Promobit
Promobit
Imagem do usuário Carlos
14
Conversas livres

Correios em relação as lojas Chinesas

por Carlos (@carlos_133140)

28 de novembro de 2017 às 12:57

0

0

6

Em relação às matérias que vêm sendo divulgadas em diversos veículos afirmando que os Correios “acusam” o correio chinês de “manobras” e “trapaças”, a empresa vem esclarecer: em momento algum os Correios acusaram a China de fazer qualquer tipo de manobra ou trapaça.



Há, sim, uma constatação, não apenas do Brasil, mas dos correios de outros países que recebem importações do país asiático, sobre problemas percebidos nesses objetos: o não envio das informações eletrônicas, a utilização de etiquetas fora do padrão, que impossibilitam que essa carga seja induzida em máquina de triagem automatizada, além de etiquetas com impressão em baixa qualidade.



Em outras palavras, embora existam normas internacionais da União Postal Universal (UPU) que permitem aos operadores postais enviar objetos de até 2kg de um país a outro contendo documentos ou mercadorias sem registro, o que tem sido praticado pela maioria dos sites de compras chineses, essa modalidade de envio de objetos não possui rastreamento, o que impacta diretamente o consumidor, que não tem informações sobre a postagem nem garantia de prazo ou de entrega definidos.



O assunto já foi tratado em conjunto com a UPU e, no congresso da União Postal das Américas, Espanha e Portugal (UPAEP), que está sendo realizado nesta semana, os Correios voltaram a expor a situação e propuseram soluções, que vão desde a obrigatoriedade do envio de objetos com informação eletrônica de qualidade à padronização dos códigos de endereçamento e rastreamento.



A matéria foi resumida, a grande desculpa dos correios é que eles não ganham em cima dos envios e a demora da entrega se deve as faltas de informações nos pacotes internacionais, minhas compras internacionais sempre vieram com todo as informações, nunca recebi nenhuma entrega faltando algo, ao meu ver mostra a clara ineficiência brasileira no gerenciamento dessa empresa.



Fonte:http://blog.correios.com...s/?p=45461

Compartilhe: