Take a fresh look at your lifestyle.

Como planejar sua viagem de fim de ano?

Comprar tudo com antecedência e nunca reservar passagens para os dias 24 e 31 são itens que não podem faltar no seu planejamento. Conheça os outros:

0

Seja para aproveitar os feriados – principalmente quem conseguir emendar Natal e Ano Novo – ou comemorar as festas em grande estilo, o período de final de ano é um dos favoritos para uma viagem rápida.

Todos que têm experiência nesse tipo de viagem sabem que existem muitos tipos de problemas que podem acontecer e fazer com que a sua trip dos sonhos se torne um enorme pesadelo. Para ajudar e evitar que isso aconteça, nós preparamos um guia para você planejar a viagem de final de ano perfeita (ou quase).

Veja também: 

Compre tudo com antecedência

Parece óbvio, mas é sempre importante pontuar que quando mais cedo você conseguir programar, comprar e reservar tudo na sua viagem, melhor, e também mais barato. Nessas datas, tanto as passagens (avião e ônibus) quanto a estadia (hotel, pousada, Airbnb, hostel) são bastante cobiçadas e costumam esgotar com muita rapidez, além de ficarem mais caras a medida que as datas se aproximam. Por isso, resista ao máximo ao impulso encrustado no nosso DNA brasileiro e não deixe para comprar tudo na última hora.

Caso vá de carro e já tenha um lugar para ficar, em vez de relaxar, agora é o momento de comprar tudo que vai usar, desde as roupas, bebidas, até equipamentos para recreação de acordo com o tipo de vigem de final de ano escolhida. Uma dica, deixar para comprar tudo quando chegar ao destino tem dois problemas: o preço mais alto e as filas cheias de pessoas com esse mesmo pensamento.

Estipule um orçamento

Apesar de não ser o item mais importante, sendo possível fazer roteiros incríveis com um orçamento apertado, saber quanto dinheiro você tem disponível para gastar nessa trip é o primeiro e mais importante passo na hora de planejar a viagem de final de ano.

Para isso, comece com um valor total, preferivelmente mantendo uma reserva para emergências ou gastos inesperados. Depois é o momento de estipular quanto irá separar para deslocamento, estadia e gastos durante a viagem (comida, bebidas, passeios, festas, transporte e compras). Não existe uma forma de dividir o orçamento entre esses itens, tudo irá depender do próximo item dessa lista.

Toda viagem dos sonhos começa com um bom panejamento.

Preparação de acordo com o estilo da viagem

Você prefere viagens do tipo mochilão, com hospedagem em hostels e economia em cada detalhe, gosta mais do conforto e aconchego de um hotel com algumas estrelas e restaurantes bem-conceituados ou é mais do tipo de viajante que sai com uma mala dentro da outra para comprar mais?

Fazer um planejamento fiel ao que espera da viagem é fundamental para aproveitar o máximo e não se frustrar e, principalmente, encontrar o melhor o roteiro, tanto em relação ao destino quanto ao período da viagem.

Por exemplo, se você é um viajante com estilo mais próximo do mochilão, a economia com os gastos permitirá fazer viagens para destinos mais distantes ou conhecer lugares mais badalados nessa época do ano, mesmo com um orçamento não tão grande. Já se o dinheiro tá curto, mas você não abre mão de conforto, as opções de destino serão mais limitadas, o que não quer dizer que não irá ter ótimas férias – ano passado estive na segunda opção e sou uma testemunha que o réveillon de Curitiba em um hotel 4 estrelas tem seu charme.

Duração da viagem

Quando falamos em férias de final de ano, pode ser tanto uma semaninha, um mês ou até mesmo um bate-volta. Essa definição, na maioria das vezes, depende diretamente de dois fatores: disponibilidade de tempo (férias, folgas, emenda de feriado) e a combinação de orçamento e estilo da viagem.

O mais indicado, sempre, é fazer o planejamento nessa ordem, mas claro, existem vezes que o período da viagem possui uma influência ou acordo que define previamente essa duração. Nesses casos, o ideal é subtrair o deslocamento e estadia e depois dividir o restante dos gastos pelos dias, sempre reequilibrando a balança para conseguir aproveitar ao máximo os dias de folga.

Use a flexibilidade da duração da viagem a seu favor

Muitas vezes, os dias de folga no final de ano – subtraídos ou não das férias – podem ser negociados com a empresa. Caso isso seja possível ou você tenha tirado mais tempo, faça simulações de passagens e hospedagem com as diferentes opções. Nesse ano, Natal e Ano Novo cairão na terça-feira, o que deve refletir em passagens mais caras entre sexta e quarta.

Caso seja possível viajar na quarta ou quinta ou estender a estadia até a quinta, os preços podem compensar bastante. Claro, os melhores dias para ir poderão mudar de acordo com o interesse dos viajantes, sendo importante fazer simulações com diversas datas de ida e volta até encontrar a melhor opção.

Não viaje próximo ao feriado

Esse é um dos períodos favoritos para viagens, por isso, o número de pessoas nas estradas, aeroportos e rodoviárias é enorme e cresce à medida que se aproxima o feriado. Isso significa que as filas, esperas e atrasos serão maiores para quem optar por sair nas vésperas de Natal e Ano Novo.

Não voe nos dias 24 e 31

Como já explicamos, atrasos e lentidão são comuns durantes esses dias, no entanto, tudo pode ser pior em viagens de avião, pois podem ocorrer cancelamentos e remarcações de voo, proporcionando a experiência de passar a virada na companhia de desconhecidos e funcionários do aeroporto. Por isso, mesmo que seja uma ótima promoção de passagem aérea, não marque voos para os dias 24 e 31.

Cuidado com o barato que pode sair caro

No afã de economizar em todos os detalhes possíveis da viagem, algumas vezes, fazemos escolhas que à primeira vista são boas, mas no final nos fazem gastar mais do que no começo do planejamento.

O item mais comum é hospedagem longe do “pico” que mais irá frequentar nesses dias, que pode ser o centro comercial, praia, região boêmia ou qualquer outra. Normalmente os hotéis próximos a esses locais possuem diárias mais caras, mas são compensadas com a economia de tempo e dinheiro com o deslocamento, ainda mais nessa data, que as ruas estão mais cheias e os aplicativos de corrida, com preços dinâmicos.

O outro erro comum são passagens mais baratas, mas em horários alternativos. Essa configuração pode ser bem interessante, desde que não interfira diretamente nos gastos com a hospedagem. Já que para aproveitar um bom preço de passagem, pode ser necessário mais uma diária, fazendo você economizar por um lado e gastar mais por outro.


O que achou do nosso conteúdo? Ficou com alguma dúvida, deixa o seu comentário e aproveite nossos cupons de desconto para economizar anda mais na viagem.

Veja também
Comentários

Novo comentário
cancelar
Responder comentário:

Quer receber alertas de novas postagens?

Receba notificações em seu navegador!