnico no seu caso a bateria era de baixa qualidade pois isso acontece quando nao tem selo da Anatel significa que é do Paraguai nao presta agora quanto a sua tela eletrônico nao tem meio termo funciona ou nao funciona simplesmente ele queria ganha dinheiro em cima de vc com certeza

responder
Reportar
@rana_mendes

OláEduardo_Marim aconteceu algo bem parecido com o meu marido. Levou o celular numa assistência técnica pois não estava carregando e os mesmos disseram que havia a possíbilidade de quebrar a tela e realmente quebrou, mas na hora meu marido viu que foi descuido do técnico, pois o cabo flat estava rompido, avisou na hora, eles não gostaram, tentaram vender uma tela mais barata para o meu marido, porém ele se manteve firme no seu direito, até que eles pediram desculpa e resolveram trocar a tela. Quando o celular voltou novamente da assistência, o touchscreen do celular estava muito ruim, a ponto de não dar para mexer no celular e o auto falante estava horrível, levou novamente no local e relatou o que estava acontecendo, a assistência ficou de resolver novamente, eles colocaram uma tela paralela no aparelho e meu marido pediu a original. Celular voltou da assistência com uma tela +/-, auto falante ainda estava ruim e o problema inicial que era sobre o fato de não estar carregando não foi resolvido. Ele voltou no local, pediu os dados da empresa, pois ele foi muito lesado, usa o celular para trabalho. Eles emprestaram um celular todo quebrado para ele (pode ficar só alguns dias com esse aparelho)e novamente ficaram de resolver de forma amigavél, até que ligaram essa semana informando que quebraram a placa do celular... Se ele esperaria mais 30 dias ou se gostaria de uma celular usado em troca. Muito bonzinho meu marido aceitou o celular pois não queria mais do de cabeça, só que já fazem alguns dias e eles não entregaram o celular para o meu marido, dizem que esta numa loja em outra cidade e estão esperando chegar. O que fazer nessa situação?

responder
Reportar
@jaime_f

rana_mendes
ola rana essa assistência técnica nao sao bons nao pois quando nos abrimos um celular pela tela tem que aquecer e tirar a cola tem que fazer com toda calma pois a tela sao bem delicado assistência que quebra a tela eles sao obrigado dar uma tela nova e ja vem com o touchscreen (celulares mais novos ) os antigos vc compra a parte pra ver se a tela é original aumenta o brilho do celular no máximo veja se fica bem claro se ficar bem claro tela é original se fica escuro é 2 linha (falso) agora o seu auto falante provavelmente o fio deve esta quebrado entre o placa e auto falante nossa agora quebraram a placa principal ja era pois difícil achar uma placa igual essa
peça sempre a nota fiscal do serviço e a entrada da assistência e retirada pois aguarde esses ordem se serviço ou outros documentos pois vcs podem entrar na justiça pequena causa (da sua cidade) e como eles quebraram tela ,auto falante e placa principal eles sao obrigados a pagar um celular novo (logico mesma marca e modelo se achar) ou pegar um outro celular do mesmo valor e pra ir na justiça nao precisa de advogado .
eu fosse voces nao deixe quieto nao pois o celular do seu marido custou dinheiro ok
ok quaisquer duvida estamos ai

responder
Reportar
@peaga84

Mesmo que nesses casos a lei tende ficar a nosso favor, usá-la na prática é um tormento. Tudo é muito lento e burocrático, no final muita gente desiste no meio do caminho ou até nem tenta, prefere ficar com o prejuízo. Eu acho que nesse caso, como o técnico disse que "poderia" quebrar a tela, na hora a pergunta tem que ser: e quem paga? Se a loja pagar e constar isso nos termos que ela anexa no contrato de serviço, a dor de cabeça não pode existir. Se não constar, é pedir pra incluir o termo e ambos assim. Agora se a loja logo de cara disser que não cobre a eventual quebra, é melhor procurar outro lugar.

responder
Reportar
@rana_mendes

jaime_f peaga84 muito obrigada pessoal, depois de muita dor de cabeça com essa empresa, problema foi resolvido ontem, eles deram um celular para o meu marido!

responder
Reportar
Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Adicionar Resposta

Avalie o Promobit

Qual a probabilidade de você recomendar o Promobit para um amigo ou parente?