avatar de oliveiram
20

imposto sobre placas de vídeo pode ser reduzido de 31% para 2%

31 de Maio de 2020 ás 19:28
Bate-papo
1
4

A tributação sobre placas de vídeo pode ser reduzida de 31% para 2%, isso é o que informa a Abradisti, Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação. Essa alteração pode acontecer devido a reclassificação das placas de vídeo, batalha travada desde 2013. A mudança incide diretamente na forma de arrecadação dos tributos.
Essa conquista da Abradisti visa que todos os distribuidores associados sejam taxados em apenas 2%, situação que já acontece com algumas empresas. Por intermédio de ações na justiça muitas empresas conseguiram a correção, o que significa que boa parte das placas que entram legalmente no país já são taxadas em 2%.Fonte: https://www.hardware.com.br/no...ara-2.html

João Vitor Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@jvsilvictor

Em resumo, atualmente as GPUs são inseridas numa classificação, de certa forma, incorreta já que não se trata de um sistema independente. Categoria esta que sofre com 31% de taxa total (Importação + IPI).

Na categoria correta, placa de microprocessamento com dispositivo de dissipação de calor, a taxa é de 0% (Importação) + 2% (IPI). Totalizando 2% de tributos.

As grandes empresas já conseguiram, judicialmente, há um bom tempo essa correção de categoria na qual as GPUs pertencem! Muitas das pequenas e/ou novas empresas ainda sofrem com a taxação maior. Essa medida visa igualar este cenário fazendo com que a categoria das GPUs seja corrigida de forma definitiva e global, sendo a tributação de 2% válida para todos.



Observações pessoais:

Essas diferenças por uma simples divergência na categorização de um produto gera uma grande, imensa, absurda injustiça e dificulta aqueles micro e pequenos empreendedores que estão ou desejam iniciar no setor que envolva este tipo de produto.

Não pense que a "Loja X" (loja grande) faz milagre ou deu a louca no gerente! Além da quantidade de itens comprados (maior quantidade tende-se a obter melhores preços), esse tipo de fator também entra em questão.

Comparação hipotética:

Imagine que a GPU seja importada por R$1000 e a "Loja X" judicialmente tem a correção da categoria, tendo então o custo de R$1020. (Ignoremos fretes e descontos por quantidade de itens)
Já a "Loja Y" é uma loja menor ou recente no mercado que não conseguiu ou ainda está em processo de correção tributária para este mesmo item. Essa loja paga R$1310 pelo mesmo produto.
Vamos considerar que a "Loja Y" tenha uma margem de apenas 20%, pra tentar ser competitiva e ganhar mercado. Valor final pro consumidor seria de R$1572.
Na "Loja X" o valor final do produto é R$50 a menos que na "Loja Y", totalizando R$1522. Lucro da "Loja X" = 49,2%.

responder
Reportar
@fabio_carneiro

jvsilvictor oliveiram não sabia que a tributação era tão pesada em Placas de Vídeo e nem que tenha empresas que já pagavam menos imposto.

Espero que reflita logo para o consumidor.

responder
Reportar
oliveiraM Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@oliveiram

fabio_carneiro pra vc ver... já ñ temos quase impostos por aqui... Brasil sil sil...

responder
Reportar
João Vitor Especialista em Tecnologia Especialista em Tecnologia
@jvsilvictor

fabio_carneiro

Acredito que vá trazer sim algum benefício para o consumidor a médio prazo caso venha a ser aprovado.

Essa mudança vai ser mais significativa praqueles que ainda sofrem com os 31%, claro. Será um efeito imediato. Passando todos para 2% vai tornar a competitividade nesse setor mais acirrada já que as lojas pequenas e aqueles que pagavam mais terão condições de ofertas ainda melhores para o consumidor final.
Hoje isso é muito desleal, como mostra o exemplo hipotético que dei acima. Mesmo vendendo mais barato, uma loja que paga 2% lucra mais que o dobro que aquele que compra pagando 31%.

responder
Reportar
Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Adicionar Resposta

Avalie o Promobit

Qual a probabilidade de você recomendar o Promobit para um amigo ou parente?