Campanha Antecipa Black Friday Ponto
Promobit
Promobit
Imagem do usuário Luiz Augusto Marques
20
Artigos e Matérias

As 10 melhores Cervejas Belgas

por Luiz Augusto Marques (@luiz_augusto_marques)

15 de maio de 2017 às 17:8

9

1

12

Hoje vamos falar das cervejas oriundas daquele que é o principal ou segundo principal país de cerveja do mundo, depende do pontos de vista, a Bélgica.

Conhecida pela qualidade da cerveja, selecionamos um ranking das 10 melhores cervejas belgas, de acordo com Rough Guides. Como podemos ver, temos algumas cervejas que costumamos ver no mercado nacional. Veja a lista:


10 - Kriek (Cantillon Kriek Lambic 5%, Belle Vue Kriek 5.2%, Mort Subite Kriek 4.3%)

A Kriek é feita com adição de cereja ou, no caso de marcas mais comerciais com “suco de cereja” e até mesmo com açúcar. Ela é decantada numa garrafa com rolha, como um vinho gasosos. Os melhores exemplares não são tão doces e o gosto simplesmente maravilhoso. Existem outras cervejas frutadas também, mas a Kriek é a talvez com mais sucesso.

9 - Gueuze (Cantillon Gueuze Lambic 5%)

Gueuze is feita pela mistura do velho e novo lambique de refermentação, com o resultado final sendo engarrafada. Esse processo faz da Gueuze adocicada e encorpada. A tradicional Gueuze pode ser difícil de encontrar e talvez você deva optar por cervejas mais doces, marcas mais comerciais, como Belle Vue Gueuze (5.2%), Timmermans Gueuze (5.5%) and the exemplary Lindemans Gueuze (5.2%).

8 - De Koninck (5%)

Está é uma cerveja de padrão, a Koninck, é suave, amarelada pale ale que é melhor no draft do que na garrafa. Desce fácil no início e com um sabor agudo depois de beber.

7 - Delirium Tremens (9%)

Bom nome para uma condimentada amber ale, cujo lidera a produção da fábrica Ghent’s Huyghe.

6 - Gouden Carolus (8%)

Por se tratar da bebida preferida do Imperador Habsburg Charles V, Gouden Carolus é uma encorpada dark brown ale com um azedo e levemente frutada após ingerida. Fabricada em Flemish, na cidade de Mechelen.

5 - Corsendonk Pater Noster (5,6%)

A marca registrada refere-se a abadia de corsendonk em Oud-Turnhout, que funcionou entre 1398-1784 e foi reconstruído em 1968 como um complexo hoteleiro pelos novos proprietários do local.
Ao servi-la nota-se um belo tom avermelhado em torno das bordas e uma espuma bronzeada com grande duração. O aroma começa com um malte torrado, pão doce e segue em frente com um pouco de fermento. Nesse meio tempo nota-se notas de chocolate ao leite, melaço, açúcar mascavo, algumas frutas escuras (figos) , um pouco de defumado e uma presença moderada de algo que lembra vinho.
No geral, esta é uma bebida de degustação rica, que possui prazeroso gosto malte doce com uma sensação intensamente cremosa, o que lhe esconde o ABV ligeiramente alto, tornado-a fácil de ser consumida.

4 - La Chouffe (8%)

Produzida em Ardennes, o rótulo da cerveja é reconhecido prontamente pelo gnomo encapuçado vermelho. Está uma pale ale refrescante com uma pitada de coentro e deixa com um sabor de pêssego depois de degustada na boca.

3 – Chimay (red top 7%, blue top 9%)

Feita por monges trapistas da região sul, a Chimay tem escala de vendas mundial bastante abrangente. Das cervejas que a marca produz, essas duas são consideradas mais frutadas, forte, encorpada e com toques de noz-mascado e tomilho.

2 - Brugse Straffe Hendrik (Blond 6.5%, Bruin 8.5%)

Uma pequena fábrica localizada no centro de Bruges, a Blond trata-se de uma Pale Ale leve e picante, enquanto que a Bruin é uma clássica Brown Ale encorpada.

1 -Bush Beer (7,5%)

Uma típica Wallonian, está cerveja tem uma versão original de 12%, já foi reivindicada com a cerveja mais forte da Bélgica, mas está mais para uma “cevada de vinho”, e tem uma cor dourado mais forte e um aroma de terra. A Bush é uma Pale Ale tem uma pitada de coentro.

Deixe seu comentário, suas dúvidas e conhecimentos para interagir com a galera!

No Promobit temos uma página de categorias voltadas somente para cervejas:
https://www.promobit.com.br/pr...cerveja/s/




Compartilhe: